Dor nas Costas

Dor nas Costas

Os vikings e a dor lombar crônica? Tudo a ver.
Pergunte a uma pessoa que diz padecer de dor crônica sobre qual poderia ser a causa. Provavelmente ela dirá algo assim como: “Deve ser aquele acidente que eu tive quando criança”; ou “Eu deveria ter levado uma vida mais regrada”; ou “Foi aquela gripe da qual nunca mais me recuperei...”. Causas físicas, todas elas. E se eu disser que são outros os tipos de causa que mais contam nessa história? Veja nesse post quais podem ser.
Dor lombar crônica, pilates & o cafuringa
Qualquer pesquisa rigorosamente baseada em evidências sobre um tema relacionado à dor humana tem mérito. Mesmo que seja uma grama, algum valor ela agrega ao conhecimento científico. Num país como o Brasil, porém, a exigência vai além disso. Ela, a pesquisa, precisa ser útil, ajudar a resolver problemas humanos, enfim. E com maior razão, se o problema for dor lombar crônica que afeta entre 4,2% e 14,7% da população brasileira, hoje somando 210 milhões de lombares, faça as contas. Eis a sua primeira obrigação. A segunda é a segunda.
Dor Lombar Crônica, Pilates & Game of Thrones
Pilates, junto com a ioga, são os dois tipos de exercício mais "recomendados" para aliviar a dor lombar. "Recomendados" por quem tem interesse no assunto: professores, instrutores, personal trainers, naturalmente. Porém no caso do Pilates, essas recomendações têm fundamento? Que evidências há a respeito? Veja aqui as que levantei no Brasil e no exterior.
A dor crônica nas costas é mesmo uma epidemia?
Em 1977, um desconhecido médico americano denunciou que a dor nas costas já era uma epidemia na América. Quarenta anos depois (2013), dados do World Bank and World Health Organization’s Study of the Global Burden of Disease (GBD) confirmaram a denúncia, mas agora para todo o mundo: o número de anos de incapacidade é monumental e cresce sem parar, sendo que a dor crônica nas costas é um fator nisso.
Duvidando do Dr. Deyo
O post reproduzido a seguir é uma reação ao trabalho do Dr. Richard Deyo, um médico-cientista-pesquisador de fama mundial no campo da dor nas costas, já descrito e comentado nesse blog.
A mitologia da dor crônica nas costas – Parte 2
Você assistiu, ou ouviu falar do filme "os oito odiados"? Bem, ele é bom, porém deixou de fora o nono... odiado. Eu vou apresentá-lo a você agora: Richard Deyo, médico, pesquisador e o primeiro em denunciar o quanto a dor crônica nas costas é exacerbada inadvertidamente pelos mitos médicos que existem sobre ela. Não perca – odeie-o à vontade.
A mitologia da dor crônica nas costas – Parte 1
Países que contam com estatísticas sérias sobre a dor crônica nas costas já a consideram uma epidemia. A que se deve esse brutal crescimento? As más línguas culpam a ignorância de uns e outros. Uma ignorância movida a mitos – crenças equivocadas sobre as causas dessa dor, como tratá-la e o que esperar de um tratamento, seja este bem ou mal sucedido. Conheça os mitos mais comuns e também quem se atreveu a denunciá-los.
Você sente dor... Hummm, e qual dor seria essa?
Tratamentos para a dor nas costas há, pasme você, mais de 100 – desde acupuntura até neurofeedback, passando por fisioterapia, etc. Agora me diga: como é que você irá escolher o tratamento certo para a sua dor, se você ignora que dor é essa.
O método pilates – Um antídoto para a dor nas costas?
Pilates, junto com a ioga, são os dois tipos de exercício mais "recomendados" para aliviar a dor lombar. "Recomendados" por quem tem interesse no assunto: professores, instrutores, personal trainers, naturalmente. Porém no caso do Pilates, essas recomendações têm fundamento? Que evidências há a respeito? Veja aqui as que levantei no Brasil e no exterior.