Etiqueta: Dor

Dor na gengiva

Dor na gengiva? Faz tempo? Fique de olho isso.

Assim que eu comecei a estudar a dor crônica, fiquei intrigado com a ausência, nesse campo do conhecimento, dos dentistas. Artigos da sua autoria não são comuns nas revistas médicas especializadas em dor, nem nas mais badaladas, como The Lancet, BMJ e outras tantas. Também não identifiquei palestras sobre doenças dentárias dolorosas – para mim, todas parecem ser – em congressos médicos sobre dor. E olha que provavelmente onde mais dor sentimos na vida foi no dentista! Por isso, quando me deparei com o post a seguir, ele chamou imediatamente a minha atenção. E fiquei pasmo, eu admito, ao descobrir que a presença a longo prazo de bactérias causadoras de doenças na gengiva e na corrente sanguínea molda nossa saúde muito além da boca. Acredite se quiser, mas dentes e gengivas têm um amplo impacto na saúde, desde o risco de Alzheimer, até diabetes e doenças cardiovasculares.

Leia mais »
A inflamação crônica é um assassino silencioso

A inflamação crônica é um assassino silencioso

A inflamação é um recurso do corpo para combater infecções, ferimentos e toxinas, via sistema imunológico. Se a inflamação for aguda, isso dura algumas horas ou dias. A inflamação crônica ocorre quando essa resposta permanece, deixando seu corpo em constante estado de alerta. Com o tempo, tecidos e órgãos são danificados. Passar da inflamação aguda para a crônica depende de tempo, mas também do grau de abuso. As Festas de Fim de Ano, independentemente da justificativa, oferecem uma oportunidade para isso, para abusar. Este artigo é apenas para quem quer tomar as devidas precauções. Ele fala de coisas que você já sabe, e de outras que talvez ignore, mas que você raramente leva em conta na hora da tentação.

Leia mais »
O manejo da dor neuropática – Parte 2

O manejo da dor neuropática – Parte 2

Segunda parte do artigo, “Managing Neurophatic Pain”, de autoria da geriatra Katherine E. Galluzi, diretora de Comprehensive Care no Philadelphia College of Osteopathic Medicine (EUA). Na Parte 1, lembremos, foram descritos os tipos, mecanismos e características da dor neuropática em geral. Agora é a vez do tratamento clínico, tomando a dor neuropática periférica diabética como exemplo. A Dra. Galluzi aproveita de apontar a prática osteopata, como a opção terapêutica com a melhor chance de sucesso no tratamento de pacientes com dor neuropática.

Leia mais »
O manejo da dor neuropática – Parte 1

O manejo da dor neuropática – Parte 1

Quando a dor é persistente e não é aliviada, ela frustra ambos, o paciente e o médico que tenta aliviá-la. É o caso da dor neuropática. O seu alívio é difícil de alcançar e repleto de equívocos. O tratamento geralmente requer ensaios de intervenções físicas, farmacológicas e cirúrgicas. Nos casos insolúveis, os pacientes devem aceitar o alívio parcial e buscar estratégias adaptativas. Este artigo, “Managing Neurophatic Pain”, de autoria da geriatra Katherine E. Galluzi, diretora de Comprehensive Care no Philadelphia College of Osteopathic Medicine, descreve primeiramente os tipos, mecanismos e características da dor neuropática em geral (Parte 1), e depois se aprofunda na prática do seu tratamento clínico, tomando a dor neuropática periférica diabética como exemplo (Parte 2). A Dra. Galluzi aproveita para ressaltar as supostas vantagens da prática osteopata, um modelo de tratamento, ela diz, que tem a melhor chance de sucesso no tratamento de pacientes com dor neuropática.

Leia mais »
Dor e cérebro

O que é dor e o que está acontecendo quando a sentimos?

A dor é talvez a sensação mais frequente e democrática a existir entre os humanos. No entanto, até defini-la é difícil! Talvez por isso, a dor não é ensinada nas faculdades de medicina, e consequentemente, os médicos em geral a consideram apenas um sintoma de uma doença qualquer, tratável unicamente via fármacos ou cirurgia. Para a maioria dos pacientes com dor, porém, remédios e faca não resolvem, e até podem piorar a situação. Nessa rua sem saída, o que eles podem fazer? Informar-se por conta própria sobre a dor e o processo doloroso, de maneira a procurar pelo médico certo, firmar expectativas realistas sobre o que se pode conseguir com tal ou qual terapia e, acima de tudo, assumir plena responsabilidade pelo próprio tratamento. Para tanto, o primeiro passo é saber o que é dor e como a processamos via mente-corpo. Eis o tema desse post.

Leia mais »
O modelo de Sensibilização Central: como explicar a dor cronica

Sensibilização Central: Como a dor crônica existe sem haver dano no tecido

O modelo de sensibilização central fornece a oportunidade de explicar a dor como uma causa física relacionada a mudanças no sistema nervoso. A explicação pode melhorar a motivação do paciente para discutir a importância dos fatores psicossociais que contribuem para a manutenção da dor crônica. Contudo, o paciente típico quer soluções mais do que explicações. O presente artigo não resolve esse problema, mas dá um primeiro passo nessa direção ao descrever para o médico ou médico as bases do que dizer ao paciente, ou seja, como as alterações neurofisiológicas no seu sistema nervoso central explicam a dor que ele ou ela sentem. O uso do modelo de sensibilização central na prática clínica é esclarecido e ilustrado com um exemplo.

Leia mais »
Como a massagem cura o corpo

Como a massagem cura o corpo: aplicação clínica de teorias da dor

Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) oferece, de forma integral e gratuita, 29 procedimentos de Práticas Integrativas e Complementares (PICS) à população. Acupuntura e massagem não estão nesse elenco. A massagem, no entanto, pode anular os receptores de dor nos músculos, o que diminui a sensação de dor. Quando ocorre uma lesão, as mensagens de dor viajam das terminações nervosas no tecido danificado, passando pelos nervos periféricos, até os “portões” na medula espinhal e até o cérebro, onde a mensagem é interpretada como dor. Este artigo descreve detalhadamente uma abordagem prática para controlar com eficiência a dor usando a massagem médica. Usa-se como o exemplo hipotético uma sessão de massagem aplicada a um paciente com dor lombar do lado direito devido a espasmo agudo nos eretores lombares.

Leia mais »
Dor pós-operatória

Questões atuais no manejo da dor pós-operatória – Parte 3

As técnicas de cateter peridural são muito eficazes no controle da dor pós-operatória, mas essas técnicas requerem a experiência de um anestesiologista, estão associadas a falhas técnicas e o manejo do cateter pode ser trabalhoso. Nos últimos anos, várias técnicas infiltrativas têm recebido atenção crescente como alternativas simples e menos invasivas baseadas na anestesia local, isoladamente ou como parte de regimes multimodais para tratar a dor pós-operatória. Essas técnicas podem ser de dose única ou de cateter e geralmente são administradas pelo cirurgião. Eis o tema da terceira parte do artigo Current issues in postoperative pain management”. As duas partes anteriores podem ser acessadas aqui: Parte 1 e Parte 2.

Leia mais »
A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 5

A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 5

O artigo “A assinatura cerebral para a percepção da dor e sua modulação” aponta os principais fatores que influenciam separadamente a percepção da dor. Devido a sua extensão, eu o dividi em 5 partes, das quais esta é a quinta e última. Inicialmente foi traçado o cenário neuroanatômico onde a percepção ocorre (Parte 1) e, em seguida, comentados: o contexto em que ocorre (Parte 2), a interação entre a dor e as emoções no cérebro (Parte 3) e a modulação da dor, quando disfuncional (Parte 4). Agora é a vez da contribuição de substâncias químicas, tais como opioides e neurotransmissores (ex.: dopamina), à desestabilização do processo modulador da dor. Integram esta parte, também, apontamentos sobre oportunidades de pesquisa futuras e as Conclusões do artigo.

Leia mais »
A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 4

A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 4

O artigo “A assinatura cerebral para a percepção da dor e sua modulação” aponta os principais fatores que influenciam separadamente a percepção da dor. Devido a sua extensão, eu o dividi em 5 partes, das quais esta é a quarta. Nas três partes anteriores, foi traçado o cenário neuroanatômico onde a percepção ocorre (Parte 1) e, em seguida, comentados o contexto em que ocorre, tal como entendido por nós nesse momento (Parte 2), e a interação entre a dor e as emoções no cérebro (Parte 3). Aqui, o foco é a eventual disfunção do sistema inibitório descendente, localizada principalmente no tronco cerebral, podendo fazer com que a modulação da dor venha a facilitar a lesão.

Leia mais »
A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 3

A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 3

O artigo “A assinatura cerebral para a percepção da dor e sua modulação” aponta os principais fatores que influenciam separadamente a percepção da dor. Anteriormente foram apresentados o cenário neuroanatômico onde a percepção ocorre (Parte 1) e o quanto ela é influenciada pelo contexto (Parte 2). Agora cabe tratar da influência, eventualmente disruptiva, exercida pelas emoções sobre a modulação da dor. A Parte 3 resume como e onde se dá a interação entre a dor e as emoções no cérebro, e ao comportamento protetivo subsequente. Comportamento este que, quando baseado no medo, é especialmente nocivo ao alívio da dor crônica, especialmente.

Leia mais »
A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 2

A assinatura cerebral para percepção da dor e sua modulação – Parte 2

O artigo “A assinatura cerebral para a percepção da dor e sua modulação” comenta fatores – contexto, emoções, lesão e vias inibitórias descendentes – que podem influenciar a percepção da dor. Na Parte 1 foi apresentada a percepção da dor e o cenário neuro-anatômico em que ela ocorre: uma Matriz de Dor em que uma “Assinatura Cerebral” é impressa quando a dor é percebida. A Parte 2 descreve o primeiro dos fatores que influenciam a percepção: o contexto entendido pelo indivíduo no momento do estímulo.

Leia mais »
CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas