Coronavirus - by dorcronica.blog.br

O cenário mudou: a Covid-19 sobe e as máscaras caem

O cenário mudou: a Covid-19 sobe e as máscaras caem

Nessa semana algumas das marés que há um ano acompanham o avanço da Covid-19 mudaram. Não sei se consistentemente, mas há novidades nas atitudes a que estávamos acostumados, seja do Governo Central, dos políticos que governam a raia miúda, ou seja, nós, e dos cientistas – tudo em relação à Covid-19. A razão? A paúra. A percepção, em alguns casos consciente e noutros apenas sensorial – ou animal, se preferir – de que estamos todos por aqui, na pátria do brado retumbante, submersos até o pescoço numa m… profunda.

“O medo move montanhas”

Adaptado de algo que li ou ouvi por aí, não lembro quando nem onde.

Algo mudou no Brasil pandêmico da Covid-19 nessa semana. No Governo, na União (menos o Governo) e na Ciência.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Covid-19 no Governo

Não, não me refiro a quem preside o Governo, mas a quem o representa (e faz o que o outro quer) no âmbito da Saúde: o inefável Pazuello. Este reconheceu, talvez para acalmar a moçada, que a contaminação no país está três vezes pior do que já estava muito mal. Por causa das variantes e tal. E tomou uma decisão, o que é inédito. Comprar 20 milhões da Covaxim, vacina indiana que nem sequer os trabalhadores da saúde indianos aceitam.

Por que seria? A rejeição, quero dizer. Ah, porque essa vacina sequer passou pela fase 3.

E veja que loucura: há dois meses tínhamos um debate estrondoso em torno dos resultados da fase 3 da Coronavac, a que completada, mas por falta de dados – problema real e ainda não resolvido, a meu ver – por um triz não foi rejeitada. Aliás, foi aprovada apenas para uso emergencial, a mesma autorização restrita que a ANVISA indiana concedeu até agora à Covaxim. E, no entanto, agora o Brasil anuncia a compra de 20 milhões dessa vacina e só depois disso técnicos da ANVISA daqui viajam para a Índia se certificar de como ela é fabricada!

O único que a Covaxim tem por enquanto a seu favor é um artigo publicado na The Lancet há três semanas e de autoria de pesquisadores, você adivinhou, indianos casualmente. O trecho seguinte é bem ilustrativo.

Valor agregado deste estudo

Nós relatamos as análises preliminares para a segurança e imunogenicidade da vacina candidata BBV152 em 375 adultos vacinados. Todos os grupos de vacinas tiveram reatogenicidade e resultados sorológicos semelhantes aos do grupo de controle. BBV152 levou a respostas imunes aumentadas; as vacinas de 3 μg e 6 μg Algel-IMDG induziram respostas de células T que foram enviesadas para células T-helper-1.

Implicações de todas as evidências disponíveis

Os achados de outras vacinas candidatas inativadas contra SARS-CoV-2 são corroborantes. No entanto, até onde sabemos, nossa vacina é a única candidata à vacina COVID-19 inativada relatada que induz respostas mediadas por células e respostas humorais de neutralização. Ambas as formulações Algel-IMDG serão avaliadas em um ensaio de imunogenicidade de fase 2.

Ou seja, “os testes resultados de segurança (da Covaxim) ficaram dentro do esperado e (ela) gerou resposta imunológica aprimorada contra a Covid-19…”, mas isso foi na fase 1! Isso é como o sujeito se jogar do décimo andar e se sentir feliz por ainda estar vivo ao passar pelo oitavo!

Enfim, eis o que se tem para hoje da vacina Covaxim.

Na União-menos o Governo

Leia-se governadores e prefeitos. O Supremo Tribunal Federal, já sabemos, abriu a porteira de acesso à compra de vacinas pelo mundo afora. Enfim, o tal Plano Nacional de Imunização se mostrou um rotundo fracasso e agora cada um inventa um outro plano qualquer, estadual ou municipal, para chamar de seu. Mais ou menos, cada um por si e seja o que Deus quiser.

Enquanto isso, tome nota da passagem seguinte:

“Um imenso mercado negro – ou pelo menos cinza – surgiu, com arremessos de todo o mundo a preços muitas vezes exorbitantes. Os vendedores abordaram governos da União Europeia alegando oferecer 460 milhões de doses de vacinas, de acordo com os primeiros resultados de uma investigação da agência antifraude do bloco, compartilhada com o The New York Times.”

Já pensou o Lucimar dos Santos, aliás Cacareco, prefeito de Caririaçu, negociando com Jawhara al-Tawid, vendedor da Vaccines Inc. sediada nas Ilhas Seychelles, a compra de uma vacina feita no Paraguai?

Na Ciência

Principalmente na expressão dos cientistas entrevistados pelos canais de TV paga – que, aliás, costumam ser sempre os mesmos. Eles não mais repetem monotonicamente a ladainha de que há de se usar máscara, evitar aglomerações etcétera, nem aconselham que seria muito educado e saudável se as pessoas fizessem a gentileza de ficarem em casa. Não mais. Esse pessoal continua a dizer o mesmo, mas com cara de que o cinema está pegando fogo, ao tempo que recomendam… não, eles agora exigem que os que saem de casa sem justificativa sejam multados, punidos etcétera de novo, ao invés de agraciados com aconselhamento educacional ou coisa que o valha. Em alguns (poucos) casos até reconhecem também que não cabe a eles o papel de convencer a população a fazer o que não quer. (Aliás, nunca coube… só que a TV fornece um palco irresistível para esses 15 minutos de fama.) E ainda um ou outro começa a denunciar o óbvio: que as recomendações que eles, os imunologistas, epidemiologistas, infectologistas… fazem aos políticos, estes as seguem só depois de ouvir os lojistas, baristas e restaurantistas – mesmo se isso significar mais mortes. Na minha opinião, é o caso do Nordeste e de São Paulo no presente. A ciência está apavorada e está começando a rejeitar o cabestro com que os políticos a seduziram.12

LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas