Etiqueta: Classificação e Avaliação

Dor nociplastica

Dor nociplástica: uma visão geral

Devido ao nível muitas vezes ausente de anormalidades teciduais observáveis e alto grau de problemas de sono, energia e distúrbios do humor, muitos termos têm sido usados para rotular essas condições, incluindo “dor funcional”, “dor psicossomática”, “dor psicogênica”, “dor disfuncional”, “transtorno doloroso somatoforme persistente” e “transtorno de sintomas somáticos”. Para ajudar a consolidar o entendimento atual sobre a etiologia e o tratamento ideal dessas condições complexas, um painel internacional de especialistas se reuniu para publicar um artigo sobre a “dor nociplástica” e como ela difere da dor nociceptiva e neuropática.

Leia mais »
Artrite psoriática – Parte 2

Artrite psoriática – Parte 2

Semana passada eu apresentei a Parte 1 desse artigo-resumo sobre a artrite psoriática. Houve destaque para fatores de risco e sintomas. Essa Parte 2 se concentra no diagnóstico e no tratamento. Os nomes comerciais dos fármacos foram excluídos e podem ser vistos no artigo original.

Leia mais »
Artrite psoriática – Parte 1

Artrite psoriática – Parte 1

A artrite psoriática é um tipo de artrite que causa dor nas articulações, inchaço e rigidez em algumas pessoas que têm uma condição crônica da pele chamada psoríase. A psoríase apresenta-se como manchas de pele vermelha espessa e inflamada, muitas vezes cobertas por escamas prateadas. Cerca de 30% das pessoas com psoríase também desenvolvem artrite psoriática. Este artigo faz uma radiografia dessa doença, incluindo fatores de risco, sintomas, diagnóstico e tratamento, com destaque para opções de tratamento medicamentoso. A Parte 1 descreve os Fatores de Risco e os Sintomas da artrite psoriática, enquanto a Parte 2 abrange seu Diagnóstico e Tratamento.

Leia mais »
Dor crônica

O que é dor crônica?

“A dor crônica é uma dor contínua e geralmente dura mais de três meses.” Essa definição satisfaz você? Não, e especialmente se você estiver sentindo dor há mais de 3 meses! Contudo, é o único que a medicina hoje tem para oferecer, no que diz respeito a definições. Quanto a produção científica sobre o tema “dor crônica”, a história é outra: inúmeras pesquisas dando vazão a milhares de artigos científicos de toda e qualquer qualidade pelo mundo afora. Esse artigo faz um voo rasante por esse campo de conhecimento ora em ebulição, o da dor crônica. Um campo vasto e variado, por sinal, que eu fui obrigado a resumir em 13 destaques. Dessa forma, se a sua dor for persistente, depois de 7 minutos você saberá como tirar o melhor proveito da sua próxima consulta médica.

Leia mais »
Como medir a intensidade da dor crônica?

Como medir a intensidade da dor crônica?

Uma vez que a dor é muito subjetiva, não existe uma ferramenta de medição direta para avaliar a intensidade e o sofrimento da dor. É essencial para os médicos que tratam da dor crônica avaliar a dor usando marcadores indiretos. Uma ferramenta simples e eficaz ajudaria a otimizar a prática clínica e os resultados do tratamento para os pacientes. Esse artigo descreve a proposta de uma equipe de médicos-pesquisadores da Penn State Hershey Medical Center (EUA).

Leia mais »
Avaliação de pacientes com dor crônica

Avaliação de pacientes com dor crônica

O tratamento bem-sucedido de pacientes com dor crônica só pode ser realizado se os esforços de avaliação se concentrarem no paciente como um todo, não apenas na sua patologia orgânica. Neste artigo, de autoria de pesquisadores de renome no campo da dor, foi possível destacar os componentes dessa avaliação.

Leia mais »
A intensidade da dor não diz quanto você sofre

A intensidade da dor não diz quanto você sofre. Então, por que medi-la?

Dois professores americanos – um anestesiologista e um psiquiatra, isso sim que é um time eclético! – resolveram questionar a utilidade da medição da intensidade da dor, especialmente no caso da dor crônica. O propósito desse post é divulgar essa alegação, que a mim parece fundamental, e os argumentos que a sustentam. Há tempo que eu vejo a dor como um elefante tentando se equilibrar num banquinho minúsculo. Na minha mente, o elefante simboliza a complexidade da dor, e o banquinho, a tentativa de expressá-la através de uma escala de caretas alinhadas num pedaço de cartão.

Leia mais »
Dor em várias partes do corpo? Pode ser polineuropatia.

Dor em várias partes do corpo? Pode ser polineuropatia.

A polineuropatia é a disfunção simultânea de vários nervos periféricos por todo o organismo. Infecções, toxinas, medicamentos, câncer, deficiências nutricionais, diabetes, doenças autoimunes e outras doenças podem fazer muitos nervos periféricos funcionarem incorretamente.

Leia mais »
Herpes Zoster

Herpes Zoster

A síndrome de Ramsay Hunt que hoje afeta o cantor Justin Bieber, é um distúrbio neurológico raro que ocorre quando o vírus varicela-zoster, o da catapora, infecta um nervo na cabeça perto do ouvido interno. Depois de ter varicela quando criança ou herpes zoster quando adulto, o vírus pode ficar adormecido no corpo. Essa síndrome não deve ser confundida com o herpes zoster, também conhecido popularmente como cobreiro, uma infecção viral provocada pelo mesmo vírus da catapora, o varicela-zoster. Recentemente, justamente por conta da doença vitimar um famoso, o herpes zoster veio à tona. Este artigo reproduz trechos da matéria sobre ele que me pareceu mais instrutiva.

Leia mais »
Quando a dor é “mista”

Quando a dor é “mista”? Perguntando se chega a Roma.

Pacientes com problemas de dor que ainda não são bem compreendidos, por exemplo, dor nociplástica ou dor mista, ainda correm um alto risco de ouvir que sua dor não é real ou que “está tudo na sua cabeça”. Uma avaliação metódica, bastante rápida e abrangente de um paciente com dor crônica – particularmente aquele que sofre de dor com componentes nociceptivos e neuropáticos – permite um tratamento direcionado. Na falta de uma causa notória para essas dores, o relato do paciente é essencial. Isso explica a preocupação com o médico ou médica fazer as perguntas certas durante a avaliação. O valor disso é duplo. Por um lado, usar as respostas como um fio condutor para traçar um diagnóstico (a confirmar por exames subsequentes, se for o caso); e por outro lado, estabelecer um vínculo afetivo com o paciente, amiúde decisivo para este acreditar no diagnóstico e se dispor a seguir o tratamento.

Leia mais »
Colite ulcerativa x doença de Crohn

Colite ulcerativa x doença de Crohn: qual é a diferença?

As formas mais comuns de doença inflamatória intestinal podem parecer muito semelhantes. Pode ser estranho pensar em doenças como tendo uma “família”, mas essa é exatamente a relação que você encontrará ao comparar a colite ulcerativa e a doença de Crohn. Ambas as condições estão sob o guarda-chuva da doença inflamatória intestinal (DII) e ambas têm sintomas e tratamentos semelhantes. No entanto, há algumas diferenças importantes que o excelente artigo a seguir mostra. De quebra, o leitor fica por dentro dos sintomas, diagnóstico, fatores de risco, tratamentos e complicações associados a ambas.

Leia mais »
CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas