Autor: Dor Crônica - O Blog

Sofrimento mental e dor nas costas

Sofrimento mental e dor nas costas: o que diz a ciência?

De acordo com descobertas recentes, a dor nas costas e a saúde mental estão profundamente ligadas. A lombalgia é a queixa específica mais comum que leva à consulta com médicos da atenção primária. Dessa forma, o número de causas é enorme e aparentemente são todas relacionadas ao corpo, variando de hérnia de disco e fratura vertebral a condições musculoesqueléticas e síndromes psicogênicas. No entanto, o resultado de qualquer tratamento da dor lombar depende fortemente de cofatores psiquiátricos. Além disso, fatores de risco psicossociais – os chamados fatores propensos à dor – são parcialmente responsáveis pelo prolongamento da duração das síndromes dolorosas, e também podem ser encontradas associações com eventos da vida e falta de estratégias de enfrentamento.

Leia mais »
Para quem pensa ter Fibromialgia

Para quem pensa ter Fibromialgia

Esse post apresenta um breve vídeo sobre 3 ferramentas que facilitam a vida de quem tem fibromialgia, ou pensa ser portador(a) dessa síndrome. Todas elas se propõem a facilitar a obtenção de um diagnóstico acertado de fibromialgia, num tempo razoável.

Leia mais »
Como o mindfulness pode piorar você

Como o mindfulness pode piorar você

Parte da popularização do mindfulness deve-se à crença de que ela é uma técnica simples, barata e de múltiplas propriedades analgésicas para o corpo e a mente. De fato, há evidências de seus benefícios, mas com o tempo também surgem achados contraditórios. Esse post mostra, por exemplo, vários experimentos de laboratório sugerindo que o mindfulness pode diminuir a probabilidade de você se sentir culpado por irregularidades e atrapalhar sua bússola moral.

Leia mais »
Fibromialgia e Neuroinflamação

Fibromialgia e Neuroinflamação: as duas devem se encontrar?

Os mecanismos fisiopatológicos subjacentes à fibromialgia são pouco compreendidos. Não há marcador biológico aceito, e os resultados dos estudos radiográficos e laboratoriais tendem a ser normais. Vários mecanismos periféricos e centrais diferentes foram propostos, que podem não ser mutuamente exclusivos. Isso significa que, na prática da medicina clínica, a fibromialgia ainda não é vista como uma condição médica clara. Tecnicamente então, ela é uma síndrome, “grupo de sintomas”, não uma doença. O que, por sinal, em nada diminui a sua importância para a vida do paciente. Até o momento, a fibromialgia é vista por muitos médicos como uma dor crônica originária da mente do (a) paciente. O mérito deste artigo é o de apresentar sucintamente um contraponto a essa crença. Uma explicação biológica das mais sérias para a fibromialgia (enquanto doença): a sua relação com sensibilização central e neuroinflamação.

Leia mais »
Fertilidade Masculina

A vacina da Pfizer e a fertilidade masculina

Um estudo de coorte prospectivo recentemente realizado em Israel analisou amostras de sêmen de 75 homens férteis 1 a 2 meses após a segunda dose da vacina da Pfizer Covid-19. Os parâmetros do sêmen após a vacinação estavam predominantemente dentro dos intervalos de referência normais, conforme estabelecido pela OMS e não refletem nenhum efeito prejudicial causador da vacinação contra COVID-19. Os resultados confirmam que a vacina contra o coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave da Pfizer (SARS-CoV-2) é segura e deve ser recomendada a homens que desejam conceber.

Leia mais »
Dor na gengiva

Dor na gengiva? Faz tempo? Fique de olho isso.

Assim que eu comecei a estudar a dor crônica, fiquei intrigado com a ausência, nesse campo do conhecimento, dos dentistas. Artigos da sua autoria não são comuns nas revistas médicas especializadas em dor, nem nas mais badaladas, como The Lancet, BMJ e outras tantas. Também não identifiquei palestras sobre doenças dentárias dolorosas – para mim, todas parecem ser – em congressos médicos sobre dor. E olha que provavelmente onde mais dor sentimos na vida foi no dentista! Por isso, quando me deparei com o post a seguir, ele chamou imediatamente a minha atenção. E fiquei pasmo, eu admito, ao descobrir que a presença a longo prazo de bactérias causadoras de doenças na gengiva e na corrente sanguínea molda nossa saúde muito além da boca. Acredite se quiser, mas dentes e gengivas têm um amplo impacto na saúde, desde o risco de Alzheimer, até diabetes e doenças cardiovasculares.

Leia mais »
“A cannabis medicinal é segura para meus pacientes?”

“A cannabis medicinal é segura para meus pacientes?”

O uso de cannabis medicinal está aumentando em todo o mundo. Os médicos são comumente solicitados pelos pacientes a fornecer orientações sobre sua segurança e eficácia. Embora tenha havido um aumento na pesquisa sobre o papel da cannabis medicinal para várias condições diferentes, descobrimos que havia uma escassez de orientações claras de segurança sobre seu uso. O presente artigo é destinado a médicos prescritores e apresenta uma revisão prática e atualizada das considerações de segurança da cannabis medicinal.

Leia mais »
Doutor, cadê o meu Everest?

Doutor, cadê o meu Everest?

A taxa de desistência do tratamento medicamentoso de pacientes com doenças e/ou dores crônicas é escandalosa. Apesar de ser a saúde que está em jogo, o bem mais precioso do ser humano, vira e mexe este prefere continuar como se nada, ou quase. No ensejo, desperdiça o tempo e o dinheiro já investido em consultas médicas, medicação, fisioterapia etc. e, ironicamente, precisa preparar o bolso e a paciência para logo começar a repetir a mesma via crucis. Um absurdo? Não, é apenas a resposta natural de um humano a uma proposta – o tratamento terapêutico – que impõe somente obrigações, privações, mudanças de hábitos nada prazerosos. Contudo, o benefício potencial de um tratamento terapêutico – a possível melhora – permanece o mesmo, inquestionável, contundente, absoluto. Sem tratamento, não há recuperação, e sem recuperação a doença e a dor ficam como estão, ou piores. Ponto. Portanto, não seria útil, ao propor o tratamento ao paciente, o médico acenar vigorosamente com o que, no final das contas, se pretende com um tratamento desses? E assim, focar a atenção do dito cujo no que se há de ganhar com isso, em vez de deixá-lo, sozinho, contemplar o que ele acha que vai perder?

Leia mais »
Dor crônica e emoção andam juntas: o que as une no cérebro?

Dor crônica e emoção andam juntas: o que as une no cérebro?

Aproximadamente uma em cada dez pessoas em todo o mundo lida com algum grau de dor crônica a cada ano, afetando mais pessoas do que doenças cardíacas, diabetes e câncer juntos. Em algumas regiões, esse número chega a um em cada quatro. Sendo a dor crônica uma experiência tão prevalente, convém saber que mantém um relacionamento bidirecional com as emoções – apenas não se sabe qual é mais prejudicial à outra. Há muito se sabe que os transtornos de humor e a dor crônica andam de mãos dadas, com até metade das pessoas com crises de dor que duram mais de alguns meses também experimentando depressão ou ansiedade. Ignora-se, porém, o elo que une os dois estados, o doloroso e o emocional. Este post comenta os resultados de uma pesquisa que joga alguma luz nesse buraco negro. A conexão caberia às substâncias químicas que agem inibindo e/ou estimulando a sinalização da dor enquanto ela é processada pelo Sistema Nervoso Central e muito especialmente, a uma delas, o neurotransmissor chamado GABA.

Leia mais »
Avaliação de pacientes com dor crônica

Avaliação de pacientes com dor crônica

O tratamento bem-sucedido de pacientes com dor crônica só pode ser realizado se os esforços de avaliação se concentrarem no paciente como um todo, não apenas na sua patologia orgânica. Neste artigo, de autoria de pesquisadores de renome no campo da dor, foi possível destacar os componentes dessa avaliação.

Leia mais »
Depressão e gravidez

Depressão e gravidez

A gravidez pode ser um momento de alegria – e estresse. A depressão (também chamada de transtorno depressivo, depressão maior e depressão clínica) é uma condição médica que causa sentimentos de tristeza e perda de interesse em coisas que você gosta de fazer. A depressão ocorre duas vezes mais em mulheres do que em homens, e atinge o pico durante os anos reprodutivos da mulher. Pode afetar como ela sente, pensa e age e pode interferir em sua vida diária. Precisa de tratamento para melhorar.

Leia mais »
Síndrome de Fibromialgia: terapias farmacológicas e educacionais combinadas

Síndrome de Fibromialgia: terapias farmacológicas e educacionais combinadas

Diversas abordagens farmacológicas e não farmacológicas têm sido adotadas para tratar a Síndrome da Fibromialgia Primária, mas os resultados têm se mostrado parciais ou insatisfatórios. O objetivo de um grupo de cientistas italianos (Universidade de Bari) foi verificar, por meio de um estudo prospectivo, controlado e randomizado, a eficácia de uma abordagem combinada terapêutica, farmacológica e educacional, em comparação com uma abordagem farmacológica-padrão. Os principais trechos do artigo que descreve o estudo e seus resultados são transcritos a seguir.

Leia mais »
CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o mini-ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas