Coronavirus - by dorcronica.blog.br

Curto e grosso: como usar a internet para proteger você do contágio

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

É curioso. Os marqueteiros, artífices na arte milenar de vender fumaça, ainda existem na indústria, no comércio, nas finanças… inventando comoventes apelos que prometem cuidar do seu bolso, do seu bem-estar, da sua paz de espírito, em troca, claro, de você se endividar até o pescoço. Esses caras são bons, porém nenhum apareceu para ajudar os doutores a vender o peixe do isolamento social. A estratégia de convencimento foi meia boca, a sua execução, capenga, e deu no que deu. O diabo é que nem tudo está perdido: quatro quintos do Brasil ainda estão a se infectar. Como injetar nesse pessoal o anticorpo da prevenção? Este blog tem algo concreto a propor nesse sentido.

“A causa fundamental do problema é que, no mundo moderno, os estúpidos se mostram seguros de si mesmos enquanto os inteligentes estão cheios de dúvidas”.

Bertrand Russell

O visitante assíduo do blog – e tem muitos, obrigado, voltem sempre – deve ter percebido que desde a semana passada ele hospeda um sistema de informação sobre o novo coronavírus e a doença que provoca, a Covid 19.

Esse sistema hoje comporta 53 posts, 14 artigos e 32 vídeos, todos publicados nos últimos 4 meses. No embalo, organizei também um banco de dados sobre o tema, o qual foi revisado por dois médicos, o Dr Jaime Olavo Marquez, neurologista, e a Dra. Patricia Bonazzi, infectologista. Por enquanto são 300 questões respondidas dentro das limitações impostas por um assunto até pouco desconhecido e que a cada dia oferece novidades – e de cujo conhecimento oportuno a vida da gente depende.

O que me levou a montar esse banco de dados?

Duas coisas:

  • o entendimento de que este é um vírus que mata pela via do contato social e
  • a convicção de que os governantes aqui e acolá não fazem a menor ideia de como despertar na maioria da população um compromisso no sentido de se prevenir do contágio por contato social ficando em casa o quanto possível.


Não que eu tenha a solução, claro. Porém, uma coisa eu sei: o excesso de informações esparsas, algumas fajutas e a maioria sem nexo, jogadas para cima de uma população leiga – nem todo mundo estudou medicina, desculpe aí – sobre um assunto dinâmico, que oferece descobertas todo dia, não só confunde, também sacia. A turma atinge um estado de INFOXICAÇÃO GALOPANTE e acaba por repudiar o que lhe é apresentado sobre o vírus, a doença e como se prevenir de ambos.

A primeira cria do banco de dados foi um QUIZ, já comentado num post anterior. Um recurso mais ou menos lúdico que visa testar o conhecimento que se tem sobre o novo coronavírus e a Covid 19 – e  de quebra, ampliá-lo. Ora, a pessoa fica o fim de semana assistindo cientistas e médicos responderem perguntas a torto e direito pela TV, e no domingo à noite já se acha PhD no assunto. Errado. Isto é complexo. Isto muda. Isto tem nuanças. Convém ser humilde.

Desde a semana passada juntou-se ao SUPER QUIZ uma seção de DÚVIDAS FREQUENTES, o FAQ. Esta seção é nutrida pelo mesmo banco de dados do QUIZ, mas o seu propósito e mecanismo são diferentes. Em 3 minutos, veja aqui como o invento funciona:

FAQ-DÚVIDAS FREQUENTES, então, é uma estratégia de autoatendimento que visa agilizar o esclarecimento de questões específicas sobre o vírus e a Covid 19. Fulano tem as suas, Sicrano as dele, e eu as minhas. E todos podemos achar respostas confiáveis para elas nessa seção do blog.

Por exemplo, você digita a palavra “máscara” e em seguida aparecem 15 afirmações com esse sujeito, tais como:

  • “A máscara caseira não protege perfeitamente contra o contágio do novo coronavírus.”
  • “A máscara de tecido não precisa ser descartada após usada uma vez só.”
  • “Criança também tem que usar máscara.”

E assim por diante.

Será que esses dois recursos informativos, SUPER QUIZ e FAQ-DÚVIDAS FREQUENTES, podem ajudar no combate à Covid 19?

Pelo visto, órgãos oficiais envolvidos nisso acham que não. Eu tenho enviado e-mails e cartas (dessas físicas, escritas e assinadas em papel e tudo mais) oferecendo o banco de dados e os dois recursos, bem como a possibilidade de transformá-lo num aplicativo para assim informar uns quantos milhões de brasileiros, de graça e de imediato, a governos estaduais, prefeituras, entidades de classe, faculdades de medicina etc. De graça e de imediato, repetindo.

A resposta? Zero. (Uma anedota hilária: solicitei a Federação Nacional de Prefeitos, com sede em Brasília, a relação das 200 maiores prefeituras do Brasil para assim poder contatá-las. Só isso, não pedi verba, cargos, convites para a posse de algum ministro, nada. E sabe que nem sequer isso eu consegui? Uma merreca lista de prefeituras, meu Deus!)

Até aí, tudo bem? Ok, ontem me foi repassado um áudio contendo o relato de um médico trabalhando na linha de frente num hospital de Natal, Rio Grande do Norte. Ouça com atenção.

Agora me diga: não é útil levar conhecimento sobre esse vírus e a doença que causa, a Covid 19, de maneira rápida, de graça e o antes possível a todos os habitantes de uma região, município ou bairro?

Por enquanto então, nada feito. Não convém brigar com a realidade, você vai perder. Contentemo-nos com dar essa chance aos visitantes do blog – atualmente na casa dos 30 mil novos visitantes por mês no blog, 70 mil no Facebook e 7 mil no LinkedIn. Não são poucos, porém um número insignificante diante da imensidade do Brasil e do tamanho da tragédia que ora enfrenta.

Educação é a melhor solução:

LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas