Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Quais medidas de resultados para a fibromialgia podem ser aplicadas na prática clínica?

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Este é o sexto post de uma série de sete, baseada numa revisão de artigos sobre as Diretrizes Canadenses de 2012 para o Diagnóstico e Tratamento da Síndrome de Fibromialgia, focando as mudanças na compreensão e tratamento da fibromialgia ocorridas desde os anos 90. Nesse post, especificamente, aborda-se as medidas de resultados aplicadas na prática clínica.

A série sobre Fibromialgia está composta de:

1 Como o diagnóstico da fibromialgia mudou? Ver post →
2 Como diagnosticar a fibromialgia? Ver post →
3 Como as novas evidências neurofisiológicas sobre a fibromialgia podem propiciar seu gerenciamento racional? Ver post →
4 Qual é a estratégia de tratamento ideal da fibromialgia? Ver post →
5 Quais são os tipos de tratamento indicados para a fibromialgia? Ver post →
6 Quais medidas de resultados podem ser aplicadas na prática clínica?  
7 Fibromialgia: ainda em busca de identidade médica Ver post →

Autor: Julio Troncoso

Em vista da diversidade de sintomas subjetivos entre os pacientes com fibromialgia, a medida mais significativa do resultado clínico não foi claramente definida. Os autores do estudo podem confundir o clínico ao escolher medidas individuais, como redução da dor, melhora do sono, fadiga ou qualidade de vida, para defender um tratamento específico. Embora questionários como o Fibromyalgia Impact Questionnaire, o Revised Fibromyalgia Impact Questionnaire, o Stanford Health Assessment Questionnaire e outros que medem a dor, o sono, a fadiga e a depressão tenham sido aplicados no ambiente de pesquisa, eles são geralmente complicados, sem um único questionário mostrando precisão ou validade para refletir as mudanças ao longo do tempo.123

A contagem de pontos dolorosos não é uma medição de resultado clinicamente relevante ou confiável e não deve ser usada.

O clínico precisa de uma ferramenta de medição simples e facilmente aplicável para uso na prática diária. Uma mudança no estado clínico medida por uma escala de Likert de 7 pontos (1 = muito pior, 7 = muito melhor) mostrou validade equivalente a questionários mais extensos e pode ser recomendada para uso clínico.4

Documentar as metas e níveis de realização do paciente é uma estratégia prática, com significado concreto. Levando em consideração a flutuação dos sintomas que tendem a persistir ao longo do tempo, não se deve esperar que o resultado em qualquer ponto seja finito.

Não deixe de conhecer os outros posts da série sobre Fibromialgia:

1 Como o diagnóstico da fibromialgia mudou? Ver post →
2 Como diagnosticar a fibromialgia? Ver post →
3 Como as novas evidências neurofisiológicas sobre a fibromialgia podem propiciar seu gerenciamento racional? Ver post →
4 Qual é a estratégia de tratamento ideal da fibromialgia? Ver post →
5 Quais são os tipos de tratamento indicados para a fibromialgia? Ver post →
6 Quais medidas de resultados podem ser aplicadas na prática clínica?  
7 Fibromialgia: ainda em busca de identidade médica Ver post →
Cadastre-se E receba nosso newsletter

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas