Coronavirus - by dorcronica.blog.br

Covid-19 pelo mundo afora: 11-04-21

Covid-19 pelo mundo afora: 11-04-21

Veja as últimas notícias sobre a Covid-19 no Brasil e pelo mundo afora. Nessa semana, a Dra. Rochelle Paula Walensky, a médica-cientista recém nomeada diretora dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças americano, destacou duas verdades claras. De um lado, o vírus da Covid-19 ainda no controle e, de outro lado, a vacinação. A questão de, no interim, continuar a se proteger usando máscaras, evitando aglomerações etc. mereceu uma fugaz menção. Por que seria? Eu, que morei anos nos Estados Unidos, percebo nisso a marca do típico pragmatismo americano. Não adianta. Simplesmente, não adianta… esperar que a população se proteja coletivamente fazendo o que não quer. É a natureza humana: cada um por si e ponto final. Então, vamos nos concentrar no que faz diferença e ainda podemos controlar: a vacinação. Desde a posse do Biden, os Estados Unidos vacinaram um terço da população com a primeira dose e hoje avançam à razão de 3,3 milhões de doses ao dia. No Brasil, por umas e outras (que ainda persistem), não temos nem apego às medidas de prevenção, nem vacina. Afinal de contas, o que temos?

As variantes voam. Do jeito delas.

Uma nova variante Covid-19 que se acredita estar por trás do aumento de casos na Índia acaba de ser detectada na área da baía da Califórnia. O Stanford Clinical Virology Lab identificou a chamada variante “duplo mutante” por meio de sequenciamento genômico de testes de coronavírus, de acordo com o San Francisco Chronicle.

Martelo batido, fim de uma assombração

Uma nova revisão de quase 108.000 pacientes conclui que não há ligação entre o tipo de sangue e o risco ou gravidade da Covid-19. Os resultados contradizem relatórios anteriores de que pessoas com sangue do tipo A podem ter maior probabilidade de desenvolver a doença.

A vacina Moderna oferece proteção por pelo menos 6 meses, diz estudo

Um novo estudo descobriu que, em 33 pessoas que receberam a segunda dose da vacina Moderna, os anticorpos persistiram por 6 meses.

Quem diria? A aspirina reduz as mortes por Covid-19.

Muitas pessoas hospitalizadas com Covid-19 apresentam coagulação sanguínea excessiva, o que pode ser fatal. Um estudo piloto com pacientes hospitalizados sugere que uma dose baixa do anticoagulante aspirina poderia reduzir a necessidade de ventilação mecânica e admissão em terapia intensiva, bem como o risco de morte.

O Reino Unido enfrenta déficit de vacinas. A União Europeia também.

Devido a problemas de produção e teste, o Reino Unido está enfrentando uma escassez no fornecimento de vacinas. Esse revés atrasará a vacinação das pessoas com menos de 50 anos, e agora podem ser adiados até maio.

Essa encrenca não vai terminar tão logo. A AstraZeneca concordou que quase todas as doses da vacina Covid fabricadas na Holanda, exceto 1,2 a 1,5 milhão, seriam entregues aos estados membros da UE. A fábrica holandesa, onde o subcontratado da empresa anglo-sueca, Halix, fabrica a vacina Oxford-AstraZeneca, produz cerca de 7,5 milhões de doses por mês, sobre as quais o Reino Unido alegou ter um direito contratual durante negociações recentes. Você sabia que a maior parte das doses da vacina Oxford-AstraZeneca que chegam aos braços dos ingleses são produzidas em 54 fábricas sediadas na União Europeia? E que a União Europeia está sem vacinas para si própria?

As mulheres grávidas e seus bebês estão em risco de Covid-19 grave?

Uma revisão em andamento confirma que as mulheres grávidas são mais propensas a desenvolver Covid-19 grave. Ele destaca as condições preexistentes e a origem étnica como fatores contribuintes. No entanto, os pesquisadores descrevem o risco para bebês recém-nascidos como “muito baixo”.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais das vacinas Covid-19 são mais comuns após a segunda dose porque seu sistema imunológico reconhece a proteína do pico do vírus da primeira dose da vacina e cria uma resposta mais forte.

É sabido que as pessoas que apresentam efeitos colaterais geralmente os apresentam no primeiro ou no segundo dia após a segunda dose da vacina Pfizer e da Moderna, por exemplo. Eles geralmente desaparecem em alguns dias.

Pessoas mais jovens e mulheres têm maior probabilidade de desenvolver efeitos colaterais da vacina.

O “teatro da higiene”

A era do “teatro da higiene” pode ter chegado ao fim não oficial esta semana, quando o CDC americano atualizou suas diretrizes de limpeza de superfície e observou que o risco de contrair o vírus ao tocar em uma superfície contaminada era inferior a 1 em 10.000. “As pessoas podem ser afetadas com o vírus que causa a Covid-19 por meio do contato com superfícies e objetos contaminados”, disse a diretora Dra. Rochelle Walensky em uma entrevista coletiva na Casa Branca na segunda-feira. “No entanto, a evidência demonstrou que o risco de transmissão por esta via de infecção é realmente baixo.”

Ao menos isso

As vacinas COVID-19 que temos agora parecem ser um pouco menos eficazes contra várias variantes do coronavírus (dependendo da vacina específica e da variante específica que você está examinando), mas ainda são geralmente eficazes. E os especialistas dizem que, se você tomar COVID-19 depois de ter sido totalmente vacinado, provavelmente terá uma versão mais branda da doença. Além disso, as empresas farmacêuticas já estão trabalhando arduamente em vacinas de reforço para tornar as vacinas que temos ainda mais eficazes contra as variantes. (Moderna diz que sua dose de reforço estará disponível até o final do ano, por exemplo.)

As peripécias (infinitas) da vacina Oxford-AstraZeneca

País Notícia
União Européia União Europeia A European Medicines Agency (EMA), a ANVISA europeia, afirmou ter encontrado uma "possível ligação" com coágulos sanguíneos raros. Ela disse ter recebido relatórios de 169 casos do raro coágulo de sangue cerebral no início de abril, após 34 milhões de doses terem sido administradas no Espaço Econômico Europeu (EEE), acrescentando que a maioria ocorreu em mulheres com menos de 60 anos com duas semanas de vacinação. A Dra. June Raine, presidente-executiva da Medicines and Healthcare products Regulatory Agency (MHRA), insistiu em que os benefícios da vacina AstraZeneca continuam a superar os riscos para "a grande maioria das pessoas". No entanto, o risco de incidentes de coagulação do sangue é maior entre os jovens. Precavida, a MHRA recomendou que pessoas com menos de 30 anos de idade recebam uma alternativa à injeção AstraZeneca.
Espanha, Bélgica e Itália Espanha, Bélgica e Itália Restringem a vacina Oxford-AstraZeneca à pessoas mais velhas.
Alemanha Alemanha Christian Bogdan, membro do comitê de vacinas do país, disse que os casos da doença em mulheres com menos de 60 anos que receberam a vacina da AstraZeneca foram 20 vezes maiores do que seria normalmente esperado, representando o que ele chamou de “um sinal de risco muito claro”.
Austrália Austrália O governo federal recomendou que a vacina da Oxford-AstraZeneca fosse evitada no caso de pessoas com menos de 50 anos.
Hong Kong Hong Kong O governo avisou a AstraZeneca para não entregar a vacina, enquanto procura por alternativas.

A Pfizer na liderança

Uma pena não ter adquirido essas 70 milhões de doses em Setembro passado, né General Pazuello? Uma pesquisa envolvendo um grupo pequeno de voluntários mostrou que estes permaneceram mais de 90% protegidos contra Covid-19 e ainda mais protegidos contra doenças graves seis meses após receber uma segunda dose da vacina Pfizer-BioNTech. A vacina também protegeu contra a variante P.1, identificada pela primeira vez no Brasil.

A Covid-19 pelo mundo afora

País Notícia
Estados Unidos EUA Enquanto o panorama das variantes do coronavírus está evoluindo, o EUA agora está vacinando cerca de 3 milhões de pessoas por dia. Mas os casos e hospitalizações continuam a aumentar de forma constante. Na quinta-feira, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) divulgaram novos dados sobre variantes emergentes (Brasil, Grã-Bretanha e África do Sul). A variante B.1.1.7 detectada inicialmente na Grã-Bretanha é responsável por quase 20.000 casos em todos os 50 estados – e se tornou a cepa dominante, dizem as autoridades. Pela primeira vez, no entanto, a variante P.1 originada no Brasil ocupou o segundo lugar. Pelo menos 434 pessoas foram infectadas com ela, com o maior número de casos encontrados em Massachusetts, Illinois e Flórida.

As sementes de uma quarta onda do vírus nos EUA agora pode estar brotando em Michigan, no Upper Midwest e no Nordeste. A University of Chicago pediu para seus alunos ficarem em casa. Outras universidades somente aceitam alunos plenamente vacinados no campus.

Um local de vacinação em massa no Colorado foi fechado na quarta-feira depois que 11 pessoas sofreram "reações adversas", incluindo náusea e tontura, após receberem a vacina de dose única de Johnson e Johnson. Centura Health disse em um comunicado que "seguiu nossos protocolos e com muita cautela, tomou a decisão – em parceria com o estado – de interromper as operações pelo resto do dia."
Alemanha Alemanha A chanceler alemã Angela Merkel planeja assumir o controle sobre a resposta da Covid-19 dos estados federais para impor restrições às regiões com alto número de novas infecções, já que o chefe da agência de controle de doenças do país disse que a Alemanha precisava de dois a quatro lockdowns semanais para evitar que os hospitais fiquem sobrecarregados.
Eslováquia Eslováquia As doses que recebeu da Sputnik V da Rússia são diferentes de uma versão revisada por pares publicada na revista científica The Lancet.
Índia Índia As novas infecções superaram os recordes anteriores várias vezes esta semana e o número de mortos está subindo mais do que desde novembro. Até o momento, 90 milhões de vacinas foram administradas no país, a maioria com a primeira dose. Portanto, apenas uma pequena parte dos 1,3 bilhão de pessoas do país está parcialmente protegida. Além do mais, as vacinas andam escassas. Sem suprimentos adicionais, a cidade de Mumbai ficará sem doses nesse sábado. O Serum Institute of India, que é o maior fabricante mundial de vacinas, já suspendeu as exportações, citando a necessidade local. As exportações podem recomeçar em junho, mas a suspensão terá um impacto significativo no fornecimento global.

O consórcio Covax diz que a Índia está obrigada legalmente a suprir a quota combinada. O Brasil pediu à Covax preferência de entrega da sua quota de vacinas sobre outros países por conta do desastre que ora enfrenta.
LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas