Coronavirus - by dorcronica.blog.br

Conveniência versus ciência – o duelo sob o sol do Covid 19

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Fazem cinco meses que no Brasil os leigos suportamos – nem todos, porque uns quantos já morreram – um embate surdo, estúpido, maçante… entre a conveniência e a ciência. A conveniência dos que se sentem prejudicados pelo confinamento – empresários de todo tamanho, desempregados de agora e amanhã, entediados, alunos etc. A ciência representada por exércitos de cientistas que unanimemente condenam o seu abandono. O duelo, até há pouco suspenso, agora foi facilitado oficialmente. Ele já está em curso, mas só saberemos quem venceu daqui uns 30 dias.

“Quando você tem que atirar, atire, não fale”.

Eli Wallach

Há meio século – como o tempo passa! – boa parte dos filmes que Hollywood lançava ao mundo eram de cowboys. E a trama, cristalina: de um lado, o mocinho, normalmente loiro e de olhos azuis, e de outro lado, um monte de caras ruins, não, péssimos… portando cicatrizes.

E o filme ia se arrastrando, às vezes animado por uns quantos índios fuleiros que morriam estupidamente nas mãos dos brancos, ou por uma feroz surra que os ruins propinavam ao mocinho para este ficar com muita raiva, renascer e depois buscar vingança.

E assim tudo desembocava num showdown. Um confronto mortal entre as partes, de preferência ao meio-dia. E mesmo todo mundo sabendo o desfecho – o mocinho indo embora com a donzela e os caras ruins esburacados e rígidos no chão – a gente não tirava o olho da cena, do showdown. Ele tinha o fascínio da definição, do definitivo… Impossível imaginar que os dois lados sobrevivessem. Podia até ser, porém somente por uns instantes porque se os maus porventura saíssem do tiroteio dobrados, tropeçando, era para eles caírem duros na volta da esquina, sempre quebrando uma vitrine.

O leitor arguto já deve ter percebido que…

Num extremo da rua empoeirada, a governança do país em todos seus níveis – federal, estadual e municipal – munida de todo tipo de armamento “flexibilizante” – consciente, regional, meia-boca… e secundada por milhões de brasileiros sedentos de rua, de barzinho, de tarde de futebol, dos amigos, da mamãe… e de algum faturamento, também.

Noutro extremo, uma mancha branca. Uma turma carregando estetoscópios, microscópios e até telescópios, portando gráficos, Power Points e diplomas de PhD. Cientistas, médicos e psiquiatras, todos eles cantando ao uníssono: “Vai dar m…! Depois não digam que não avisei!”.

É um showdown diferente do tradicional, claro. Um dos dois lados vai sair muito, muito machucado da lide, mas não será antes de – pelos meus cálculos – uns 25 dias. O tempo que esse vírus demora em contagiar, ser incubado, sentido, diagnosticado e sabe-se lá o que vem depois. Depende da idade, da imunidade, da comorbidade e do Capeta, a pessoa se recuperar em casa, ou ir parar numa cama de hospital acoplada ou não a um ventilador.

“Vai dar m…! Depois não digam que não avisei!”.

Obviamente, as coisas não têm que ser assim. A governança, sabe-se, tem seus informantes. Gente boa, lida, profissional… E eles concordam mais ou menos no seguinte conselho: “Olha, a turma se encheu do confinamento e agora não há Cristo que a impeça de sair de casa para onde e quando quiser. Se o senhor quer se reeleger vai surfando a onda. Então disfarça aí com um plano anti-isolamento de nome grudento e faz como que está tudo dando certo, mas nem tanto… e vai levando. Depois a gente vê como sai dessa. Ah, e lembre de mencionar que é “tudo baseado em ciência”. Isso dá um toque de erudição a qualquer coisa. Ou a qualquer um”. Em suma, melhor sair de fininho e apostar que, como o vírus é uma caixa de surpresas, de repente tudo dá certo. Ou ocorre um milagre, tudo é possível.

Pérolas de Donald Trump

22 de Janeiro

“Temos tudo sob controle. É uma pessoa que vem da China e nós a temos sob controle. Vai ficar tudo bem”.

10 de fevereiro

“Parece que em abril, você sabe, teoricamente, quando fica um pouco mais quente, milagrosamente desaparece”.

Feb. 27

“Vai desaparecer. Um dia, como um milagre, vai desaparecer.”.

Então, nos vemos lá pelo fim de Junho, quando eu calculo que a conta dos mortos no Brasil terá dobrado, no mínimo. Abaixo disso, os dois lados irão se dizer vitoriosos. E acima, mesma coisa. O lado dos macacões brancos porque terá tido razão, e o lado da governança porque no frigir dos ovos, quem se importa!? Como sempre, ninguém virá para obrigá-la a prestar contas.

LEMBRE-SE: use máscara
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas