Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Sexo em tempos de Covid 19. Proteja-se com os experts – Parte 1

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

A Covid-19 é uma doença respiratória; portanto, o contato direto com a saliva – através do beijo, por exemplo – pode transmitir o vírus. Embora o vírus da Covid-19 ainda não tenha sido encontrado no fluído vaginal, ele já apareceu no sémen e nas fezes de pessoas infectadas. Portanto, isso significa que todo contato sexual (oral/anal) pode espalhar o vírus da Covid-19. Este post apresenta a atual recomendação de cientistas, bem como as posturas adotadas pelas agências sanitárias de países puritanos (EUA) e liberais (Holanda) diante da ameaça que representa para a população como um todo. Num segundo post, irei relacionar as várias salvaguardas recomendadas por essas agências para fazer sexo seguro no presente.

“Mas quando uma mulher decide dormir com um homem, não há muro que ela não escale, nenhuma fortaleza que ela não destrua, nenhuma consideração moral que ela não ignore em sua raiz: não há Deus com o que se preocupar”.

Gabriel García Márquez, em “Amor em Tempo de Cólera”

“Máscaras” e “Sexo”? Digite essas duas palavras no Google e o primeiro que verá é um anúncio como este:

Mask and Gloves for Sex a um preço incrível – Super ofertas

O segundo link a aparecer, pasme você, pode ser uma matéria assinada por cientistas da sacrossanta Harvard Medicine School. Três deles examinaram a probabilidade de infecção por coronavírus em várias atividades sexuais e acabam de ter os resultados publicados na Annals of Internal Medicine.

A sua principal recomendação? Usar uma máscara facial e evitar beijar durante a relação sexual como solução para evitar a infecção por SARS-CoV-2.

Calma, não vá embora. É sério. Eu já explico.

O Covid-19 não é uma infecção sexualmente transmissível, porém, sendo uma doença respiratória altamente contagiosa que se espalha por gotículas na tosse, espirro e cuspe, pode ser transmitida através de beijos e contato próximo, incluindo fazer sexo. E não apenas por conta de beijinhos. Um estudo recente publicado na prestigiada revista JAMA Network Open e revisado por pares, descobriu que o esperma pode transportar o vírus que causa a Covid-19. Isso não prova que o vírus seja transmitido sexualmente, mas é suficiente para suspeitar que existe algum risco em ir para a cama com alguém.

Estudos à parte, ninguém precisa ser um cientista para saber que numa relação sexual, a proximidade com o(a) parceiro(a) é arriscada se ele(a) for portador(a). E como muitos pacientes com idade acima de 19 anos são assintomáticos, nesse caso, ficar infectado durante a relação sexual é tiro certo.

Assim sendo, a melhor maneira de se prevenir da Covid-19 no que diz respeito às relações sexuais – dizem os médicos da Harvard, é se abster delas. Ponto. Envolver-se em um ato sexual com um estranho, implica em aumentar a probabilidade de você se contaminar em várias vezes.

O seu parceiro sexual mais seguro, então? Você mesmo, dizem autoridades sanitárias em Nova York, Los Angeles e outras cidades dos EUA, recomendando a masturbação e outras formas nada interessantes de evitar o contato sexual com outras pessoas fora de casa.

Contudo, num estalo realista, os pesquisadores concedem que “para uma população em geral, é improvável que uma recomendação de abstinência sexual a longo prazo seja eficaz”. Por um lado, eles dizem, haveria o risco de reviver o estigma da AIDS, o que teria efeitos psicológicos indesejados.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

O que o puritanismo de araque norte-americano oculta, todavia, o liberalismo do Red Light District em Amsterdam escancara:

“Sexo é bom. Sexo é saudável. Somos seres sexuais e, claro, você pode fazer sexo nessa situação. Ora, as pessoas vão fazer sexo.”

Soren Brostrom, director general da Danish Health Authority, a agência sanitária oficial na Holanda

Do ponto de vista da liberalidade sexual, aliás, há tempos que os holandeses se destacam. Atualmente, aliás, eles vivem uma situação bem mais amena que os súditos da Rainha (“Oh, dear!”), na Inglaterra, onde desde 1º de junho tornou-se ilegal fazer sexo com alguém fora de sua casa! Qualquer pessoa flagrada violando a lei pode enfrentar um registro criminal – embora os policiais não possam entrar nas casas das pessoas para impor isso – uma precaução, aliás, muito de acordo com a fleuma inglesa.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Na Holanda já foi assim, mais ou menos, até poucos dias atrás. Porém, conforme mostra a Figura 1, a rígida estratégia de distanciamento social adotada por esse país em fins de março deu muito certo e agora as relações sexuais foram relativamente liberalizadas – o que dados os padrões holandeses na matéria equivale a viver num convento, mais ou menos.

As autoridades de saúde pública holandesas hoje até aconselham os solteiros ainda semi-trancafiados que encontrem um “seksbuddy” – “sex buddy” ou parça sexual – uma pessoa confiável com quem ter um relacionamento sexual exclusivo, mesmo que não fosse uma parceria de longo prazo.

“Discuta (com a pessoa) a melhor maneira de fazer isso juntos”, sugere o National Institute for Public Health and the Environment (RIVM) holandês. “Encontre-se com ele(a) para ter contato físico ou sexual (por exemplo, um amigo de abraço ou ‘amigo sexual’), desde que você esteja livre de doenças. Faça bons acordos com essa pessoa sobre quantas outras pessoas vocês dois veem ou vão ver. Quanto mais pessoas vocês veem, maior a chance de (espalhar) o coronavírus.”

Cosmético? Civilizado? New Normal Sex? Sei lá, sobre sexo, tudo é muito pessoal. Uma coisa é certa, porém: em tempos pandêmicos, fazer sexo bem ou mal, do ponto de vista sanitário, é um fator capaz de mover a agulha da contaminação num país (transmissibilidade, carga viral e o Capeta).

Ok, a melhor forma de se precaver é não fazer, entendido está. Mas, vamos descer à Terra: isso está fora de cogitação, não é mesmo? Então como fazer direito?

Usar uma máscara facial e evitar beijar durante a relação sexual, conforme atestam os cientistas da Harvard Medicine School, uma das faculdades de medicina mais cara e prestigiada do planeta?

Antes de você pedir para descer – do planeta, quero dizer – leia o próximo post onde relaciono todas as opções “oferecidas pelo mercado” para ter relações sexuais de todo tipo sem se contaminar. Acredite se quiser.

Obs. 25 de junho, às 16h (horário de Brasilia), o International Society for Sexual Medicine (ISSM) realizará um webinar sobre Sexo e Covid-19: SEX & COVID-19: THE STATE OF THE SCIENCE

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas