Autor: Dor Crônica - O Blog

Controvérsias e desafios na fibromialgia – Parte 1

Controvérsias e desafios na fibromialgia – Parte 1

A fibromialgia (FM) é a condição de dor crônica generalizada (DCG) mais comumente encontrada em reumatologia. Em comparação com a artrite inflamatória (AI), pode parecer mal definida sem uma compreensão clara da patologia e, portanto, sem tratamento específico direcionado. Isso inevitavelmente levanta controvérsias e desafios que acabam por sugerir que se trata de uma doença impossível de tratar. No entanto, os autores deste artigo afirmam ser esta uma visão desatualizada.

Leia mais »
Ensinando o sistema nervoso a esquecer a dor crônica

Ensinando o sistema nervoso a esquecer a dor crônica

Estudos experimentais revelaram uma semelhança notável nos mecanismos subjacentes à amplificação e aprendizagem da dor e à memória em áreas do cérebro como o hipocampo e o córtex cerebral. Essas descobertas deram origem à ideia de que uma “memória de dor” está codificada no sistema nervoso e que reverter essa memória pode ser a chave para encerrar os transtornos de dor crônica. Em outras palavras, a reversão da plasticidade nos circuitos da dor pode fornecer a oportunidade de aliviar permanentemente a dor crônica. Esse post primeiro comenta essa tese e depois descreve um tratamento pioneiro baseado no uso medicinal da capsaicina – a mesma substância que rendeu a Julius e Patapoutian o Prêmio Nobel de Medicina 2021 – pelo qual parece possível apagar a memória e, por tabela, a dor.

Leia mais »
A inflamação crônica é um assassino silencioso

A inflamação crônica é um assassino silencioso

A inflamação é um recurso do corpo para combater infecções, ferimentos e toxinas, via sistema imunológico. Se a inflamação for aguda, isso dura algumas horas ou dias. A inflamação crônica ocorre quando essa resposta permanece, deixando seu corpo em constante estado de alerta. Com o tempo, tecidos e órgãos são danificados. Passar da inflamação aguda para a crônica depende de tempo, mas também do grau de abuso. As Festas de Fim de Ano, independentemente da justificativa, oferecem uma oportunidade para isso, para abusar. Este artigo é apenas para quem quer tomar as devidas precauções. Ele fala de coisas que você já sabe, e de outras que talvez ignore, mas que você raramente leva em conta na hora da tentação.

Leia mais »
O manejo da dor neuropática – Parte 2

O manejo da dor neuropática – Parte 2

Segunda parte do artigo, “Managing Neurophatic Pain”, de autoria da geriatra Katherine E. Galluzi, diretora de Comprehensive Care no Philadelphia College of Osteopathic Medicine (EUA). Na Parte 1, lembremos, foram descritos os tipos, mecanismos e características da dor neuropática em geral. Agora é a vez do tratamento clínico, tomando a dor neuropática periférica diabética como exemplo. A Dra. Galluzi aproveita de apontar a prática osteopata, como a opção terapêutica com a melhor chance de sucesso no tratamento de pacientes com dor neuropática.

Leia mais »
Entendendo e superando o medo da dor

Entendendo e superando o medo da dor

O medo da dor já foi objeto de um post nesse blog. Haverá muitos outros haja visto que, na vida da pessoa que luta por se aliviar da dor crônica, hoje até os neurocientistas reconhecem que “o medo da dor é pior do que a própria dor”. No post a seguir, você irá se deparar com duas siglas desconhecidas no Brasil. A Síndrome da Mente-Corpo (SMC) ou Mind Body Syndrome (MBS) é o novo nome dado ao distúrbio apontado pelo Dr. John Sarno nos anos 70/80, como sendo a causa de inumeráveis dores crônicas – notadamente dor nas costas – o Tensional Miosite Syndrome (TMS). A mudança de nome para Mind Body Syndrome deve-se a que a abrangência do distúrbio, o qual exemplifica o quanto a mente e o corpo se influenciam mutuamente para gerar doença e causar dor crônica não específica – é muito mais prevalente do que se pensou originalmente.

Leia mais »
Quando os médicos não sabem o que há de errado

Quando os médicos não sabem o que há de errado com você

Vieses cognitivos dominam as decisões dos médicos e médicas. Ou seja, como todos nós, mortais, diante de um problema – um paciente é um problema – ele(a)s tomam decisões baseados nas ideias, opiniões e preconceitos que já têm na cabeça. É o que diz um médico nesse post. E isso é bom ou ruim para o paciente? Leia e decida (sem preconceitos, se puder).

Leia mais »
O manejo da dor neuropática – Parte 1

O manejo da dor neuropática – Parte 1

Quando a dor é persistente e não é aliviada, ela frustra ambos, o paciente e o médico que tenta aliviá-la. É o caso da dor neuropática. O seu alívio é difícil de alcançar e repleto de equívocos. O tratamento geralmente requer ensaios de intervenções físicas, farmacológicas e cirúrgicas. Nos casos insolúveis, os pacientes devem aceitar o alívio parcial e buscar estratégias adaptativas. Este artigo, “Managing Neurophatic Pain”, de autoria da geriatra Katherine E. Galluzi, diretora de Comprehensive Care no Philadelphia College of Osteopathic Medicine, descreve primeiramente os tipos, mecanismos e características da dor neuropática em geral (Parte 1), e depois se aprofunda na prática do seu tratamento clínico, tomando a dor neuropática periférica diabética como exemplo (Parte 2). A Dra. Galluzi aproveita para ressaltar as supostas vantagens da prática osteopata, um modelo de tratamento, ela diz, que tem a melhor chance de sucesso no tratamento de pacientes com dor neuropática.

Leia mais »
Esclerose múltipla

O difícil diagnóstico da esclerose múltipla

Obter um diagnóstico de esclerose múltipla é um processo demorado, com várias etapas que frustram o paciente. Geralmente, os médicos tentam descartar outras condições de saúde primeiro, pois a esclerose múltipla (EM) pode ser confundida com outras condições, como enxaqueca. Por isso, o paciente estar bem informado sobre esses testes pode fazer grande diferença. Se você está procurando um possível diagnóstico de EM ou se tem um ente querido passando por isso, este guia o ajudará a aprender mais sobre a EM e o que vem a seguir em sua jornada. Isso irá deixá-lo(a) confiante de que você e seu médico(a) têm a situação sob controle.

Leia mais »
Fibromialgia: dos especialistas para os leigos

Fibromialgia: dos especialistas para os leigos

Maio foi o Mês da Fibromialgia e duas instituições – Associação Brasileira dos Fibromiálgicos (ABRAFIBRO) e a Liga Interdisciplinar de Dor (LIED) de Curitiba – convidaram vários especialistas a comentar essa condição. Nesse post eu irei reproduzir alguns deles.

Leia mais »
Perguntas-chave ao receber um diagnóstico

Perguntas-chave ao receber um diagnóstico

Erro de diagnóstico, de acordo com a definição proposta pela Society to Improve Diagnosis in Medicine (SIDM), é “qualquer diagnóstico errado, indevidamente atrasado, ou não realizado”. Nem todo erro diagnóstico pode ser imputado a imperícia do médico nem provoca danos imediatos ao paciente, porém seus efeitos a meio e longo prazo anulam qualquer estratégia de recuperação. Num país como o Brasil, todavia, o paciente típico no seu primeiro atendimento dispõe de 10 ou 15 minutos para garantir, ou ao menos aspirar a um diagnóstico bem feito. Por isso, ele ou ela precisam planejar cuidadosamente as perguntas a serem formuladas na ocasião. Esse post trata disso.

Leia mais »
Teste de sangue inovador detecta fibromialgia

Teste de sangue inovador detecta fibromialgia

Novas pesquisas encontram uma maneira precisa de diagnosticar a fibromialgia e diferenciá-la de outras condições relacionadas. Usando amostras de sangue e técnicas inovadoras, os cientistas detectaram uma “impressão digital molecular” que é única para a condição. Isso pode levar a um tratamento melhor e mais direcionado para os pacientes. Esse post resume como foi feito o estudo, seus resultados e a importância de se ter um diagnóstico preciso no caso da fibromialgia.

Leia mais »
Quando a dor é “mista”

Quando a dor é “mista”? Perguntando se chega a Roma.

Pacientes com problemas de dor que ainda não são bem compreendidos, por exemplo, dor nociplástica ou dor mista, ainda correm um alto risco de ouvir que sua dor não é real ou que “está tudo na sua cabeça”. Uma avaliação metódica, bastante rápida e abrangente de um paciente com dor crônica – particularmente aquele que sofre de dor com componentes nociceptivos e neuropáticos – permite um tratamento direcionado. Na falta de uma causa notória para essas dores, o relato do paciente é essencial. Isso explica a preocupação com o médico ou médica fazer as perguntas certas durante a avaliação. O valor disso é duplo. Por um lado, usar as respostas como um fio condutor para traçar um diagnóstico (a confirmar por exames subsequentes, se for o caso); e por outro lado, estabelecer um vínculo afetivo com o paciente, amiúde decisivo para este acreditar no diagnóstico e se dispor a seguir o tratamento.

Leia mais »
CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas