Coronavirus - by dorcronica.blog.br

Covid-19 pelo mundo afora: 10-01-21

Covid-19 pelo mundo afora: 10-01-21

A semana que passou será lembrada por dois números: 200 mil (acumulado de mortes no Brasil) e 4 mil (conta diária de mortos nos EUA). E pelas dúvidas sobre a eficácia das duas vacinas pioneiras no Brasil. Os 70% da Oxford AstraZeneca e os 78% da CoronaVac são taxas magníficas, mas não isentas de dúvidas. Após o teste clínico, a Oxford AstraZeneca insolitamente apresentou três taxas de eficácia: 62% (coorte menor), 90% (coorte maior) e 70% (geral). A história é longa e pode ser vista aqui. O Butantan/Sinovac, por sua vez, disse que a CoronaVac cravou 78%, mas só disse. Até o momento, matou a cobra, porém do pau que é bom, pouco se sabe. Mais detalhes aqui.

A Covid-19 pelo mundo afora

Os Estados Unidos lideram o ranking das nações com maior número de casos (mais de 22.132.000) e fatalidades (cerca de 375 mil). Quanto aos positivos registrados, o segundo país da lista é a Índia, com cerca de 10.414.000 infecções e 150.000 mortes, tornando-se o país asiático mais afetado pelo vírus. O terceiro lugar mundial é ocupado pelo Brasil, com uma estimativa de 7.961.000 positivos e mais de 200.000 mortes.

Os Estados Unidos notificaram mais de 300.000 casos em um dia pela primeira vez. O presidente eleito Biden planeja liberar quase todas as doses de vacina para os estados, em vez de reter o fornecimento para garantir segundas doses em tempo hábil.

Na Austrália, mais de 2 milhões de residentes da Grande Brisbane devem ficar em casa, disseram as autoridades. “Se quisermos impedir a propagação dessa cepa infecciosa, essa cepa britânica, devemos agir imediatamente”, disse o primeiro-ministro do estado de Queensland.

Países da Ásia-Pacífico endurecem os freios da Covid à medida que os casos aumentam. A Tailândia estende estado de emergência enquanto a Indonésia se prepara para vacinar em massa.

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, declarou estado de emergência na cidade. Os hospitais não dão conta do crescente número de pacientes.

A Nova Variante

Quanto a nova variante do novo coronavírus, 56% mais infecciosa que a ainda vigente, a lista de estados americanos que a identificaram está crescendo. Texas, Connecticut e Pensilvânia confirmaram seus primeiros casos na quinta-feira, juntando-se à Califórnia, Colorado, Geórgia, Flórida e Nova York. A Flórida tem pelo menos 22 casos confirmados, de acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças. A Califórnia relatou pelo menos 26.

Especialistas alertaram que os Estados Unidos estão terrivelmente mal equipados para rastrear a variante rapidamente transmissível. Sem um sistema nacional robusto para identificar variações genéticas do coronavírus, os estados são deixados por conta própria para identificar a variante.

No Brasil, a nova variante já foi identificada em alguns estados (Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul e possivelmente, São Paulo).

Se os idiotas voassem o céu ficaria nublado o tempo todo

O Arizona torna-se o principal ponto de encontro da Covid no mundo, enquanto o governador Doug Ducey resiste às restrições. Ele se recusou a instituir um mandato de máscara em todo o estado, mesmo que este declare possuir o maior índice de novos casos nos EUA: 1 cada 119 cidadãos testaram positivo na semana passada.

Se os malandros voassem…

Um malandro alegando trabalhar para o National Health Service (NHS) do Reino Unido deu a uma mulher idosa uma vacina falsa contra o coronavírus e cobrou £ 160 de sua vítima.

Long Haulers

Seis meses depois de deixar o hospital, sobreviventes de Covid ainda enfrentam problemas de saúde persistentes.

Um grande estudo com pacientes de um hospital de Wuhan, na China, mostrou que meio ano depois, três quartos estavam lutando com problemas como fadiga, depressão e diminuição da função pulmonar.

Que bom que teremos a vacina da Pfizer por aqui! Em 2023.

A União Europeia aumenta de 300 para 600 milhões as doses compradas da vacina Pfizer/BioNTech. O plano é contar com ao menos 2,3 bilhões de doses de vacinas. A população da União Europeia é de 447,7 milhões, pouco mais que o dobro da brasileira (213 milhões). O plano europeu é mais ou menos 7 vezes o brasileiro (se contarmos com o valor hipotético de 320 milhões de doses).

A Segunda Onda acabou? Melhor não.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Note que em 5 de janeiro as duas curvas reverteram claramente a tendência de queda e agora, impulsionadas pelo número crescente de gente contaminada nas festas de fim de ano, se aprestam a desafiar os respectivos picos históricos da média dos últimos 7 dias: 49.827 novos casos e 1.211 mortes. O primeiro deles será facilmente superado. A superação do segundo depende do fôlego do sistema de saúde, que em alguns estados está acabando ou já acabou.

Não é bom nem pensar que a Segunda Onda acabou. Uma terceira pode estar pegando tração.

O que a mídia nacional deixou passar sobre a Covid-19 está aqui

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

A frase da semana: “Temos que enfrentar isso aí”.

(“Temos?”, cara pálida?)

LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas