Autor: Dor Crônica - O Blog

Podemos treinar nossos cérebros para domar a dor crônica?

Podemos treinar nossos cérebros para domar a dor crônica?

Este artigo de autoria de Cathryn Jakobson Ramin, autora do best seller em dor nas costas: “Crooked: Outwitting the Back Pain Industry and Getting on the Road to Recovery”, descreve o confronto entre duas escolas de pensamento em relação ao manejo da dor. De um lado, a “escola biomédica”, que vê o paciente como um organismo a ser consertado a partir da remoção de uma causa, de preferência notória. A ela adere a maioria absoluta dos profissionais da saúde, ao exercer a profissão. De outro lado, a chamada “Neurociência da Dor”, puxada por um grupo de fisioterapeutas-cientistas que considera ser o cérebro, e não uma lesão, o verdadeiro mandante da dor. E que, portanto, prega um tratamento da dor – da dor crônica, principalmente – baseado no modelo biopsicossocial e na combinação de terapias biomédicas com as chamadas integrativas, a tecnologia de imagem e a educação em dor dos pacientes.

Leia mais »
A universidade não ensina cannabis medicinal

A universidade não ensina cannabis medicinal e deixa os médicos boiando

Apesar de o governo federal ter legalizado o acesso dos pacientes à maconha há duas décadas, a maioria dos profissionais de saúde canadenses reconhece que possui pouco conhecimento sobre cannabis medicinal e quase nenhum relata ter recebido treinamento sobre isso enquanto estava na faculdade de medicina. A situação é semelhante nos Estados Unidos. Você acha que a situação é diferente no Brasil?

Leia mais »
Câncer de mama: o que você pode controlar

Câncer de mama: o que você pode controlar, e o que você não pode

Esse mês de outubro foi dedicado ao câncer de mama, que atinge anualmente umas 70 mil mulheres, no Brasil. A dor do câncer não é propriamente uma dor crônica, como a artrite reumatoide ou o lúpus, e portanto não deveria ser matéria do nosso interesse, porém a sua enorme incidência – quase 1/3 de todas as neoplasias registradas em mulheres no ano 2020 – merece uma exceção. Este post é sobre os riscos de se contrair câncer de mama: os que podem ser controlados pela paciente, e os que não. Ter um fator de risco, aliás, não significa que você terá a doença, e nem todos os fatores de risco têm o mesmo efeito. A maioria das mulheres tem alguns fatores de risco, mas a maioria das mulheres não tem câncer de mama. Porém, estar alerta sempre ajuda a prevenir desgraças. Leia o post e se vislumbrar fatores de risco de câncer de mama em você, converse com seu médico.

Leia mais »
Um futuro sem dor crônica

Um futuro sem dor crônica

O artigo publicado pelo Dr. David Borsook, diretor do Pain and Imaging Neuroscience Group do Children’s Hospital Boston, EUA, mira na situação atual da pesquisa sobre dor nos Estados Unidos. Contudo, a sua leitura, muito amena, por sinal, deveria interessar a cientistas, médicos e pacientes no Brasil. Por vários motivos. O artigo critica o atraso da medicina científica e clínica no tratamento efetivo da dor, atribuindo-o em parte ao domínio da pesquisa da dor, pelas indústrias farmacêutica e de biotecnologia. Mas o Dr. Borsook é um otimista e faz uma excelente exposição muito bem documentada, dos campos de pesquisa em dor que hoje apresentam resultados promissores, destacando especialmente os avanços nas maneiras pelas quais a dor crônica altera o cérebro, e o quanto eles podem levar para melhores abordagens de tratamento. Por fim, o Dr. Borsook recomenda medidas para facilitar esses novos tratamentos, incluindo o estabelecimento de centros integrados de neurociência clínica preenchendo a lacuna entre a bancada e a beira do leito. Medidas que, infelizmente, estão longe de ser implementadas devido a orçamentos reduzidos, interesses corporativos, e indiferença das autoridades sanitárias. Da leitura desse artigo, aliás, é claro que, apesar dos avanços científicos no campo da dor, o problema que a dor representa para a sociedade continua subavaliado e mal resolvido, tanto nos EUA quanto no Brasil.

Leia mais »
Dor crônica

O que é dor crônica?

“A dor crônica é uma dor contínua e geralmente dura mais de três meses.” Essa definição satisfaz você? Não, e especialmente se você estiver sentindo dor há mais de 3 meses! Contudo, é o único que a medicina hoje tem para oferecer, no que diz respeito a definições. Quanto a produção científica sobre o tema “dor crônica”, a história é outra: inúmeras pesquisas dando vazão a milhares de artigos científicos de toda e qualquer qualidade pelo mundo afora. Esse artigo faz um voo rasante por esse campo de conhecimento ora em ebulição, o da dor crônica. Um campo vasto e variado, por sinal, que eu fui obrigado a resumir em 13 destaques. Dessa forma, se a sua dor for persistente, depois de 7 minutos você saberá como tirar o melhor proveito da sua próxima consulta médica.

Leia mais »
Vivendo com endometriose

Vivendo com endometriose

Viver com endometriose é uma pedreira. Primeiro, a condição é complexa e difícil para os médicos diagnosticarem e tratarem. Depois, sintomas como dor, problemas digestivos e infertilidade podem afetar significativamente a qualidade de vida da portadora. Com razão, a endometriose é objeto anualmente de todo tipo de lançamentos – textos, artigos, posts e vídeos – em número considerável, pelo mundo afora. A maioria, como previsível, muito sisudos. Por isso, no meio de tanta informação circunspecta, foi reconfortante me deparar com o relato de uma paciente com endometriose fugindo do padrão costumeiro. Eis o tema dessa postagem.

Leia mais »
A percepção da dor no cérebro

A percepção da dor no cérebro

A dor é uma experiência altamente subjetiva. Por sua própria natureza, ela é difícil de avaliar, investigar, gerenciar e tratar. Identificar de forma não invasiva onde a plasticidade, sensibilização e outros processos de amplificação da dor podem ocorrer ao longo do neuroeixo da dor e relacioná-lo com sua experiência específica de dor é de considerável interesse para a comunidade clínica da dor e a indústria farmacêutica. Essa postagem, baseada num artigo publicado no British Journal of Anesthesia, resume o conhecimento atual sobre o que, no cérebro, incide na percepção da dor.

Leia mais »
O problema com os exames de imagem para a dor lombar

O problema com os exames de imagem para a dor lombar

Dentre os vários paradoxos que caracterizam a prática clínica, o relativo aos exames de imagem continua em destaque. Digo “continua”, porque ele é antigo. Antigo, conhecido e impune. Em que consiste? Quanto mais aumenta a demanda por exames de imagem para investigar problemas musculoesqueléticos, maior é o acúmulo de provas científicas contrárias a esse crescimento. Esse blog talvez seja o único no Brasil que já publicou diversas matérias sobre o uso exagerado de imagens, repouso, opioides, injeções espinhais e cirurgia. Exames de imagem da coluna representam um custo enorme e desnecessário para os pacientes e para o Sistema de Saúde; mal interpretados podem causar problemas muito mais sérios do que dores nas costas. Este post mais uma vez aponta as várias razões para afirmar isso.

Leia mais »
Você parou de fumar? Veja aqui do que se livrou.

Você parou de fumar? Veja aqui do que se livrou.

Que o tabaco mata, todo mundo sabe. (Um terço das mortes por câncer devem-se ao fumo). Por esse motivo, é habitual que as pesquisas sobre o vício do tabaco se concentrem nesse grupo, e raramente atentem para os que o abandonaram, e ainda vivem. Por isso, chamou a minha atenção um relatório publicado recentemente pelo National Institutes of Health americano, com os resultados de uma pesquisa sobre os ex-fumantes, que por lá somam nada menos que 52 milhões de bípedes. (No Brasil seriam 25 milhões, há uma década.)

Leia mais »
Glaucoma

Glaucoma: o beabá

Pessoas com glaucoma têm danos no nervo óptico devido ao acúmulo de líquido no olho. Se não for tratada, essa pressão ocular pode afetar permanentemente a visão. Glaucoma é a segunda principal causa de cegueira no mundo. Os tratamentos – incluindo colírios, tratamentos a laser e cirurgias – podem retardar a perda de visão e salvar sua visão.

Leia mais »
CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas