Dor Crônica - by dorcronica.blog.br

Distinguindo a fibromialgia de outras doenças crônicas: o Fibrosintomas

Fibrosintomas

Esse post é sobre o último de uma série de 4 vídeos sobre ferramentas online criadas por mim para facilitar a vida de pacientes com fibromialgia – ou que se imaginam portadores dessa síndrome. A atenção se volta agora para o FIBROSINTOMAS. Uma ferramenta online que ajuda o médico e o paciente a se assegurarem de obter um diagnóstico certo e em tempo razoável.

“O que está por trás da grande ciência e a capacidade de distinguir padrões do caos.”

– Diana Gabaldon

Tal como nos casos anteriores – o FIBROQUIZ E O FIBROCONSULTA – o problema abordado pela dupla médico-paciente é o diagnóstico da fibromialgia. As falhas e a demora que o caracterizam. Sobre os desacertos, uma pesquisa recente abrangendo 497 pacientes com fibromialgia e seus médicos, mostrou que estes últimos não diagnosticaram corretamente 60 pacientes que efetivamente tinham fibromialgia, enquanto apontaram erradamente outros 43 indivíduos com a condição. E a demora? No Brasil, entre 2 e 3 anos; nos Estados Unidos, pode ir até 7 anos!

Essas falhas não se devem à falta de critérios para determinar se a pessoa tem fibromialgia ou não. As normas do ACR são razoavelmente claras, fazem sentido e vem sendo aperfeiçoadas há 35 anos por painéis de cientistas de primeira linha em todo o mundo. O problema, então, não é fazer o diagnóstico de fibromialgia, mas garantir que este não se confunda com o diagnóstico de dezenas – literalmente dezenas – de outras doenças crônicas com sintomatologia mais ou menos semelhante à da fibromialgia.

Cada uma delas, a fibromialgia inclusive, é considerada uma condição de saúde multifatorial, ou seja, seus sintomas pioram ou são mantidos a partir da interação de diversos fatores biológicos, psicológicos e sociais.1 Isso complica muito a vida do médico e explica por que muitos não gostam de ser consultados por pacientes com fibromialgia.2

O fato de não ser diagnosticado corretamente e em tempo razoável, por outro lado, em muito prejudica o paciente. E gostando ou não, esse problema cabe ao médico resolver, certo?

Errado. A responsabilidade de chegar num diagnóstico característico de fibromialgia apenas, é de ambos. O paciente informa seus sintomas, e o médico, baseado nessas informações, mais histórico médico, resultados laboratoriais, exame físico, etc. investiga quais outras doenças crônicas também os apresentam e, depois procede a descartá-las (ou não). Eis o chamado diagnóstico diferencial.

O diagnóstico diferencial da fibromialgia inclui, por exemplo, síndrome da dor miofascial, síndrome da fadiga crônica e hipotireoidismo. Descartar essas condições em pacientes possivelmente com fibromialgia, dificulta muito o diagnóstico.

O FIBROSINTOMAS, a terceira das ferramentas antes mencionadas, facilita o trabalho conjunto da dupla médico-paciente, na construção desse tipo de diagnóstico, o diferencial.

Fibromialgia – As 3 Ferramentas: FibroSintomas

O vídeo seguinte mostra como o FIBROSINTOMAS funciona e o quanto ele propicia uma aliança terapêutica entre o médico e o paciente, condição básica para depois se ter sucesso no tratamento.

Fibromialgia – As 3 Ferramentas: FibroSintomas
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas