Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Covid-19 pelo mundo afora: 20-06-21

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Flexibilização. Eu já vi esse filme”, foi o título de uma matéria postada no blog há 1 mês. Não deu outra. Mérito nenhum, aliás. Mais difícil teria sido prever o desfecho de um jogo entre o Flamengo e o Íbis Sport Club, “O pior time do mundo”. De um lado, esse vírus infecta pelo contato e pelo ar, de outro lado, as normas anti-Covid-19 estavam a ser flexibilizadas em várias capitais. Em que você acha que uma combinação dessas sempre vai dar? Foram-se as tais normas e já viu. Hoje por aqui estamos com a m… até o pescoço e subindo: 500 mil mortos em 15 meses e beirando os 100 mil novos infectados em um único dia. E tudo tranquilo.

Agora estou tentado cravar o mesmo título daquele post na testa da União Europeia. Eu já morei por lá e sei o quanto os bípedes distantes do Mediterrâneo gostam de sol. E o sol vem aí e a maioria dos países da UE já abriram suas fronteiras para os turistas vindos de nações vacinadas ou coisa que o valha, mesmo sem exigir certificados de vacinação nem testes de diagnóstico no desembarque. Razões não faltam. Não é só de azeite de oliva que os 10 países mais visitados no continente vivem e está prevista a chegada de 360 milhões de turistas na temporada que começa. Tomara que dê certo, que a pandemia não descambe de novo e que um vírus falando francês ou italiano não aporte por aqui em Outubro, também de novo. Mas eu não posso deixar de pensar que eu já vi esse filme. E várias vezes.

O presente muda o passado

A euforia que ora toma conta da mídia devido à antecipação das campanhas de vacinação no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul (não confirmado) e São Paulo, opacou alguns pequenos detalhes desagradáveis do passado que alguns teimosos insistem em trazer à tona:

Pesquisa da UFPel (Universidade Federal de Pelotas) e Harvard aponta que vacinação evitou morte de 43 mil idosos por Covid no Brasil. Enquanto mortes de idosos com mais de 70 anos por outros motivos permaneceram estáveis, entre janeiro e maio de 2021, os óbitos em razão do coronavírus no Brasil caíram quase pela metade. Segundo o epidemiologista Cesar Victora, da UFPel, sem vacinação, o país que estava chegando a 480 mil mortes, já estaria entre 530 ou 540 mil.

Ainda mais contundentes são as conclusões de um estudo do professor Pedro Hallal, também da UFPel, publicado na revista científica The Lancet, talvez a mais prestigiada do mundo junto com a Nature e a JAMA. Ou seja, 375 mil mortes poderiam ser evitadas durante pandemia no Brasil, ou três de cada quatro mortes, se o Brasil estivesse na média mundial de controle da pandemia.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

A Janssen virou a Geni das vacinas

Com apenas 11,8 milhões de doses administradas nos Estados Unidos até agora – menos de 4% do total – a “vacina-de-única-dose” sobre a qual houve grande expectativa… desabou. Os estados americanos não têm onde guardar milhões de doses que irão expirar em breve. A procura da vacina caiu depois de ocorrido um raro (mas sério) distúrbio de coagulação do sangue e as injeções foram pausadas por 10 dias em abril.

Outro golpe: semana passada, os reguladores fizeram com que a Johnson & Johnson jogasse fora dezenas de milhões de doses porque poderiam estar contaminadas. Segundo a mídia foi esse o motivo pelo qual o FDA estendeu o prazo de validade da vacina por mais 6 semanas. Movimento seguido pela ANVISA.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Por outro lado…

A vacina da Janssen aumenta os anticorpos que se ligam ao vírus e marcam as células do sistema imunológico para atacá-lo, e esses anticorpos funcionam contra a maioria das variantes do coronavírus, relataram os pesquisadores na Nature. A vacina também ativa células imunológicas que disparam alarmes adicionais sobre uma infecção ou matam células infectadas. Os anticorpos que impedem o vírus de infectar as células não funcionaram tão bem, no entanto. Isso significa que a vacina pode não ser tão boa na prevenção de infecções se as pessoas forem expostas a variantes. Mas provavelmente evita que esses indivíduos fiquem gravemente doentes.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

O que chega primeiro: novas variantes ou doses de reforço da vacina?

Qual é a proteção imunológica contra o coronavírus fornecida pelas vacinas? As pessoas logo precisarão de doses de reforço? Ninguém sabe ao certo, mas novas variantes do coronavírus podem tornar os reforços mais prováveis. Por um lado, as fabricantes de vacinas já se preparam para quando isso acontecer, porque vai acontecer. Você já deve saber que a Pfizer inicia um estudo no Brasil sobre a conveniência de se usar uma terceira dose de reforço para neutralizar novas variantes do vírus. E que a combinação das vacinas da Pfizer e da AstraZeneca parecem oferecer proteção acima do 90% contra a variante Delta. Mas é apenas um respiro. Por outro lado, as baixas taxas de vacinação em todo o mundo facilitam o aparecimento de novas variantes. Enquanto alguns países, como Canadá, Reino Unido, Chile e Israel, administraram pelo menos uma dose para cerca de 60% de suas populações, apenas 1% das pessoas em lugares como Nigéria e Serra Leoa receberam pelo menos uma dose da vacina.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Reinfecção dos vacinados: um bicho-papão?

Pessoas que tiveram Covid-19 grave e se preocupam em passar por outro surto, podem relaxar: uma nova pesquisa descobriu que menos de 1% das pessoas que tiveram uma infecção grave por coronavírus são reinfectadas. Para o estudo, pesquisadores da Universidade do Missouri analisaram dados de mais de 9.100 pacientes em 62 unidades de saúde nos Estados Unidos. Apenas 0,7% dos pacientes com infecção grave por Covid-19 contraíram o vírus uma segunda vez, com um período médio de reinfecção de 116 dias. Dos que foram reinfectados, 3,2% morreram. Pacientes não brancos tiveram maior risco de reinfecção do que pacientes brancos, de acordo com o estudo publicado recentemente.

Mais uma vacina fora da corrida

Como é natural, a mídia só fala das vacinas que funcionam. Porém, das mais de 100 vacinas atualmente em ensaios clínicos, pouquíssimas irão sobreviver. Semana passada, a empresa alemã CureVac entregou resultados preliminares decepcionantes de um teste clínico de sua vacina Covid-19, diminuindo as esperanças de que ela possa ajudar a preencher a grande necessidade do mundo. O ensaio, que incluiu 40.000 voluntários na América Latina e Europa, estimou que a vacina de mRNA da CureVac teve uma eficácia de apenas 47%, entre as mais baixas relatadas até agora por qualquer fabricante de vacina Covid-19.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Sinal trocado no aeroporto

Na Inglaterra, enquanto o governo luta para permitir mais viagens ao exterior e ao mesmo tempo tenta evitar a importação de novas variantes, um sistema de semáforos nos aeroportos está sendo considerado para determinar quem, vindo de onde, deve se isolar. A Ryanair, a maior companhia aérea da Europa, e o MAG, o maior grupo de aeroportos do Reino Unido, alegam que o governo não foi claro em relação à categorização dos países como vermelho, âmbar ou verde, minando a confiança do consumidor para reservar as férias de verão.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Casos de Covid na Inglaterra dobram a cada 11 dias e a variante Delta toma conta

“Globalmente, a Delta é o desenvolvimento mais sério que conhecemos em termos de evolução do vírus”, disse William Hanage, epidemiologista da Universidade de Harvard. Os casos com essa variante Delta aumentam exponencialmente, mas o progresso da vacinação deve ajudar a reduzir o aumento. Contudo, as pessoas precisam de ambas as doses de vacinas de duas doses para obter a melhor proteção, dizem os especialistas. Apesar de que uma dose da injeção da Pfizer ou da AstraZeneca parece manter as pessoas fora do hospital.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Vacinas e… contas… para o pessoal ao sul do Rio Grande

O Biden se comprometeu no final de abril a compartilhar até 60 milhões de doses da vacina da AstraZeneca com outras nações. Porém, graves falhas na fábrica da Emergent BigSolutions em Baltimore, colocam em dúvida o destino de mais de 100 milhões de doses das vacinas AstraZeneca e Johnson & Johnson produzidas lá. O FDA (Food and Drug Administration) está examinando os registros de praticamente todos os lotes produzidos pelo fabricante, para determinar se as doses são seguras, e até agora determinou que cerca de 25 milhões de doses da Johnson & Johnson feitas na fábrica podem ser liberadas, mas não tomou nenhuma decisão sobre as doses da AstraZeneca.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

O Brasil não consegue vacinas? Veja aqui uma das razões.

Em março, o Ministério da Saúde fechou acordo com a Moderna para compra de 13 milhões de doses da sua vacina contra a Covid-19. Nessa semana, a empresa anunciou que o governo americano comprou 200 milhões de doses adicionais da vacina, principalmente para vacinar crianças ou como reforço para pessoas já vacinadas.

Confirmando a Covid Longa

Quase um quarto dos pacientes com Covid-19 desenvolve sintomas de longa duração ou Covid Longa, mostra um novo relatório da FAIR Health, uma grande ONG americana que atua no campo da saúde. O estudo descobriu que pacientes mais velhos tinham uma chance maior de desenvolver colesterol alto, enquanto os pacientes mais jovens eram mais propensos a desenvolver problemas gastrointestinais.

Uma análise dos registros de seguro saúde de quase dois milhões de pacientes com coronavírus encontrou novos problemas em quase um quarto – incluindo aqueles cuja infecção por Covid era leve (27%) ou assintomática (19%). Os afetados eram de todas as idades, incluindo crianças. Seus novos problemas de saúde mais comuns eram dores, inclusive nos nervos e músculos, dificuldades respiratórias, colesterol alto, mal-estar, fadiga e hipertensão. Outros problemas incluíram sintomas intestinais, enxaquecas, problemas de pele, anormalidades cardíacas, distúrbios do sono e condições de saúde mental como ansiedade e depressão.

A Covid pelo mundo afora

País Notícia
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Mundo Em todo o mundo, já houve 176 milhões de casos de Covid-19 e mais de 3,8 milhões de mortes. Vários países ricos, menos o Japão, já vacinaram (ou estão se aproximando de vacinar) mais da metade da população. Quase 53% das pessoas nos EUA receberam pelo menos uma injeção de vacina e cerca de 44% estão totalmente vacinadas.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas China Depois de um início lento, a campanha de vacinação da Covid-19 da China está a todo vapor enquanto as autoridades perseguem a ambiciosa meta de vacinar totalmente 40% dos quase 1,4 bilhão de pessoas do país até o final deste mês. A China administrou mais de 945 milhões de doses de vacinas, mais de um terço do total global, de acordo com o rastreador de vacinas do The New York Times. Com cerca de 17 milhões de injeções injetadas todos os dias neste mês, a China está a caminho de ultrapassar um bilhão de injeções nos próximos dias.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas União Europeia A campanha de vacinação da União Europeia ganhou velocidade no último mês, com cerca de 55% da população adulta tendo recebido pelo menos uma dose. O bloco parece estar a caminho de cumprir sua meta de ter 70% dos adultos totalmente vacinados até o final de julho. O baixo número de infecções em muitos países da região nas últimas semanas foi considerado um sinal otimista. Oficialmente, a UE irá se abrir para turistas vindos dos Estados Unidos e outros 14 países (menos o Brasil, claro), incluindo Albânia, Austrália, Israel, Japão, Líbano, Nova Zelândia, República da Macedônia do Norte, Ruanda, Sérvia, Cingapura, Coréia do Sul, Tailândia e China. Tudo parece indicar que se está no caminho da normalidade. Mas não em todos os lugares. Na Grã-Bretanha, as autoridades estão de olho na variante Delta, o que gerou um aumento nos casos, e na segunda-feira atrasou por um mês a tão esperada reabertura que havia sido anunciada como o “dia da liberdade”. E em Moscou, uma onda de casos levou a um lockdown, deixando as autoridades russas implorando aos residentes para serem vacinados.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Portugal As autoridades portuguesas ordenaram um bloqueio de fim de semana da região da capital, Lisboa, a partir de sexta-feira, em uma tentativa de conter o recente surto de novas infecções, oferecendo um poderoso lembrete de que, mesmo enquanto a Europa busca uma reabertura mais completa, o vírus ainda apresenta desafios. A decisão veio depois de Portugal ter registrado esta semana o maior número de novos casos desde março. Metade dos novos casos envolveram a variante Delta, a indiana, ora aumentando em outros países, incluindo a Grã-Bretanha e os Estados Unidos.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Índia É um pingue-pongue na Ásia, por cortesia da Índia. O Sri Lanka está pedindo para o Japão. O Nepal perguntou à Dinamarca. Bangladesh apelou aos Estados Unidos. Os países do sul da Ásia estão olhando para o resto do mundo para impulsionar as campanhas de inoculação que estão paralisadas desde que a Índia suspendeu as exportações de vacinas para lidar com sua segunda onda catastrófica de coronavírus nesta primavera. A abordagem ad hoc mostra como a decisão da Índia, o maior fabricante mundial de vacinas, deixou os países mais pobres com poucas opções de vacinas, já que os países mais ricos acumularam grande parte do fornecimento global.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Japão O governo do Japão disse na quinta-feira que relaxaria as medidas de emergência em Tóquio e outras áreas à medida que o mais recente surto de coronavírus no país diminuísse, e com os Jogos Olímpicos programados para começar em pouco mais de cinco semanas. Ainda assim, a campanha de vacinação do Japão continua sendo uma das mais lentas entre as nações mais ricas: cerca de 26 milhões de doses de vacina foram administradas, com 15% da população tendo recebido pelo menos uma dose. Segundo fontes governamentais, o Japão planeja avançar com uma proposta que permitirá até 10.000 espectadores ou 50% da capacidade do local, o que for menor, em eventos em julho e agosto, caso o atual estado de emergência e outras medidas da Covid-19 sejam suspensas.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Indonésia Mais de 350 médicos indonésios contraíram Covid-19 apesar de terem sido vacinados e dezenas foram hospitalizados, disseram as autoridades, à medida que aumentam as preocupações sobre a eficácia de algumas vacinas contra cepas de vírus mais virulentas. Quase todos receberam a vacina desenvolvida pela Sinovac da China, de acordo com a Associação Médica Indonésia (IDI).
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Palestina A Autoridade Palestina cancelou um acordo com Israel que previa a transferência de pelo menos 1 milhão de doses da vacina Pfizer para a Cisjordânia e Gaza. A reviravolta abrupta veio depois que as autoridades de saúde em Ramallah inspecionaram a primeira entrega de quase 90.000 doses na tarde de sexta-feira. ''Constatou-se que as doses não estavam de acordo com as especificações técnicas previamente acordadas e que seu prazo de validade estava próximo", disse o Ministro da Saúde palestino.
Uganda Uganda O governo anunciou novas restrições durante 6 semanas para controlar uma nova onda de casos poucas semanas depois de fechar escolas e suspender reuniões públicas e orações. Elas incluem a proibição de viagens, exceto para transporte de cargas e trabalhadores essenciais.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Fiji O arquipélago do Pacífico com cerca de 900.000 habitantes, está lutando contra um grande surto. As principais autoridades de saúde pediram à Austrália para enviar uma equipe de apoio médico para sua capital, Suva. O governo tem resistido até agora aos apelos para impor um bloqueio nacional, em vez de usar restrições locais, para ajudar a conter o vírus.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas Rússia A variante Delta, encontrada pela primeira vez na Índia, é agora a versão mais prevalente em Moscou. O rápido aumento do número de casos colocou a Rússia em risco de seguir o caminho de outros países como a Índia, que parecia ter reprimido infecções apenas para ver um ressurgimento.
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas