Dor Crônica - by dorcronica.blog.br

Fibromialgia: quais são suas dúvidas?

Uma enquete sobre Fibromialgia. Foi o que me ocorreu fazer para resolver um problema de sobrevivência. Do site, que precisa saber o que postar, e de outros que irão se beneficiar com as publicações.

“Uma mente perturbada pela dúvida não pode se concentrar no caminho para a vitória.”

– Artur Dourado

A enquete é sobre as principais dúvidas das pessoas interessadas na síndrome da fibromialgia. Por um lado, elas são muitas. Por outro lado, as fontes de informação são ainda mais numerosas. Circulam no planeta 30 mil revistas/jornais médicos, liderados por publicações como a Nature, The Lancet, The NEJM, The British Medical Journal, a Harvard Health, e por aí vai. Já no espaço sideral da internet, apenas o site PubMed, do National Institute of Health americano compreende mais de 34 milhões de citações de literatura biomédica do MEDLINE, periódicos de ciências da vida e livros online.

No meio desse cipoal de expectativas e ofertas, eu preciso todo santo dia escolher o que é do interesse dos visitantes do site Fibrodor. Um site como esse, por ser destinado a uma espécie de nicho de mercado – os diagnosticados com fibromialgia, mais os que suspeitam ter a síndrome – precisa acertar nas matérias que publica a cada semana. “Acertar”, no caso, consiste em atender as carências de informação sobre uma das condições de saúde mais pesquisadas no mundo e, no entanto, também uma das menos conhecidas, do ponto de vista médico.

Eu não posso errar demais porque o Fibrodor, em apenas 6 meses, já recebe 15.000 visitantes mensais – uma boa audiência para um site com foco estreito, específico, como é o da fibromialgia e outras doenças crônicas associadas à sensibilização central (ex.: artrite reumatoide, cefaleia, dor lombar crônica DCI 11). Uma síndrome que, aliás, afeta entre 7 e 10 milhões de pessoas no Brasil. Mas que assombra o dobro dessa população, pelos meus cálculos. Cálculos baseados nos comentários recebidos todo dia, em que visitantes do site que se imaginam portadores de fibromialgia, mesmo sem qualquer comprovação médica disso, são maioria absoluta.

Descoberta há dois séculos, a fibromialgia foi batizada como fibrosite, porque os médicos acreditavam que a dor era causada por inflamação em certos locais da dor. Não foi até 1976 que ela foi renomeada para fibromialgia. Notoriedade só foi obtida, porém, nesse século. Notoriedade, não legitimidade, uma vez que até hoje boa parte da classe médica pensa que “aquilo” simplesmente não existe enquanto doença.

Isso torna a escolha das matérias para publicação ainda mais delicada. Além de serem úteis para quem sofre com os sintomas da síndrome, elas devem estar bem fundamentadas em ciência.

Assim as coisas, eu estou precisando consultar você, amigo(a) visitante, sobre a sua necessidade de informação. Para então postar temas que sejam do seu interesse. Ou melhor ainda, que tragam à você algum conhecimento útil para manejar os surto da fibromialgia, e/ou conviver com seus sintomas sem arriscar incapacidade, perder qualidade de vida e/ou sofrer abalo psicológico.

Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas