Dor Crônica - by dorcronica.blog.br

Fibromialgia: um ebook para profissionais da saúde

Avaliação e Tratamento da Fibromialgia

Doenças crônicas sem causa aparente nem tratamento definido – a fibromialgia entre elas – somam mais de uma centena e afetam muita gente. Terá “…uma falta geral de conhecimento e habilidade (dos médicos e médicas) no diagnóstico e tratamento da fibromialgia” algo a ver com isso? Numerosas pesquisas realizadas em diversos países apontam nessa direção. Por isso, e também porque os critérios diagnósticos e as ferramentas de avaliação de sintomas continuarão a evoluir, a recomendação unânime dos estudiosos é a de que “…os médicos devem manter-se atualizados com as últimas diretrizes e achados que a literatura científica apresenta”. Isso, porém, não é fácil. Falta de tempo e de hábito de leitura sobre matérias fora da sua especialidade, impedem a maioria dos profissionais da saúde de, na prática, atender a recomendação.

Este post é sobre um meio para melhorar com rapidez o conhecimento sobre fibromialgia entre profissionais da saúde em geral, e médico(a)s no atendimento primário, especialmente.

A fibromialgia, uma doença crônica definida por dor generalizada, muitas vezes acompanhada de fadiga e distúrbios do sono, afeta até um em cada 20 pacientes na atenção primária. Embora a maioria dos pacientes com fibromialgia seja tratada na atenção primária, o diagnóstico e o tratamento continuam sendo um desafio, e os pacientes são frequentemente encaminhados para especialistas. Além disso, a falta de um caminho claro para o paciente geralmente resulta em pacientes sendo passados ​​de especialista em especialista, investigações exaustivas, prescrição de vários medicamentos para tratar diferentes sintomas, atrasos no diagnóstico, aumento da incapacidade e aumento da utilização de recursos de saúde.1

O nome: “AVALIAÇÃO E TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA”, pode parecer pretencioso para um ebook. Mas não se engane, ele contém numerosas informações essenciais sobre uma síndrome cuja prevalência na população mundial varia entre 2 e 5%, segundo a fonte, resumidas em 74 páginas recheadas de gráficos e ilustrações/imagens.

Uma empreitada como essa exige um respeitável investimento de tempo e dinheiro e, por outro lado, o acesso ao ebook é gratuito. Alguém poderia pensar que eu enlouqueci, ou que possuo o meu próprio fundo eleitoral para torrar à vontade.

Nada disso. A razão reside nas informações que tenho à frente de um blog que publica pelo menos 4 matérias sobre doenças e dores crônicas por semana. Obviamente, os visitantes reagem opinando sobre isso ou aquilo, e até sobre a minha mãe, às vezes.

Com o tempo – já vão três anos nessa toada – eu notei o seguinte:

Para começar, o número de pessoas – a maioria, mulheres – diagnosticadas com fibromialgia é grande, mas o número das que se imaginam portadoras da síndrome é 7 ou 8 vezes maior. Digo isso baseado numa pesquisa abrangendo 1020 mulheres com dor crônica realizada por mim no Brasil em 2020 e, também, no fluxo de comentários que chegam todo dia ao blog.

O segundo ponto de atenção é a notória ausência de médico(a)s interessado(a)s na visitação dos 32 artigos científicos e 28 posts sobre fibromialgia, aos quais eles poderiam ter acesso, de graça, no blog. Opa, veja o quanto eles dominam o assunto! eu pensei no primeiro ano, mas depois mudei de opinião. Duas razões muito pedestres explicam isso: tempo e hábito.

Tempo

Tempo: a vida do médico típico – não a dos que tem sala reservada no Einstein, ou no Sírio Libanês – é corrida demais. Ele(a) frequentemente trabalha em dois ou três locais, para empregadores distintos, alguns dos quais exigem até tarefas burocráticas, ou para si, o que significa ainda mais pressão por fazer o dia render.

“O tempo é uma força implacável e cruel, um ladrão e um assassino.”

Hábito: profissionais em geral, uma vez estabelecidos não costumam estudar qualquer coisa que não seja relacionada à sua especialidade. Os que militam na saúde não são uma exceção. Na medicina convencional, o ortopedista, quando estuda, estuda ortopedia e ponto final. E assim ocorre com o neurologista, o gastroenterologista, o oftalmologista ou qualquer um com nome terminado em “ista”… e todos (ou quase) entendendo a medicina cada um no seu galho. Ora, isso é ótimo quando você tem uma hérnia inguinal, porque provavelmente irá se tratar com um gastroenterologista, e não com um dentista; mas é terrível se a sua doença for crônica e nociplástica (ou seja, sem causa aparente) como é o caso de várias doenças debitadas a uma disfunção do Sistema Nervoso Central, leia-se, fibromialgia, artrite reumatoide, cefaleia severa, lúpus e outras. Gostemos ou não, diante desses fenômenos tão inconvenientemente “gerais”, até agora os “especialistas” – de neurologistas a generalistas – não têm se mostrado particularmente eficazes na arte de diagnosticar e tratar. (Calma, isso de “arte” não fui eu que inventei, mas o Dr. William Osler, o inventor da residência médica e considerado o “pai da medicina moderna”.)

“O sapateiro faz um bom sapato porque não faz mais nada.”

– Ralph Waldo Emerson

Nenhuma razão no mundo, porém, justifica que um único paciente com fibromialgia venha a ser mal diagnosticado e/ou tratado equivocadamente por conta do desconhecimento sobre ela por parte de quem cuida de sua saúde.

Por outro lado, “a realidade deve ser encarada como ela é, e não como você gostaria que fosse”, reza o ditado. Daí eu ter optado por produzir “AVALIAÇÃO E TRATAMENTO DA FIBROMIALGIA”, um ebook resumindo o que a literatura científica diz hoje sobre o que a fibromialgia é, seus sintomas, a maneira de diagnosticá-la e os tratamentos disponíveis etc. Tudo isso, em 74 páginas ilustradas, e com textos fáceis de entender em pouco tempo.

Acesse o ebook também é fácil e grátis:

Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas