Terapias Alívio da Dor & Outros - by dorcronica.blog.br

Você é médico? Veja como ganhar dinheiro com a inteligência artificial

Médico, veja como ganhar dinheiro com a inteligência artificial

“Nos próximos anos, a inteligência artificial está preparada para remodelar amplamente a medicina. Apenas alguns anos desde as primeiras demonstrações marcantes de algoritmos de IA na área médica capazes de detectar doenças a partir de imagens médicas em o nível de especialistas, o panorama da IA ​​médica amadureceu consideravelmente.” A frase inicia um artigo seminal sobre a aplicação da IA na saúde e na medicina, de autoria de doutorandos da Harvard Medical School Estados Unidos, liderado por um Professor Assistente cuja idade não passa dos 35 anos. Ou seja, gente jovem, escrevendo sobre um assunto do qual a maioria dos adultos entende quase nada. Mas um assunto que, anote aí, veio para revolucionar a medicina e está apenas recém começando a fazê-lo. A postagem a seguir é um apanhado das ferramentas de inteligência artificial atualmente disponíveis para cientistas e médicos otimizarem pesquisas, decisões clínicas e comunicações entre si e com pacientes… começando aqui e agora. Muita coisa da qual você nunca ouviu falar e que nem imagina que exista, já está aí para ser notada e usada. Atreva-se, ou fique para trás nessa corrida em que, caso você não tenha percebido, o que está em jogo é a (sua) sobrevivência profissional.

Entre os ambientes onde as ferramentas de inteligência artificial podem encontrar a maior relevância linear está a prática médica privada.

O ChatGPT, por exemplo, pode fornecer respostas rápidas e concisas a questões médicas gerais, como um mecanismo de busca – mas com processamento de linguagem mais natural e compreensão contextual. Além disso, o algoritmo pode redigir documentos médicos genéricos, incluindo modelos para resumos pós-consulta, instruções pós-procedimento, encaminhamentos, cartas de apelação de autorização prévia e folhetos educativos.

Outro recurso útil do ChatGPT é sua capacidade de fornecer traduções precisas e de conversação, servindo assim como intérprete durante visitas clínicas em situações onde um tradutor humano não está disponível. Também tem uso potencial em pesquisa clínica, encontrando recursos, formulando hipóteses, elaborando protocolos de estudo e coletando grandes quantidades de dados em curtos períodos de tempo. Outras possibilidades incluem administração de pesquisas, recrutamento para ensaios clínicos e monitoramento automático de medicamentos.

GPT-4, a versão mais recente do ChatGPT, possui maior capacidade de resolução de problemas e uma base de conhecimento ainda mais ampla. Entre suas habilidades estão a capacidade de encontrar a literatura mais recente em uma determinada área, escrever um resumo de alta para um paciente após uma cirurgia sem complicações e um recurso de análise de imagens para identificar objetos em fotos. O GPT-4 foi elogiado por ter “o potencial para ajudar a impulsionar a inovação médica, desde auxiliar nas notas de alta dos pacientes, resumir ensaios clínicos recentes, informar sobre diretrizes éticas e muito mais”. Gemini, um “chat bot” do Google, pretende aproveitar o enorme banco de dados do Google para competir com o ChatGPT no fornecimento de respostas a perguntas médicas.

Gemini também espera desempenhar um papel fundamental na expansão da telemedicina e do atendimento remoto por meio das conexões seguras do Google e do acesso a registros de pacientes e histórico médico, e facilitar a comunicação contínua por meio de agendamento de consultas, mensagens e compartilhamento de imagens médicas. O sistema de inteligência artificial da plataforma analisa com rapidez e precisão os registros dos pacientes, identifica padrões e tendências e ajuda os profissionais médicos no desenvolvimento planos de tratamento eficazes.

A Doximity, a maior rede médica profissional para médicos nos EUA Estados Unidos, introduziu o DocsGPT, um assistente de redação criptografado que pode redigir qualquer forma de correspondência profissional, incluindo cartas de autorização prévia, apelações de seguros, cartas de apoio ao paciente e materiais de educação do paciente.

O serviço está disponível gratuitamente para todos os médicos e estudantes de medicina dos EUA Estados Unidos por meio de suas contas Doximity.

A Microsoft lançou vários produtos de inteligência artificial, sendo o BioGPT o modelo de linguagem projetado especificamente para cuidados de saúde.

Modelos de linguagem pré-treinados têm atraído cada vez mais atenção no domínio biomédico, inspirados pelo seu grande sucesso no domínio geral da linguagem natural. Comparado com modelos GPT que são treinados em dados de texto mais gerais, o BioGPT pretende ter uma compreensão mais profunda da linguagem usada na pesquisa biomédica e pode gerar resultados mais precisos e relevantes para tarefas biomédicas, como descoberta de medicamentos, classificação de doenças e análises clínicas, e apoio à decisão.

Fabric é outra plataforma de dados e análise específica para cuidados de saúde. Ela pode combinar dados de fontes como registros eletrônicos de saúde, imagens, sistemas de laboratório, dispositivos médicos e sistemas de sinistros para que hospitais e consultórios possam padronizá-los e acessá-los no mesmo lugar. A Microsoft disse que as novas ferramentas ajudarão a eliminar o processo “demorado” de pesquisar essas fontes uma por uma. A Microsoft também oferecerá um novo chatbot de inteligência artificial generativo chamado Azure Health Bot, que pode extrair informações dos próprios dados internos de uma organização de saúde, bem como de fontes externas confiáveis, como o FDA (Food and Drug Administration) e os Institutos Nacionais de Saúde.

Vários outros produtos de IA estão disponíveis para médicos. Tana serviu como auxiliar administrativa e clínica durante o auge da pandemia de COVID-19, respondendo a perguntas frequentes, facilitando o gerenciamento de consultas e coletando informações médicas preliminares antes das teleconsultas.

Dougall GPT é outro chatbot de inteligência artificial feito sob medida para profissionais de saúde. Ele fornece aos médicos respostas ajustadas por IA às suas dúvidas, complementadas por links para recursos relevantes, atualizados e confiáveis. Também auxilia na elaboração de instruções ao paciente, resumos de consultas, discursos e correspondência profissional.

Por fim, Bo Wang, Professor Assistente na Stanford University criou o Clinical Camel, um chatbot de código aberto de linguagem ampla (LLM) explicitamente adaptado para pesquisa clínica. Ele é focado em cuidados de saúde que reúne dados médicos com uma combinação de conversas compartilhadas por usuários e conversas sintéticas derivadas de artigos clínicos selecionados.

A empresa chinesa Baidu lançou Ernie como um rival potencial do ChatGPT.

Você entendeu a ideia. É claro que as desvantagens inerentes à IA, como a produção de informações falsas ou tendenciosas, a perpetuação de estereótipos prejudiciais e a apresentação de informações que desde então se revelaram imprecisas ou desatualizadas, devem ser sempre tidas em conta. Todos os algoritmos de IA foram criticados por darem respostas erradas, uma vez que os seus conjuntos de dados são geralmente extraídos de informações publicadas em 2021 ou antes. Foi demonstrado que vários deles fabricam informações – um fenômeno denominado “alucinações artificiais” em um artigo.

“A comunidade científica deve estar vigilante na verificação da precisão e fiabilidade das informações fornecidas pelas ferramentas de IA”, escreveram os autores do artigo. “Os pesquisadores deveriam usar a IA como uma ajuda e não como um substituto para o pensamento crítico e a verificação de fatos.”

Baseado em: Artificial Intelligence in the Office”, de Joseph S. Eastern.

Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas