Terapias Alívio da Dor & Outros - by dorcronica.blog.br

Meditação para quem pensa que não consegue meditar

Meditação para quem pensa que não consegue meditar

Originalmente, a meditação foi criada para ajudar a aprofundar a compreensão das forças sagradas e místicas da vida. Hoje em dia, a meditação é comumente usada para relaxamento e redução do estresse – um tipo de medicina complementar mente-corpo. A prática pode produzir um profundo estado de relaxamento e uma mente tranquila – algo fundamental se você portar uma ou mais dores crônicas. Você concentra sua atenção e elimina o fluxo de pensamentos confusos que podem estar atrapalhando sua mente e causando estresse. Este processo pode resultar em maior bem-estar físico e emocional. Com alguns, sim, mas não com todos. Tem gente que, como eu, reluta em meditar.

Essa matéria de Tara Parker-Pope, uma jornalista que eu seguia religiosamente na pré-pandemia, quando associada ao The New York Times – ela agora escreve para o Washington Post – eu li, confesso, apenas por ser da sua autoria.

Mas valeu a pena. Como sempre, tema oportuno, foco preciso e texto ameno e claro. Ainda não sei se valeu para mim, claro, porque eu sou difícil de convencer. Mas talvez convença você. A meditar… e ser feliz investindo quase zero.

“Eu medito para que minha mente não complique minha”

– Sri Chinmoy

Autora: Tara Parker-Pope

A meditação é boa para você. Pode acalmar sua mente e diminuir sua frequência cardíaca e pressão arterial. A meditação da atenção plena pode melhorar o sono e reduzir a inflamação no corpo.

Nota do blog: E também diminuir a ansiedade, melhorar a função cognitiva e até retardar o processo de envelhecimento.1

Mas muitas pessoas dizem que tentaram a meditação e falharam. Aqui estão algumas queixas comuns sobre a meditação:

“Eu não posso fazer isso. Minha mente vagueia. Eu não posso ficar quieto. Não consigo me concentrar por tanto tempo. Eu caí no sono. Eu tenho muitos pensamentos barulhentos.”

Se sua primeira tentativa ou várias tentativas de meditação resultaram em qualquer um desses pensamentos, parabéns – você meditou!

Muitas pessoas percebem a meditação como um momento mágico de transformação. Mas meditação não é perfeição. É sobre consciência. Estar ciente de que sua mente divaga, que você está cansado, que não consegue ficar parado, que sua mente está acelerada – esse é o objetivo da meditação.

Judson Brewer, professor associado da Warren Alpert Medical School da Brown University e um dos principais especialistas em meditação, disse que um erro comum que as pessoas cometem é não entender o objetivo da meditação. “Eu fiz isso por 10 anos”, disse ele. “Bati minha cabeça contra a parede pensando que precisava me concentrar na respiração e estava fazendo algo errado porque não conseguia.”

Se você está lutando com a meditação, Brewer sugere lembrar-se de que, em sua essência, uma prática de meditação é ajudá-lo a aprender como sua mente funciona. No dia em que conversei com Brewer, uma aluna havia acabado de reclamar com ele que estava lutando com a meditação.

“Eu disse a ela para realmente trazer uma atitude de curiosidade”, disse ele. “Quando ela percebe que há um pensamento, ela pode estar ciente disso? ‘Ah, não, minha mente vagou’ tende a ficar em segundo plano quando pensamos que estamos falhando na meditação. Mas apenas observe. ‘Aqui está como é estar preso em minha mente.’ Você acabou de aprender algo sobre como sua mente funciona.”

Meditação não é perfeição. É sobre consciência.

“Vale a pena notar até mesmo o fato de você achar que falhou na meditação”, diz Brewer. Você formou um ciclo de hábito de repreender a si mesmo? “Não importa o que a mente está fazendo”, disse Brewer. “Toda informação é uma boa informação. Esteja ciente disso.”

Aqui estão alguns conselhos fáceis para ajudá-lo a aprender como meditar e incorporar meditação e atenção plena em seu dia.

Meditação

Medite pela manhã

Uma meditação matinal é uma boa maneira de se aterrar, e estudos mostram que uma prática matinal regular pode diminuir os hormônios do estresse ao longo do tempo. Criei um ritual matinal em que tomo uma xícara de café, seguido de uma breve meditação guiada. Meditar durante seus outros rituais matinais pode ajudá-lo a criar um hábito – e é menos provável que você cochile.

Aplicativo

Use um aplicativo

É muito mais fácil iniciar uma prática de meditação com uma pequena ajuda. Vários aplicativos – Headspace, Calm, Ten Percent Happier e Unplug – oferecem testes e programas gratuitos para você começar. Os aplicativos também oferecem muita variedade. Unplug tem “rapidinhas de meditação” e tópicos peculiares, como uma meditação para “antes de enviar aquele e-mail que você gostaria de não ter enviado”.

Pés

Sinta seus pés

Para um momento de atenção plena fácil no trabalho, dedique alguns segundos para se concentrar em seus pés. Como eles se sentem? Eles estão quentes e suados? Eles estão formigando? Eles estão doloridos? Um pé parece diferente? Pense na conexão que seus pés têm com o chão. É menos provável que sua mente divague quando você percebe seus pés. Brewer chama os pés de “zonas livres de ansiedade”. E focar nos pés parece, literalmente, aterrar.

“A meditação é como uma academia na qual você desenvolve os poderosos músculos mentais da calma e do insight.” Ajahn Brah

Respiração

Experimente a respiração coerente

Sente-se calmamente e inspire contando até seis e depois expire contando até seis. Você pode sentar-se ereto ou deitar-se. Coloque as mãos na barriga. Se for muito difícil, comece contando até três ou quatro e vá aumentando. O objetivo final dessa técnica é diminuir a velocidade da respiração para cinco respirações por minuto. Pratique cinco minutos por dia.

Tarefas

Observe os cinco sentidos

Comece fazendo algumas respirações calmantes. Agora, veja cinco coisas ao seu redor. Podem ser itens em sua mesa, como uma luminária, um bloco de notas e uma caneta, ou árvores e pedras enquanto você caminha. Toque em quatro coisas – o tecido de suas roupas, um livro, uma folha, o gato. Ouça três coisas. Observe um cachorro latindo, o clique de um teclado, risos na sala de descanso. Cheire duas coisas. Cheire o ar, o cheiro de detergente que permanece em suas roupas. Prove uma coisa. Termine sua meditação com uma mordida de chocolate, um pedaço de fruta ou uma guloseima do prato de doces do escritório.

Escova de Dente

Escove os dentes e medite

Este é o meu favorito porque é muito fácil de fazer. Escove os dentes, mas concentre-se no som da escova de dentes. Observe o sabor da pasta de dente e a espuma que se forma em sua boca. Traga sua atenção para o frescor da água enquanto você enxagua a boca. Quer adicionar um novo elemento de consciência? Fique em uma perna enquanto faz tudo isso.

“Em nenhum lugar o homem pode encontrar um refúgio mais tranquilo do que em sua própria alma.”

– Marco Aurélio

Tradução livre deMeditation for people who think they can’t meditate, de Tara Parker-Pope, publicada no Washington Post em 29/09/22

Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI