Etiqueta: Terapias Convencionais

O que diz a ciência sobre a caminhada

O que diz a ciência sobre o valor da caminhada?

Os resultados de um estudo feito por pesquisadores dinamarqueses e australianos, recentemente publicado, sugerem que acumular 10.000 passos por dia e andar com maior intensidade pode estar associado a menor risco de doenças cardiovasculares, câncer e início de demência.

Leia mais »
Bloqueio de nervos

Bloqueio de nervos. Informe-se, pode haver um no seu futuro.

Os bloqueios de nervos periféricos (BNP) são amplamente utilizados para anestesia cirúrgica, bem como para analgesia pós-operatória e não cirúrgica. Bloqueios nervosos terapêuticos (não cirúrgicos) são recomendados pelos médicos, por exemplo, a pacientes com dores musculoesqueléticas crônicas como última opção antes de se pensar em ir para uma mesa de operações. Dores desse tipo são cada dia mais comuns. Por isso esse post pode ajudar aqueles que não estão familiarizados com o propósito ou a função de um bloqueio nervoso, um tipo de anestesia parcial que requer a injeção de uma mistura de anestésico e medicação em nervos danificados. O seu objetivo é controlar a dor de uma forma mais duradora. Embora os bloqueios nervosos podem ser altamente eficazes no tratamento da dor crônica, sempre há a possibilidade de efeitos colaterais. Mais uma razão para se informar sobre essa técnica, cujo uso, aliás, o paciente deve autorizar.

Leia mais »
O placebo como analgesia

Placebo como analgesia: entendendo os mecanismos

Até pouco tempo atrás o placebo era considerado algo assim como o filho bastardo da farmacologia experimental, aquela focada em testes de possíveis novas drogas. Voluntários recebiam estímulos (ex.: comprimidos, injeções etc.) de verdade e de mentira. Obviamente, se uma proporção considerável dos primeiros reagisse parecido com os segundos, a droga testada era jogada no lixo – junto com dezenas de milhões investidos no invento. Obviamente, porque como é possível alguém se curar ou se sentir mais aliviado de um distúrbio físico ou mental por obra e graça de um comprimido de açúcar? Pois ocorre que isso é possível. A neurociência tem comprovado que o poder de sugestão – e de autossugestão – embora etéreo, transita pelas vias neurais como se algo real estivesse acontecendo. O placebo exerce assim formidável influência sobre o pensamento e o comportamento, e por isso hoje é considerado pela ciência da saúde como um filho pródigo e não mais um bastardo.

Leia mais »
Enxaqueca

Cetamina: uma solução para a enxaqueca?

A cetamina é uma droga antagonista dos receptores NMDA (N-metil-D-aspartato), o que a torna capaz de ser usada para fins sedativos e analgésicos, a depender da dose. Trata-se de uma droga que já vem sendo utilizada para o tratamento da dor crônica há muito tempo. Desde 2018, a cetamina vem sendo usada também no tratamento de dores agudas, seja de forma isolada ou combinada com algum opioide. Esse artigo examina a possibilidade, cada vez mais concreta, de a cetamina servir como um analgésico eficaz para a enxaqueca.

Leia mais »
“A cannabis medicinal é segura para meus pacientes?”

“A cannabis medicinal é segura para meus pacientes?”

O uso de cannabis medicinal está aumentando em todo o mundo. Os médicos são comumente solicitados pelos pacientes a fornecer orientações sobre sua segurança e eficácia. Embora tenha havido um aumento na pesquisa sobre o papel da cannabis medicinal para várias condições diferentes, descobrimos que havia uma escassez de orientações claras de segurança sobre seu uso. O presente artigo é destinado a médicos prescritores e apresenta uma revisão prática e atualizada das considerações de segurança da cannabis medicinal.

Leia mais »
O manejo da dor neuropática – Parte 2

O manejo da dor neuropática – Parte 2

Segunda parte do artigo, “Managing Neurophatic Pain”, de autoria da geriatra Katherine E. Galluzi, diretora de Comprehensive Care no Philadelphia College of Osteopathic Medicine (EUA). Na Parte 1, lembremos, foram descritos os tipos, mecanismos e características da dor neuropática em geral. Agora é a vez do tratamento clínico, tomando a dor neuropática periférica diabética como exemplo. A Dra. Galluzi aproveita de apontar a prática osteopata, como a opção terapêutica com a melhor chance de sucesso no tratamento de pacientes com dor neuropática.

Leia mais »
O manejo da dor neuropática – Parte 1

O manejo da dor neuropática – Parte 1

Quando a dor é persistente e não é aliviada, ela frustra ambos, o paciente e o médico que tenta aliviá-la. É o caso da dor neuropática. O seu alívio é difícil de alcançar e repleto de equívocos. O tratamento geralmente requer ensaios de intervenções físicas, farmacológicas e cirúrgicas. Nos casos insolúveis, os pacientes devem aceitar o alívio parcial e buscar estratégias adaptativas. Este artigo, “Managing Neurophatic Pain”, de autoria da geriatra Katherine E. Galluzi, diretora de Comprehensive Care no Philadelphia College of Osteopathic Medicine, descreve primeiramente os tipos, mecanismos e características da dor neuropática em geral (Parte 1), e depois se aprofunda na prática do seu tratamento clínico, tomando a dor neuropática periférica diabética como exemplo (Parte 2). A Dra. Galluzi aproveita para ressaltar as supostas vantagens da prática osteopata, um modelo de tratamento, ela diz, que tem a melhor chance de sucesso no tratamento de pacientes com dor neuropática.

Leia mais »
Cannabis Medicinal: limpando a fumaça – Parte 3

Cannabis Medicinal: limpando a fumaça – Parte 3

A Parte 1 e Parte 2 do artigo “Medical Marijuana: Clearing Away the Smoke” (dividido em 3 partes no blog), foi publicada dias atrás e resumiu resultados de estudos recentes sobre canabinoides, e mostrou os riscos e gestão do uso desses medicamentos. O tema desta terceira parte é a seleção de pacientes para terapia com canabinoides.

Leia mais »
Cannabis Medicinal: limpando a fumaça – Parte 2

Cannabis Medicinal: limpando a fumaça – Parte 2

A Parte 1 do artigo “Medical Marijuana: Clearing Away the Smoke” (dividido em 3 partes no blog), foi publicada dias atrás e resumiu resultados de estudos recentes sobre canabinoides. Esta segunda parte, trata dos riscos e gestão do uso de medicamentos canabinoides. O tema da terceira parte, a ser publicada na próxima semana, é a seleção de pacientes para terapia com canabinoides.

Leia mais »
Cannabis Medicinal: limpando a fumaça – Parte 1

Cannabis Medicinal: limpando a fumaça – Parte 1

O artigo “Medical Marijuana: Clearing Away the Smoke”, de autoria de 4 neurocientistas comportamentais ligados a Universidade da Califórnia, revisa as evidências científicas que apoiam a tese da utilidade da cannabis como medicamento. Fora isso, dá orientações sobre seu uso, incluindo um algoritmo para orientar os médicos que cogitam tratar de pacientes com cannabis medicinal.

Leia mais »
Cannabis medicinal: muito mercado para pouca informação

Cannabis medicinal: muito mercado para pouca informação

Por força da pressão de pacientes desesperados, a cannabis medicinal está deixando de ser uma “droga clandestina” para se transformar num “remédio incerto”. Um progresso, certamente. Mas que é dificultado pela ignorância da população a respeito de suas atuais propriedades medicinais. Essa carência impede os consumidores potenciais no Brasil de fazer escolhas inteligentes sobre os produtos de cannabis que já existem no mercado, interno e externo. Eu decidi que este blog precisava dar uma contribuição, mesmo que minúscula, para amenizar o problema – um problema, aliás, de saúde pública. Eu não sou defensor da cannabis assim ou assado, esclareço, mas tampouco sou cego. O que a cannabis medicinal (CBD) hoje representa, terapeuticamente falando, é inegável. Por isso, me interessei em compartilhar com os visitantes do blog este artigo publicado na Nature em 2019, sobre o quanto a bioquímica complexa do CBD – o composto da planta cannabis mais útil à medicina – e a burocracia oficial conspira para diminuir a compreensão detalhada de seu metabolismo. Ou seja, de como o CBD age no organismo humano para eventualmente aliviar uma dor nas costas, por exemplo.

Leia mais »
Cannabis: à procura do equilíbrio

Cannabis: à procura do equilíbrio

À medida que o interesse aumenta nos potenciais benefícios da cannabis para a saúde, muitas questões ainda permanecem sobre quanta cannabis é demais e como os compostos da planta interagem para amortecer ou exacerbar os efeitos nocivos. Atualmente, muitos desses benefícios são inegáveis, seja na prática ou no campo científico. Contudo, evidências acumuladas confirmam que consumir a cannabis, seja na forma que for, também traz riscos. Esse artigo, publicado recentemente na Nature, traz informações e pontos de vista que permitem abordar essa controvérsia com o devido equilíbrio.

Leia mais »
CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas