Coronavirus - by dorcronica.blog.br

OK, se não é isso? Então o que isso é?

OK, se não é isso? Então o que isso é?

Mortos pela Covid-19 subindo, restrições à socialização sumindo. Dia após dia. É um plateau, dizem. Um plateau na estratosfera do contágio viral? Qual é a ideia? Você não sabe? Eu sei. Cá entre nós: é tudo culpa do Gilmar. Leia este post e entenderá.

“Nunca subestime o poder de pessoas estúpidas em grandes grupos.”

– George Carlin

Eu vou logo dizendo que odeio o Gilmar Mendes. Odeio de paixão. Ele é feio, quis sempre detonar a Lava Jato e, concordando com a opinião do seu colega, o também eminente Ministro Barroso: “Você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com o atraso”.

Nota do blog:

O meu ódio, no caso, é força de expressão. Não implica em desejos escusos ou assassinos, nem sequer mentalmente falando. Eu amo a Justiça do Brasil e em especial todos os ministros do Supremo Tribunal Federal, e também todos os outros ministros de todos os outros tribunais que não são poucos.

Porém, hoje odeio mais a mim mesmo por ter que concordar com o dito cujo, a quem, como eu já disse, muito odeio no bom sentido. Isso que está acontecendo hoje no Brasil, a razão de mais de um milhar de mortos ao dia e tudo bem, estamos prontos para passar à fase 3, abrindo salões de beleza aqui, academias e carrinhos de cachorro quente acolá… não é genocídio, sei. Aí já é demais, mas então o que isso é? Como chamar ao que é de menos, porém continua ceifando diariamente um monte de vidas por conta de decisões levianas, absolutamente cientifóbicas – um termo que inventei para caracterizar a fobia da ciência – dos que mandam sobre nós (que os elegemos, snif, snif).

Então eu concordo com o Gilmar, meu chapa, quando ele sinaliza, ainda que um tanto desaforadamente, que tem algo de muito sinistro acontecendo na condução do combate à Covid-19 neste país.

Porque desde sempre é sabido que esse vírus é letal e se transmite pelo contato humano.

Repetindo: letal e transmissível unicamente pelo contato humano.

Ênfase nesses dois termos-chave: letal e transmissível pelo contato. Não tem mais. É só isso. Assim de simples. Fácil de decorar. Qual é a parte que você não entendeu? Ora, repita isso várias vezes enquanto lava os dentes antes de deitar a noite, e é quase certo que nunca mais esquece. Vai por mim.

Certo? Agora me diga: o que você faz se for caminhando à noite por uma rua deserta e avistasse um bípede tenebroso vindo ao seu encontro, fazer contato, pela mesma calçada? E se de repente, nele reconhecesse um assassino letal, com 30 passagens pela polícia e 31 alvarás de soltura por boa conduta?

(Antes de continuar lembre comigo: fazer contato e letal. Juntou as duas coisas? Ok, prossiga.)

Eu vou lhe dizer. Se for valente, você cruzaria para a calçada da frente. E se covarde, meia volta e pernas para que te quero.

Só se for muito, mas muito idiota mesmo, você continuaria como se nada, certo?

Certo. A menos que alguém, superior, criasse condições para você bancar o idiota pensando sair impune, claro. Alguém assim como um governador de estado, ou o prefeito de uma cidade, flexibilizando as medidas de isolamento social mesmo sabendo que haverá aglomerações, gente sem máscara, etc., e consequentemente mais mortes. Não tem mais. É só isso. Assim de simples. Fácil de prever.

“Sem a coordenação central do Ministério da Saúde, vários estados e cidades que flexibilizaram o isolamento social estão sendo obrigados a recuar, exigir o fechamento do comércio e prolongar a quarentena até que a velocidade de contágio diminua”.

Então, genocídio que não é.  Genocídio, segundo o Aurélio, é “o extermínio deliberado, parcial ou total, de uma comunidade, grupo étnico, racial ou religioso”. Aqui extermina-se, sim, os idosos (acima dos 65 anos e de preferência com comorbidades) e outros poucos desavisados, porém, não deliberadamente. Isso, jamais. Apenas estupidamente.

Genocídio, então definitivamente não é. Que tal, então, “estupidicídio”?

LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI