Vacinas


Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Vacinas – Afirmação 1 de 20.

Afirmação 1

Uma vacina anti-Covid-19 com certeza impede a contaminação pelo vírus.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. A vacina pode impedir que a contaminação pelo vírus deixe a pessoa doente com a Covid-19, isso sim. Deve-se continuar a respeitar as medidas preventivas (ex.: lavar as mãos etc.) para evitar a propagação.

Afirmação 2

Uma alteração genética pode ser um efeito colateral de uma vacina anti-Covid-19.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Todas as vacinas têm efeitos colaterais, em geral leves, e nenhuma provoca alteração genética no hospedeiro.

Afirmação 3

Uma vez aplicada a primeira dose da vacina, eu vou ficar protegido do vírus.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Não de imediato. Até agora todas as vacinas menos uma, virão em duas doses separadas por 3 ou 4 semanas. Sabe-se que a vacina da Pfizer começa a funcionar depois de 10 dias de aplicada a segunda dose. Porém, a segunda dose é que completa a imunização.

Afirmação 4

A vacina evita o contágio com o novo coronavírus.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. A vacina evita a Covid-19, que é a doença que o vírus provoca. A vacina não impede que o vírus entre no corpo, principalmente pelo nariz.

Afirmação 5

Depois de receber a segunda dose da vacina, passados 10 dias (no caso da vacina da Pfizer) eu estarei imune para sempre.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. A imunidade fornecida pelas vacinas de primeira geração deverá ficar em 3 a 12 meses. A Moderna, a única a se pronunciar sobre isso até o momento, aponta 90 dias após a primeira dose.

Afirmação 6

O grau de proteção imunológica oferecido pela primeira dose de uma vacina que requer duas é suficiente para não se contaminar com o vírus após a vacinação.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Algum grau de proteção imunológica deve se obter, porém não se sabe ao certo e varia dependendo da vacina. De todo modo, ele é inferior ao necessário para completar a imunização.

Afirmação 7

Após tomar a vacina, o meu risco de infecção será menor que se eu tiver me infectado naturalmente com o novo coronavírus.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. A previsão dos estudiosos é que a imunização natural é menos efetiva que a fornecida por uma vacina.

Afirmação 8

Uma vacina revelada 95% eficaz na Fase 3 é melhor que outra 90% eficaz.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. Não necessariamente. A diferença é mínima, e não reflete plenamente a proteção ao vírus. No ensaio clínico de uma vacina candidata, a eficácia não é medida em termos de proteção à infecção, mas comparando os voluntários que no teste tomaram a vacina e apresentaram sintomas versus os que também apresentaram sintomas sem tê-la tomado. Fora isso, cada ensaio das vacinas conhecidas foi diferente do outro e as suas taxas de eficácia devem refletir isso.

Afirmação 9

A diferença de eficácia entre uma vacina e outra indica que elas produzem diferentes quantidades de anticorpos.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não necessariamente. A produção de anticorpos interessa, sim. Ela pode influenciar a eficácia, mas não entra no seu cálculo.Na Fase 3, a eficácia é medida em termos de quanto a vacina se propõe a proteger o grupo vacinado nessa fase do teste clínico. Comparando quantos que tomaram a vacina e apresentaram sintomas versus os que também apresentaram sintomas sem tê-la tomado.

Afirmação 10

A vacina Coronavac é segura e eficaz.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

A Coronavac é uma vacina de vírus inativado e esse tipo de vacina costuma ser segura. De fato, o ensaio clínico (fase 2, especialmente) dessa vacina concluiu que ela é mesmo segura para todas as idades.

Afirmação 11

Posso tomar a vacina se eu estiver infectado com a Covid-19.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. A infecção leva o organismo a naturalmente produzir anticorpos que combatem o vírus. Adicionar a vacina a esse esforço imunológico dificilmente irá prejudicar. Mas para vacinar é necessário aguardar o completo restabelecimento e no mínimo quatro semanas após o início dos sintomas (ou do primeiro resultado positivo no exame de RT-PCR).

Afirmação 12

Os alérgicos ficam de fora da vacinação nessa primeira etapa.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Nem todos. Convém a pessoa consultar um médico e saber se o grau de alergia permite se vacinar tomando as precauções que ele indicar. Pessoas alérgicas a ovo ou leite, por exemplo, podem ser vacinadas. Esses ingredientes não são usados nas vacinas COVID-19.

Afirmação 13

Grávidas de menos de 2 meses podem se vacinar.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Porém depende do país. O FDA americano está deixando em aberto a possibilidade de que mulheres grávidas e amamentando possam optar pela imunização contra o coronavírus. A OMS (Organização Mundial da Saúde) não recomenda a vacinação em gestantes, lactantes e puérperas, mas também não faz a contraindicação. No Brasil, embora as gestantes não sejam incluídas em uma das fases do Programa Nacional de Imunizações (PNI) especificamente, o Ministério da Saúde diz que as mulheres pertencentes a um dos grupos prioritários e que estejam nessas condições podem ser vacinadas após avaliação cautelosa dos riscos e benefícios da vacina.

Afirmação 14

A efetividade da vacina pode variar dependendo da etnia.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Há evidências de que a Covid-19 afeta diferenciadamente alguns grupos étnicos (ex. negros, pardos, latinos, asiáticos…), fora e dentro do Brasil.

Afirmação 15

Mesmo eu estando assintomático, devo tomar a vacina.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. A imunidade obtida será maior que a que você já deve ter alcançado naturalmente. A produção de anticorpos na Fase 2 dos testes da maioria das vacinas tem sido 3 ou 4 vezes maior que no caso da imunidade natural.

Afirmação 16

Portadores de doenças autoimunes, (ex.: atrite reumatoide, lúpus), problemas genéticos e doenças raras, podem se vacinar.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. Em princípio, não há problema em relação a segurança. Em tese, a efetividade da vacina pode ser menor que o normal.

Afirmação 17

A aplicação de uma vacina anti-Covid-19 terá efeitos colaterais.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim, mas eles não serão sentidos por todos na mesma medida. Uma das vacinas líderes, ainda na Fase 3 provocou dor no local (84% dos casos), fadiga (63%), dor de cabeça (55%), dor muscular (38%), calafrios (32%), dor nas juntas (23%) e febre (14%). Efeitos colaterais, se houver, haverá nos primeiros 3 dias após a vacinação.

Afirmação 18

As vacinas que o Brasil atualmente aplica, ou pensa aplicar, deverão ser aperfeiçoadas.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Sim. A primeira geração de vacinas tende a ser imperfeita, e algumas talvez não previnam plenamente a infecção, mas reduzam os sintomas. Mesmo assim, podem não funcionar para todos ou por muito tempo.

Afirmação 19

Posso me infectar entre uma dose da vacina e outra (da mesma vacina).

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Certamente, se a primeira dose não tiver produzido anticorpos suficientes, o que é provável.

Afirmação 20

A vacina ser 95% eficaz, por exemplo, significa que eu tenho 95% de chance de ficar imunizado se aplicá-la.

1. Certo
2. Errado

Explicação:

Não. A eficácia é a imunização prevista após o teste da Fase 3, a efetividade é a imunização alcançada na vida real. Essa seguramente será algo menor.

Próxima afirmação 1 de 20

Todas as 20 afirmações concluídas!


Quer mais coisas assim?

Receba o melhor material diretamente na sua caixa de entrada!
Não se preocupe, não fazemos spam