Coronavirus - by dorcronica.blog.br

Covid-19 pelo mundo afora: 21-03-21

Covid-19 pelo mundo afora: 21-03-21

Teve que aparecer uma mosca branca sem medo de falar o que pensa – a Dra Ludmilla Hajjar – para que as sociedades médicas apontassem à mídia a falta de um protocolo unificado para tratar doentes com Covid-19 nas UTIs. No dia seguinte, o co-Ministro da Saúde Ainda Não Empossado admitiu fazer isso mesmo. Afinal, ele é Presidente de uma dessas sociedades, a de Cardiologia. Duas perguntas, desculpando a ignorância do macaco: “Por que esse pessoal, que tem representação municipal, regional, estadual, federal e o Capeta, demorou um ano para chegar nessa portentosa conclusão?” e “O que impediu a todas essas sociedades e associações médicas de, logo no começo da pandemia, contratar uma secretária para compilar todos os protocolos que agora dizem ter divulgado na base de cada-um-por-si, e depois sintetizá-los numa única versão a ser recomendada nacionalmente?”. Se a Dra. Hajjar tivesse se calado, nada teria acontecido.

Resultado de lockdown demora a aparecer, mas leva à queda de mortes e infecções

O Poder360 compilou dados de 2 Estados (Maranhão e Amapá) e de 3 cidades (Fortaleza-CE, Belém-PA e Araraquara-SP) que implantaram medidas duras de isolamento. Os casos e as mortes por Covid nesses lugares levaram ao menos 3 semanas para interromper a trajetória de alta. Os locais analisados com melhores resultados foram aqueles nos quais o isolamento permaneceu por mais tempo, apesar da pressão econômica. Foi o cenário em Belém, Fortaleza e Araraquara, onde as medidas duraram mais de 15 dias. 

Na Inglaterra, levou de 5 a 6 semanas para cair o número de casos com o lockdown realizado em janeiro e fevereiro deste ano, segundo estudo do Imperial College

Passaporte Vacinal

Depois de China e Israel, ontem foi a vez da União Europeia lançar o passaporte vacinal para cidadãos de seus países-membros. O documento será exigido para a livre circulação dos vacinados contra a Covid-19 no interior do bloco, e os que não possuírem terão de se submeter a testes e isolamentos.

Testar, testar, testar

Na quarta-feira, o Governo Metropolitano de Seul disse que centenas de milhares de estrangeiros na cidade seriam obrigados a se submeter a testes após um aumento nas infecções entre os trabalhadores estrangeiros. As autoridades disseram que todas as empresas que empregam pelo menos um estrangeiro têm 15 dias a partir de quarta-feira para enviar seus trabalhadores para testes ou enfrentam multas de até 2 milhões de won, cerca de US$ 1.700.

Argentina envia ao México insumo para vacina da AstraZeneca

Pelo acordo com a Argentina, fechado em agosto passado, a vacina é produzida a granel no país sul-americano e enviada ao México para engarrafamento. Duas remessas de 6 milhões de doses cada foram enviadas em janeiro e no início de fevereiro. No mês passado, o jornal espanhol El Pais noticiou que atrasos no laboratório mexicano Liomont levaram o fabricante argentino a desviar o equivalente a 12,8 milhões de doses de vacinas para uma engarrafadora americana AstraZeneca. Delgado disse que não tinha conhecimento de tal desvio, acrescentando que um novo carregamento da Argentina deveria chegar ao México “muito em breve”.

Ei, temos que mandar o Pazuello, agora com tempo livre, a aproveitar essa boquinha!

Os Estados Unidos planejam compartilhar 2,5 milhões de doses da vacina AstraZeneca com o México e 1,5 milhões com o Canadá. Dezenas de milhões de doses da vacina estão estacionadas na engarrafadora de vacinas da AstraZeneca em Ohio, a fase final da manufatura. Embora seu uso já tenha sido aprovado em dezenas de países, incluindo México e Canadá, a vacina ainda não foi autorizada pelos reguladores americanos.

Detalhe: o governo Biden está pressionando discretamente o México para conter o fluxo de migrantes que chegam à fronteira.

Depois da picadinha

Depois que você toma uma vacina, inchaço no local ou dor são efeitos colaterais controláveis. Mas, em algumas pessoas pode ocorrer uma grande lesão ao redor do local da injeção, vermelha, dolorosa e com coceira. Ela aparecerá dentro de alguns dias ou mesmo semanas, pois é uma reação retardada devido a uma reação das células imunes e células T. Aplicar gelo no local pode ser uma boa ideia. Outras opções de tratamento podem ser anti-histamínicos, esteroides tópicos, anti-inflamatórios não esteroides (AINE) e esteroides orais, e até antibióticos, mas apenas se prescritos pelo médico.

Algumas reuniões permitidas, após vacinação

Em nova orientação, as autoridades federais de saúde americanas informaram que os totalmente vacinados podem se reunir em ambientes fechados em casas particulares em pequenos grupos com outras pessoas totalmente vacinadas, sem máscaras ou distanciamento, desde que os não vacinados ocupem uma única casa e todos os membros estejam sob baixo risco de desenvolver doença grave caso contraiam o vírus. Por exemplo, os avós vacinados podem visitar filhos adultos saudáveis não vacinados e netos saudáveis sem máscaras ou distanciamento físico.

Here we go again!

Nos Estados Unidos, mesmo com o ritmo acelerado de vacinação, variantes preocupantes estão se espalhando. Alguns estados, especialmente na Costa Leste, lutaram durante semanas para fazer algum progresso na redução dos casos. Ao mesmo tempo, os governadores estão começando a relaxar as restrições a negócios como bares, academias internas e cassinos, e muitos americanos estão jantando em restaurantes reabertos, replanejando casamentos de verão que foram abruptamente cancelados em 2020 e reservando viagens para as férias de primavera. Os epidemiologistas disseram que viram o momento atual da pandemia como uma corrida entre as vacinações e os casos recém-confirmados, particularmente aqueles causados por variantes que podem ser mais contagiosas.

As vacinações são retomadas após a suspensão, mas nem tanto

A França e a Itália se juntaram à Alemanha para retomar as vacinas da AstraZeneca na sexta-feira. O mesmo aconteceu com a Bulgária e a Eslovênia. Enquanto isso, Espanha, Portugal e Holanda serão retomadas na próxima semana. No entanto, a França recomendou que a vacina da AstraZeneca seja reservada para pessoas com mais de 55 anos, em vez dos 50 anteriormente. A Noruega, a Suécia e a Dinamarca afirmam que continuarão a suspender a vacina da AstraZeneca depois que investigações separadas sugeriram uma ligação com um pequeno número de casos de doenças graves. A Finlândia suspende a vacina AstraZeneca apesar de regulador europeu afirmar que é segura e eficaz, e que seus “benefícios superam os riscos”.

E a Páscoa vem aí!

O ministro da saúde da Alemanha alertou que a Europa não tem vacinas suficientes para prevenir uma terceira onda do coronavírus. O comentário de Jens Spahn na sexta-feira ocorreu no dia em que o país retomou a vacinação com a vacina AstraZeneca, após quatro dias de interrupção. 

No fim de semana passado, a AstraZeneca anunciou novos cortes nas entregas de sua vacina Covid-19 para a União Europeia, citando restrições à exportação para a mudança. Uma projeção anterior de redução dos suprimentos da gigante farmacêutica, de cuja vacina muitos países dependem, gerou uma briga com a UE.

Pelo lado das variantes

A Pfizer-BioNTech e a Oxford-AstraZeneca dizem ter neutralizado a Variante da Amazônia. A Sinopharm, a empresa chinesa que produz e vende a vacina do mesmo nome, afirma o seu produto ser capaz de dar conta das variantes do novo coronavírus. Porém, como é habitual, sem mostrar dados.

Reinfecções por coronavírus são raras, diz relatório de pesquisadores dinamarqueses

A grande maioria das pessoas que se recuperam da Covid-19 permanece protegida do vírus por pelo menos seis meses, relataram pesquisadores na quarta-feira em um grande estudo da Dinamarca. A infecção anterior com o coronavírus reduziu as chances de um segundo ataque em cerca de 80% em pessoas com menos de 65 anos, mas apenas cerca da metade nas pessoas com mais de 65 anos. Mas esses resultados, publicados na revista The Lancet, foram moderados por muitas ressalvas. Pessoas com mais de 65 anos são mais propensas a ter um segundo ataque com o vírus, de acordo com um grande estudo de registros médicos. Por exemplo, o número de idosos infectados no estudo foi pequeno. 

A Covid-19 pelo mundo afora

País Notícia
França França A capital francesa, Paris, deve entrar em um bloqueio de Covid de um mês, enquanto o país teme uma terceira onda. Outras 15 regiões do país também serão colocadas sob as mesmas medidas a partir da meia-noite de sexta-feira. Essas medidas não serão tão rígidas quanto o bloqueio anterior, disse o primeiro-ministro Jean Castex, com as pessoas autorizadas a se exercitar ao ar livre. A França registrou 35.000 novos casos nas últimas 24 horas.
Itália Itália Metade das regiões da Itália voltou a ter um bloqueio estrito, com um aumento nas infecções por coronavírus pressionando os hospitais. As novas restrições entraram em vigor na segunda-feira em nove regiões – incluindo Lazio, onde fica Roma – e na província autônoma de Trento. Escolas, restaurantes e lojas não essenciais estão fechadas e as viagens limitadas às necessidades de trabalho, compra de artigos de primeira necessidade e emergências de saúde.
Polônia Polônia Novas medidas de bloqueio entrarão em vigor a partir deste sábado até pelo menos 9 de abril. Elas incluem o fechamento de hotéis, teatros, cinemas, pavilhões esportivos, bem como a maioria das lojas de shopping centers. A taxa de novos casos de Covid-19 no país mais que dobrou desde fevereiro, sobrecarregando seu sistema de saúde.
Sérvia Sérvia Apesar de uma taxa de vacinação bem-sucedida, a Sérvia anunciou um curto bloqueio nacional de vários dias no início desta semana, fechando todas as lojas e negócios não essenciais. O país de 7 milhões de habitantes relatou mais de 5.000 novos casos na terça-feira, o maior número em meses.
Bélgica O país reconsiderou a decisão de relaxar as restrições a partir do próximo mês. As autoridades pediram aos residentes que limitem seus contatos sociais ao mínimo e intensifiquem o trabalho remoto.
Alemanha Alemanha As infecções estão aumentando, com uma alta proporção de novas variantes. O país registrou mais de 17.000 casos oficialmente notificados em 24 horas, cerca de 5.000 a mais de uma semana atrás. O aumento "exponencial muito claro" está relacionado, em particular, à disseminação da variante britânica.
Chile Chile Mais de um quarto da população já foi vacinada com a primeira dose, porém os novos casos dispararam, a ocupação de leitos para Covid-19 está em 94,38%, o índice de transmissão (R), se mantém em valores maiores que 1, e um quinto do país está em lockdown.
LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas