Dor Crônica - by dorcronica.blog.br

Tratamento da dor crônica: a opção Mindfulness

Tratamento da dor crônica: a opção Mindfulness

Quem convive com dor crônica arrisca ser vencido pelo peso emocional da experiência. Ao experimentá-la, sobretudo pela primeira vez, o portador começa a julgá-la como algo ruim que precisa ser erradicado imediatamente. Com o tempo, a dor ficando, ele começa a ruminar sua desgraça e a imaginar maneiras de escapar da dor de qualquer maneira, sem deixar de mantê-la no centro de um elenco de pensamentos negativos girando em torno dela. Esse exercício diário aumenta a dor, tornando a experiência dela muito mais nociva do que a experiência sensorial por si só, além de impedir qualquer alívio significativo. A meditação mindfulness pode ser usada como uma ferramenta para criar mais consciência da própria sensação de dor, sem julgamento, resistência ou projeção. A ideia por trás dessa técnica Mente-Corpo é a de que quando nos tornamos mais conscientes do que realmente estamos vivenciando, sem a sobreposição do nosso julgamento, a percepção geral da dor é reduzida. Ou ao menos perde importância diante de outros ganhos biopsicossociais (melhora no ânimo e no humor, recuperação do sono, reestruturação cognitiva etc.).

Mindfulness é estar aqui, agora. É sobre estar ‘presente’ ou no momento. Embora a ideia seja realmente muito simples, incorporar a atenção plena nem sempre é fácil. Todos nós já tivemos a experiência de estarmos completamente absortos naquilo que fazemos – talvez caminhando na praia, brincando com uma criança, olhando para um pôr do sol magnífico ou saboreando o primeiro gole de uma refeição deliciosa. Esses momentos são momentos de consciência plena e os temos o tempo todo. Acontece que são breves e fugazes.

Logo nossas mentes vagam por fluxos de consciência – análise, lembrança, planejamento e outras distrações. Poderíamos parar na entrada da garagem e de repente recuperar o juízo, incapazes de nos lembrar do caminho para casa porque estávamos repassando os acontecimentos do dia em nossas mentes.

O que envolve a meditação da atenção plena?

A prática da meditação mindfulness consiste, na verdade, apenas em prolongar esses momentos de consciência focada no presente, treinando nossas mentes para continuar voltando ao que está acontecendo agora. Algumas pessoas descrevem isso como uma mudança do modo “fazer” para o modo “ser”, ou sair do piloto automático.

No início, isso envolve escolher algo em que prestar atenção – como o fluxo da sua respiração, as sensações de mudança em seu corpo ou os muitos sons ao seu redor – e perceber cada vez que você acaba distraído, para que possa suavemente atrair sua atenção de volta. Esse retorno ao agora, repetidamente, torna-se um hábito, assim como praticar escalas no piano, chutar uma bola no futebol ou aprender a tricotar. Tudo isso desenvolve a memória muscular. Paramos de “perder momentos preciosos” e começamos a nos envolver mais plenamente com o que está acontecendo à medida que se desenrola.

Como a meditação mindfulness é relevante para a dor?

A dor crônica pode ter um impacto devastador quando você convive com uma dor persistente, além de impactar sua família e amigos.

  • Talvez você não consiga fazer todas as coisas que ama do jeito que fazia antes de sentir dor.
  • Você pode se sentir desligado do resto do mundo, até mesmo desligado de si mesmo.
  • Sua mente pode estar repleta de preocupações ou pensamentos autocríticos.
  • A incerteza associada ao seu futuro pode ser muito angustiante.
  • Talvez você se sinta ansioso sem saber por quê. Esta é uma reação muito comum, válida e compreensível à dor contínua. E como sua mente e seu corpo estão conectados, a angústia mental pode fazer seu corpo se sentir pior. Seu sistema de alarme de dor fica muito sensível e você pode ficar mais tenso fisicamente, à medida que se sente mais angustiado.

Praticar a meditação mindfulness ajuda a contornar algumas das preocupações e frustrações que surgem quando você está com dor. Pense nisso como aprender a mergulhar sob uma onda na praia. Ou melhor ainda, aprender a surfar aquela onda.

A meditação nos ensina a enfrentar as ondas de dor, ansiedade, estresse e fadiga. Isso ajuda a aumentar nossa confiança e nos coloca em posição de aproveitar também as ondas positivas, como sentimentos de alegria, conexão, prazer e realização.

Mindfulness não é uma pílula mágica. Como qualquer habilidade que vale a pena aprender, é preciso prática e paciência. Mas milhões de pessoas experimentaram os benefícios transformadores da meditação para tudo, desde a dor até melhores relacionamentos, criatividade, foco mental e maior paz de espírito. E você também pode. 

Há evidências de que funciona?

A pesquisa mostra que praticar a meditação mindfulness pode ser útil para pessoas com dor persistente, com um efeito moderado na redução da intensidade da dor.1 Em comparação com os cuidados médicos normais para a dor, a meditação também parece melhorar outros aspectos importantes da vida, como a depressão, a capacidade de lidar com a dor, a qualidade de vida, a aceitação e a qualidade do sono.2 É importante ressaltar que a meditação mindfulness tem efeitos significativos e duradouros na redução da funcionalidade do impacto da dor. 3

Quando se trata de dor aguda ou de curta duração, as pessoas podem tolerar mais dor após receberem treinamento de meditação.4 Estudos de neuroimagem mostram que a meditação envolve múltiplos mecanismos cerebrais que alteram a experiência sensorial da dor para torná-la menos incômoda e desagradável.6-7

No geral, as evidências atuais sugerem que os tratamentos baseados na atenção plena são tão bons quanto os tratamentos psicológicos bem estabelecidos para a dor persistente, como a Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC).5 No entanto, como a pesquisa sobre meditação é mais recente, ainda não é tão forte e convincente quanto a pesquisa sobre TCC. Ainda precisamos descobrir quais tipos de meditação ajudam mais com a dor, quais doses de meditação funcionam melhor e quais são os ingredientes essenciais que tornam a meditação útil.

Fonte: “Mindfulness and pain”, painHealth.

Referências:

  1. Hilton L, Hempel S, Ewing BA, et al. Mindfulness Meditation for Chronic Pain : Systematic Review and Meta-analysis. Ann Behav Med. 2017;51:199-213. doi:10.1007/s12160-016-9844-2.
  2. Veehof MM, Trompetter HR, Bohlmeijer ET, Schreurs KMG. Acceptance- and mindfulness-based interventions for the treatment of chronic pain: a meta-analytic review. Cogn Behav Ther. 2016;45(1):5-31. doi:10.1080/16506073.2015.1098724 3.
  3. Soundararajan K, Prem V, Kishen TJ. The effectiveness of mindfulness-based stress reduction intervention on physical function in individuals with chronic low back pain: Systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials. Complement Ther Clin Pract. 2022;49(March):101623. doi:10.1016/j.ctcp.2022.101623.
  4. Shires A, Sharpe L, Davies JN, Newton-john TRO. The efficacy of mindfulness-based interventions in acute pain: a systematic review and meta-analysis. Pain. 2020;161:1698-1707.
  5. Khoo EL, Small R, Cheng W, et al. Comparative evaluation of group-based mindfulness-based stress reduction and cognitive behavioural therapy for the treatment and management of chronic pain: A systematic review and network meta-analysis. Evid Based Ment Health. 2019;22(1):26-35. doi:10.1136/ebmental-2018-300062.
  6. Jinich-diamant A, Garland E, Baumgartner J, et al. Neurophysiological Mechanisms Supporting Mindfulness Meditation–Based Pain Relief: an Updated Review. Curr Pain Headache Rep. 2020;24(56):1-10.
  7. Zeidan F, Baumgartner JN, Coghill RC. The neural mechanisms of mindfulness-based pain relief. PAIN Reports. 2019;4(4):e759. doi:10.1097/PR9.0000000000000759.
  8. Torrijos-Zarcero M, Mediavilla R, Rodríguez-Vega B, et al. Mindful Self-Compassion program for chronic pain patients: A randomized controlled trial. Eur J Pain (United Kingdom). 2021;25(4):930-944. doi:10.1002/ejp.1734.
Ver Referências →
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas