Dor Crônica - by dorcronica.blog.br

Atenção! Você pode estar alimentando a fibromialgia

Atenção! Você pode estar alimentando a sua fibromialgia

O manejo da fibromialgia requer uma abordagem multidisciplinar que combine estratégias farmacológicas e não farmacológicas. Entre as estratégias não farmacológicas, evidências crescentes sugerem um papel potencialmente benéfico para a nutrição. No entanto, muito pouco se sabe sobre isto. Por aqui, nós preparamos um ebook sobre Fibromialgia e Nutrição, no intuito de dar orientação dietética aos pacientes com fibromialgia, para ajudá-los a corrigir uma ingestão insuficiente ou deficiente de nutrientes essenciais. Quando os níveis ideais de nutrição são alcançados, os níveis de dor geralmente diminuem.

“A comida que você ingere pode ser a forma mais segura e poderosa de remédio ou a forma mais lenta de veneno.”

– Ann Wigmore

Anos atrás, em 2010, uma pesquisa espanhola Espanha revelou que dietas vegetarianas poderiam ter alguns efeitos benéficos no alívio de sintomas da fibromialgia, provavelmente devido ao aumento da ingestão de antioxidantes. A alta prevalência de obesidade e sobrepeso nos pacientes, e o controle do peso também pareceram ser uma ferramenta eficaz para melhorar os sintomas dessa doença.

Uma década depois, uma revisão de artigos resumiu a possível relação entre fibromialgia e nutrição, explorando as evidências disponíveis sobre o efeito dos suplementos dietéticos e das intervenções dietéticas nestes pacientes. A análise da literatura mostrou que o papel dos suplementos dietéticos permanece controverso, embora os ensaios clínicos com suplementação de vitamina D, magnésio, ferro e probióticos mostrem resultados promissores.

No que diz respeito às intervenções dietéticas, a administração de azeite, a dieta de substituição por cereais antigos, as dietas hipocalóricas, a dieta pobre em FODMAPs*, a dieta sem glúten, a dieta sem glutamato monossódico e sem aspartame, as dietas vegetarianas, bem como a dieta mediterrânea parecem ser eficazes na redução dos sintomas da fibromialgia.1

*FODMAP é o conjunto de alimentos fermentáveis que são mal absorvidos pelo nosso organismo e que podem causar desconforto intestinal. Eles são classificados como oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis. Os alimentos fermentáveis referidos são os carboidratos não digeridos pelo trato digestivo humano. Eles são mal absorvidos no intestino delgado e fermentam no cólon.

O fato de a dieta mediterrânea parecer ser eficaz na redução dos sintomas da fibromialgia, sugere que a perda de peso, juntamente com o componente psicossomático da doença, devem ser tidos em conta.

Recentemente, foi proposto que um desequilíbrio de componentes nutritivos, incluindo íons metálicos essenciais e vitaminas, poderia desempenhar um papel crítico no desenvolvimento da fibromialgia. De fato, a dor muscular – um sintoma típico da fibromialgia – tem sido associada a deficiências de aminoácidos, magnésio, selênio, vitaminas B e D, bem como aos efeitos nocivos de metais pesados, como mercúrio, cádmio e chumbo.

Pesquisas indicam que pacientes com deficiência de certos nutrientes essenciais podem desenvolver disfunção dos mecanismos inibitórios da dor, juntamente com fadiga e outros sintomas de fibromialgia. Além disso, o mercúrio e outros elementos tóxicos podem interferir na biodisponibilidade de nutrientes essenciais.2

Não deixe de ver nosso ebook.

Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

nenhum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA FIBRODOR, UM SITE EXCLUSIVO SOBRE FIBROMIALGIA
CLIQUE AQUI