Psicologia da Dor - by dorcronica.blog.br

O exercício traz benefício cardiovascular a quem tem ansiedade ou depressão

O exercício traz benefício cardiovascular na depressão

O aumento da depressão e da ansiedade durante a pandemia de COVID-19, combinado com a prevalência de doenças cardíacas, gerou uma bomba de tempo populacional que pode ser desativada com o exercício. Um estudo apresentado dias atrás na 71ª Sessão Científica Anual & Expo do American College of Cardiology, mostra que os benefícios cardiovasculares do exercício, já conhecidos, são superiores justamente entre pacientes com ansiedade ou depressão.

Autora: Jessica Nye

A atividade neurobiológica associada ao estresse, juntamente com o aumento do risco cardiovascular, tem sido associada à ansiedade e à depressão. Como o exercício diminui o risco cardiovascular, pesquisadores do Massachusetts General Hospital levantaram a hipótese de que indivíduos com ansiedade e depressão podem ter um benefício maior do exercício do que outros sem essas características.

Para testar a hipótese, os pesquisadores pediram aos pacientes (N = 50.359) do Mass General Brigham Biobank que relatassem atividade física. Os participantes foram estratificados de acordo com as diretrizes da American Heart Association (AHA) e seu status de exercício foi associado a dados de codificação médica sobre ansiedade, depressão, fatores de risco cardiovasculares e eventos cardiovasculares adversos maiores (MACE), que foi definido como infarto do miocárdio, dor no peito devido a artéria bloqueada ou em procedimento devido à artéria bloqueada.

A população do estudo tinha idade mediana de 59 (IQR, 42-70) anos. Durante um acompanhamento de 1,8 ano, 4.033 desenvolveram MACE coronário.

ATENÇÃO!

Exercício está ligado à melhor saúde mental.

Um estudo com 1,2 milhão de pessoas nos EUA descobriu que as pessoas que se exercitam relatam ter 1,5 dias a menos de problemas de saúde mental por mês, em comparação com as pessoas que não se exercitam. O estudo descobriu que esportes coletivos, ciclismo, aeróbica e ir à academia estão associados às maiores reduções, de acordo com o maior estudo observacional do gênero publicado na revista The Lancet Psychiatry.

Mais exercícios nem sempre eram melhores, e o estudo descobriu que se exercitar por 45 minutos de três a cinco vezes por semana estava associado aos maiores benefícios.

Voltando ao estudo do Massachusetts General Hospital.

Em toda a população, os participantes que atenderam ou excederam as diretrizes de exercícios da AHA apresentaram risco reduzido de MACE coronário (razão de chances ajustada [aOR], 0,838; IC 95%, 0,779-0,901; P = 0,015).

Após estratificar por estado de ansiedade e depressão, interações significativas foram observadas para ambas as coortes de ansiedade (P = 0,0246) e depressão (P = 0,03).

Os participantes que atenderam ou excederam a recomendação de exercícios da AHA e tiveram ansiedade experimentaram um benefício maior (P <0,0001) do que a coorte sem ansiedade (P = 0,024) em comparação com seus colegas que não atenderam às diretrizes de exercícios.

Tendências semelhantes foram observadas entre a coorte com (P <.0001) ou sem (P =.02) depressão, na qual o exercício teve um efeito protetor na coorte com depressão quase o dobro que o efeito na coorte sem depressão.

Este estudo pode ter sido limitado por confiar no exercício autorrelatado e não nos níveis de atividade medidos objetivamente.

Os autores do estudo concluíram que o exercício teve uma redução de risco cardiovascular de 22% entre a população de pacientes com ansiedade ou depressão em comparação com uma redução de risco de 10% para indivíduos que não apresentavam nenhuma dessas condições.

“Essas descobertas fornecem suporte adicional para a importância da [atividade neurobiológica associada ao estresse] na mediação do benefício cardiovascular do exercício”, escreveram os autores do estudo.

Baseado na matéria “Exercise Linked to Cardiovascular Benefit in Patients With Anxiety and Depression”, escrita por Jessica Nye, PhD, publicada na Endocrinology Advisor em 08 de abril de 2022.

Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas