Vacinas 4


Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Vacinas 4 – Afirmação 1 de 20.

Afirmação 1

Haverá vacinas para todos.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não, no curto prazo. Hoje (abril/2021) países ricos, como EUA e Reino Unido, já compraram 3 vezes mais que o necessário para vacinar suas populações. Na outra ponta, 70 países pobres vão conseguir vacinar apenas para uma em cada 10 pessoas.

Afirmação 2

Eu posso me vacinar mesmo infectado com Covid-19.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Pessoas com Covid-19 que apresentam sintomas devem esperar para serem vacinadas até que tenham se recuperado de sua doença e atendido os critérios para interromper o isolamento; aqueles sem sintomas também devem esperar até que atendam aos critérios antes de serem vacinados. Esta orientação também se aplica a pessoas que tenham Covid-19 antes de receber sua segunda dose da vacina.

Afirmação 3

No momento, o melhor método para controlar a transmissão do novo coronavírus no Brasil é a vacina.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. A OMS sugere que o método mais eficiente para controlar a transmissão é o isolamento social/quarentena para a população.

Afirmação 4

Quanto maior o índice de isolamento social, menor a velocidade de crescimento do número de novos casos de Covid-19.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Sobram exemplos de que quanto mais gente fica em casa, menos gente se infecta – e consequentemente menos gente morre. O isolamento social possui um efeito significativo na taxa de infecção da população.

Afirmação 5

Isolamento social e distanciamento social são a mesma coisa.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Isolamento social consiste em evitar contatos humanos. A quarentena, por exemplo, é uma forma de isolamento social. Distanciamento social é se contatar com outros com segurança. Ou seja, mantendo uma distância mínima de 1,80 m e durante o menor tempo possível, de pessoas fora do convívio, quer seja dentro ou fora de qualquer recinto.

Afirmação 6

Pessoas que estão infectadas, mas não apresentam sintomas, podem transmitir o vírus.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Essas pessoas também desempenham um papel na disseminação de Covid-19, apenas não se sabe em que medida. Por isso, fique a pelo menos 2 metros de distância dos outros em todo momento, mesmo você – ou eles – não apresentando nenhum sintoma. Especialmente no caso de pessoas com comorbidades, que têm maior risco de adoecer com gravidade se contaminadas pelo novo coronavírus.

Afirmação 7

As variantes do vírus podem prolongar a pandemia.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. No momento, a maioria das vacinas parece ser eficaz contra as variantes. Mas futuras variantes do vírus podem ser mais resistentes à resposta imunológica, exigindo rodadas regulares de doses de reforço das vacinas existentes ou mesmo novas vacinas.

Afirmação 8

“Passaportes de vacina” são credenciais para viajar.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Esse documento, que ia ser instaurado no Reino Unido mas não foi, mostra o status de vacinação de uma pessoa para fins como viajar e participar de eventos públicos fechados. O estado de Nova York já apresentou sua versão – e obviamente as companhias aéreas, os hotéis e as empresas relacionadas ao turismo querem que o passaporte seja introduzido. Mesmo assim, vários estados americanos e uma porção do Parlamento inglês não concorda, alegando que a iniciativa seria discriminatória.

Afirmação 9

As variantes do vírus são mais perigosas que a cepa do vírus surgida na Europa há um ano.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. As cinco variantes mais preocupantes surgiram no Reino Unido, África do Sul, Brasil e Califórnia – são mais transmissíveis, mais propensas a causar doenças graves, menos tratáveis ​​com os atuais tratamentos Covid-19 ou melhores em evitar os anticorpos gerados por vacinação ou infecção anterior. Algumas têm uma combinação dessas características.

Afirmação 10

A Coronavac é a única vacina chinesa que interessa ao Brasil.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. O Ministério da Saúde conversa com a Sinopharm da qual já pediu comprar 30 milhões de doses. No teste clínico fase 3 essa vacina se mostrou 79% eficaz – menor que a da Pfizer e Moderna, mas muito maior que a Coronavac (50,37%). No entanto, os Emirados Árabes Unidos disseram que a vacina era 86% eficaz, conforme resultados provisórios de fase três.

Afirmação 11

As vacinas da AstraZeneca e da Janssen são parecidas.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Ambas usam um adenovírus inofensivo – ou seja, um tipo de vírus que causa um resfriado comum – para fornecer as instruções da proteína spike do coronavírus. A vacina da AstraZeneca funciona de maneira semelhante à vacina Johnson&Johnson/Janssen, exceto pelo uso de um adenovírus reprojetado que infecta chimpanzés. 

Afirmação 12

As vacinas anti-Covid-19 aplicadas ou por aplicar no Brasil são diferentes.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Umas requerem refrigeração mais acentuada, outras não. Ou duas doses ao invés de uma. Podem ter efeitos colaterais e adversos diferentes e também diferentes taxas de eficácia (relacionada à proteção contra o vírus).

Afirmação 13

As vacinas Pfizer e Moderna – com suas taxas de eficácia de aproximadamente 95% em testes clínicos – são melhores do que a vacina Johnson & Johnson (eficácia de 66%) e a vacina AstraZeneca (eficácia de 76%).

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Comparar as diferentes taxas de eficácia das vacinas às vezes é como comparar maçãs e laranjas. A Pfizer e a Moderna, por exemplo, testaram suas vacinas no início da pandemia e principalmente nos Estados Unidos antes do surgimento de variantes mais contagiosas e mortais, enquanto muitos dos dados da Johnson & Johnson foram coletados na América do Sul e África do Sul, quando essas variantes estavam se espalhando.

Afirmação 14

As vacinas disponíveis atualmente funcionam bem contra as variantes.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Pessoas vacinadas e depois infectadas com uma das variantes preocupantes têm pouca probabilidade de serem hospitalizadas. Um pequeno ensaio clínico para a vacina AstraZeneca foi interrompido após mostrar apenas 22% de eficácia contra a variante B.1.351 detectada na África do Sul. Porém, nenhuma das pessoas vacinadas foi hospitalizada ou morreu. A Pfizer e a Moderna começaram a testar a terceira dose de “reforço” das vacinas para ver se a dose extra poderia fornecer proteção adicional contra as variantes. Eles também estão desenvolvendo vacinas específicas para variantes direcionadas à variante B.1.351.

Afirmação 15

A meta de que as vacinas anti-Covid sejam administradas a pessoas em todo o mundo deve ser atingida no final desse ano.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. De fato, acabar com a pandemia depende de que as vacinas sejam administradas a pessoas em todo o mundo. Porém, em 30/03/21 havia apenas 7,4 doses de vacina administradas por 100 pessoas em todo o mundo, e muitos países de baixa renda ainda não haviam administrado uma única dose.

Afirmação 16

As vacinas anti-Covid-19 vigentes ou requerendo autorização para uso emergencial da ANVISA foram projetadas para combater a variante do coronavírus que emergiu de Wuhan (China) no início da pandemia.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Em geral elas foram projetadas para combater a variante D614G do coronavírus que emergiu da Europa logo depois.

Afirmação 17

Ter muitas vacinas sendo desenvolvidas e aplicadas é ruim.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Ter várias vacinas em desenvolvimento e produção é crucial para que os programas de vacinação possam ser implementados em muitos países diferentes ao mesmo tempo, alcançando o maior número de pessoas possível.

Afirmação 18

A Butanvac, vacina a ser testada proximamente no Brasil, foi totalmente desenvolvida pelo Instituto Butantan, de São Paulo.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Apesar de ter sido lançada como 100% brasileira, parte da tecnologia da Butanvac pertence ao Instituto Mount Sinai, nos Estados Unidos. Ela foi cedida através de um consórcio entre as instituições.

Afirmação 19

A Butanvac, vacina a ser testada pelo Instituto Butantan proximamente no Brasil, utiliza um vírus vivo retirado de aves.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. A Butanvac utiliza o vírus da doença de Newcastle, uma enfermidade que afeta apenas aves, como um vetor. Ou seja, ele é inativado e alterado para abrigar a proteína Spike do novo coronavírus — aquela usada para invadir nossas células. Após a injeção, o organismo fabrica anticorpos contra essa estrutura, impedindo uma infecção de verdade. A estratégia é parecida com a das vacinas de Oxford e Janssen.

Afirmação 20

As vacinas de vetor viral usam uma versão modificada de um vírus diferente (o vetor) para fornecer instruções importantes às nossas células.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Para vacinas de vetor viral Covid-19, o vetor (não o vírus que causa Covid-19, mas um vírus diferente e inofensivo) entrará em uma célula em nosso corpo e, em seguida, produzirá uma proteína de pico inofensiva que só é encontrada na superfície do vírus que causa Covid-19. A célula exibe a proteína spike em sua superfície, que ativa nosso sistema imunológico para começar a produzir anticorpos e ativar outras células imunológicas para combater o que ela pensa ser uma infecção.

Próxima afirmação 1 de 20

Todas as 20 afirmações concluídas!


Quer mais coisas assim?

Receba o melhor material diretamente na sua caixa de entrada!
Não se preocupe, não fazemos spam