Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Metade dos pacientes com fibromialgia têm outras doenças

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Quando não reconhecida, a fibromialgia pode ser confundida com outras doenças crônicas, e prejudicar o controle da doença primária, se for o caso, ou da própria fibromialgia. Embora a fibromialgia seja uma condição pouco entendida pelos médicos (especialmente no atendimento primário) e que coexiste com muitas condições, estes devem reconhecer a sua comorbidade, e tratar de seus sintomas especificamente. Esse post apresenta dados de pesquisa que evidenciam essa possibilidade.

“Existem quase sessenta e seis quilômetros de nervos no corpo humano, e a dor da fibromialgia consegue estar em cada centímetro deles.”

Anônimo

Autora: Shirley Pulawski

O testemunho mais contundente (e recente) de que a fibromialgia é uma condição médica “ultra-comórbida” é um estudo de pesquisadores da Mayo Clinic.

Foram revisados os prontuários médicos de 1.111 pacientes diagnosticados com fibromialgia.

A principal descoberta do estudo sobre fibromialgia

Esses pacientes eram propensos a ter uma ou mais comorbidades e usar vários medicamentos.

Mais da metade do grupo portava 5 ou mais doenças crônicas, incluindo artrite crônica degenerativa, depressão, enxaqueca, cefaleia crônica e ansiedade.

Dor articular crônica / artrite degenerativa foi a comorbidade mais comum em 88,7% dos pacientes, seguida por enxaqueca ou cefaleia crônica em 62,4% dos pacientes. Hiperlipidemia1 foi observada em 51,3% dos pacientes, obesidade em 48%, hipertensão em 46,2% e diabetes tipo 2 em 17,9% dos pacientes, resultando em 50,5% de todos os pacientes que preencheram os critérios para síndrome metabólica.

Outras condições físicas observadas foram síndrome do intestino irritável (32,5%), fascite plantar (24,8%), disfunção da articulação temporomandibular (17,4%) e dor pélvica crônica (15,3%).

Distúrbios de saúde mental e condições de sono também foram comuns, de acordo com os pesquisadores. A depressão estava presente em 75,1% dos pacientes e a ansiedade em 56,5% dos pacientes com fibromialgia, 50,6% com insônia e 20,3% com síndrome das pernas irrequietas.

Transtornos depressivos concomitantes são prevalentes na fibromialgia e estão relacionados aos efeitos dos sintomas na vida diária e nas atividades funcionais.

Pacientes com fibromialgia também apresentavam aumento da incidência de aterosclerose2 e sinais de inflamação crônica (disfunção mitocondrial e aumento dos níveis de estresse oxidativo).3

Os múltiplos sintomas da síndrome da fadiga crônica e da fibromialgia se assemelhavam fortemente aos de pacientes que sofrem de síndrome autoimune / inflamatória. Também é sugerido que a inflamação crônica pode estar associada à síndrome da fadiga crônica e a fibromialgia.4 De fato, há evidências de que ter uma síndrome de sensibilização central coloca o paciente em maior risco de desenvolver outra síndrome. Saiba mais sobre seus sintomas sobrepostos, efeitos no cérebro e gerenciamento.

Por fim, 40% dos pacientes com fibromialgia estavam tomando 3 ou mais medicamentos com melhora mínima; 33% estavam tomando medicamentos comumente prescritos para dormir sem melhora significativa no sono; 28,7% dos pacientes faziam uso de inibidores seletivos da serotonina com melhora mínima e opioides em 22,4% dos pacientes.5


Conclusão do Blog:

A superposição da fibromialgia com outras síndromes de sensibilização central é evidente, do ponto de vista científico. O reconhecimento disso pelos médicos melhoraria a qualidade e tempo de demora do diagnóstico da doença e reduziria seus custos, tanto para o paciente como para o sistema de saúde. Mais importante, facilitaria um tratamento farmacológico mais preciso e, também mais centrado em programas não farmacológicos desenhados e conduzidos sob orientação multidisciplinar.


Baseado no “More than half of patients with fibromyalgia may have comorbidities”, por Shirley Pulawski, publicado no site healio.com em 09/03/2015

Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas