Coronavirus - by dorcronica.blog.br

Covid-19 pelo mundo afora: 27-09-20

Covid-19 pelo mundo afora: 27-09-20

Desde o começo da pandemia, o blog enviou semanalmente um boletim sobre a Covid-19 aos visitantes assíduos, que atualmente somam 7 mil e tantos. O volume de visitas que o blog recebe por mês, no entanto, já se aproxima de 100 mil. Por esse motivo eu resolvi continuar enviando o boletim restritamente no Sábado, mas também postar o seu conteúdo no blog no dia seguinte, domingo.

Sendo este o primeiro post, convém explicar o que diferencia – para bem ou para mal, você julga – a minha iniciativa de outras que também informam sobre a pandemia no Brasil. Duas são as diferenças: 1) destaque para notícias vindas de outros países; e 2) identificação das fontes consultadas. A intenção é mostrar uma “panvisão” da pandemia e evitar fake news, respectivamente.

E agora vamos ao que interessa:

A Covid-19 pelo mundo afora

Na Espanha, onde os novos casos aumentaram para mais de 10.000 por dia, os hospitais de Madrid estão quase lotados e o governo disse que está se preparando para reabrir hospitais de campanha em hotéis e no maior centro de exposições da cidade.

Na França, que registrou 66.000 novos casos nos últimos sete dias, as internações hospitalares e as mortes, embora também aumentem, estão aumentando mais lentamente.

Há uma divergência semelhante entre as taxas de infecção e hospitalizações na Alemanha e na Áustria. E na Grã-Bretanha, que relatou 6.178 novos casos de coronavírus na quarta-feira – o número mais alto desde 1º de maio – apenas 134 pacientes foram admitidos em hospitais na segunda-feira, apenas um décimo dos admitidos no início de maio.

Na Escócia, centenas de milhares de estudantes foram informados que não podiam se socializar fora de suas casas e foram alertados para evitar completamente ir a pubs e bares neste fim de semana, enquanto as autoridades tentam conter surtos em 20 universidades no Reino Unido.

As autoridades de saúde francesas relataram 16.096 novos casos de Covid-19 em 24 horas. Um total de 31.511 pessoas morreram de coronavírus na França, e 497.237 casos foram relatados.

O Reino Unido relatou 6.634 novos casos, elevando o total de casos confirmados para 416.363, tweetou a Public Health England (PHE). “Este é o número mais alto registrado e um alerta para todos nós. Os sinais são claros. As taxas de positividade estão aumentando em todas as faixas etárias e continuamos a ver picos nas taxas de internação em hospitais e cuidados intensivos”, disse Yvonne Doyle, diretora médica da PHE.

As boas notícias vem da Austrália, que parece ter conseguido controlar o surto viral pela segunda vez impondo rígidos lockdowns em algumas regiões (ex.: Victoria). As fronteiras inter-regiões foram amenizadas, mas os lockdowns permanecem.

Planos de Reabilitação para os Long Haulers

Long haulers são os infectados com Covid-19 que continuam com sequelas após os 14 dias que, em tese, deveria demorar a recuperação. Como o seu número aumenta a cada dia, algumas organizações filantrópicas já se mobilizam para acolhê-los. A pioneira é The Pulmonary Wellness Foundation, sediada em Nova York, que oferece um plano de várias semanas (quartas-feiras e domingos às 19:00 hs) conduzido por um time experiente de profissionais da saúde.

Europa: muitos casos, poucos mortos

Alguns especialistas argumentam que isso mostra que o vírus perdeu potência desde que chegou à Europa, ou que agora está infectando principalmente pessoas mais jovens, que têm menos probabilidade de apresentar sintomas graves. Outros dizem que é uma prova de distanciamento social, o uso generalizado de máscaras faciais, maiores precauções para pessoas mais vulneráveis e melhor tratamento médico.

Nota do blog:

O mesmo fenômeno, e mesma dúvida, existe também em relação à situação atual em São Paulo e outros estados. A diferença é que lá fora isso é notícia e preocupa muita gente, e aqui não. 

A vacina da Johnson & Johnson começa a mostrar os dentes

A Johnson & Johnson está alguns meses atrás dos líderes, mas seu teste de vacina avançada será de longe o maior, com 60.000 participantes. A empresa informou que poderá saber até o final deste ano se sua vacina funciona. E sua vacina tem vantagens potencialmente consequentes sobre alguns concorrentes. Utiliza uma tecnologia com um longo histórico de segurança em vacinas para outras doenças e poderia exigir apenas uma injeção em vez de duas – importante considerando que toda a população do mundo precisa de vacinação. E não precisa ser mantida congelada enquanto é entregue em hospitais e outros locais onde será dado aos pacientes, simplificando a logística de centenas de milhões de doses.

A Covid-19 agora ataca os mais jovens, mas isso não livra os mais velhos

Em geral, em todo o mundo os bares abriram para os mais jovens tirarem o atraso. Os hospitais também. E os mais velhos pagam o pato. Nos Estados Unidos, de junho a agosto, a incidência do vírus foi maior entre adultos de 20 a 29 anos, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Os jovens adultos representaram mais de 20% de todos os casos confirmados. E eles também podem ter semeado ondas de novas infecções entre os de meia-idade e, depois, em americanos mais velhos. Câmpus universitários se tornaram uma ameaça especial. De acordo com um banco de dados mantido pelo The New York Times, havia mais de 88.000 infecções por coronavírus relatadas em cerca de 1.200 câmpus no início de setembro.

O aperitivo da Quarta Onda

No Reino Unido, especialistas em saúde mental uniram forças com quase 2.000 familiares enlutados pela Covid-19 para alertar sobre uma crise iminente, a menos que serviços de apoio para parentes em luto sejam disponibilizados. Covid-19 Bereaved Families for Justice, juntamente com organizações como a British Association for Counseling and Psychotherapy (BACP) e a National Bereavement Partnership, querem que o governo use a revisão abrangente de gastos para financiar medidas que abordem formas particularmente traumáticas de luto. Eles dizem que mortes inesperadas mais medidas de bloqueio limitaram a capacidade de lamentar e buscar conforto de outras pessoas, aumentando o risco de transtorno de luto prolongado (PGD) e ameaçando uma crise de saúde mental.

Vacinas super-rápidas sob suspeita

Abordando as preocupações de que uma vacina Covid-19 possa ser divulgada às pressas ao público antes do dia da eleição, o Food and Drug Administration (FDA) emitirá diretrizes mais rígidas para que uma vacina receba “autorização de uso de emergência“, de acordo com o The Washington Post. A autorização de uso de emergência (EUA) não é o mesmo que a aprovação total do FDA, mas concede permissão para o uso de produtos não aprovados “quando não há alternativas adequadas, aprovadas e disponíveis”.

LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas