Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

A segunda dose da vacina da Pfizer: efeitos colaterais

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

O blog tem recebido inúmeras queixas a respeito dos efeitos colaterais das vacinas anti-Covid-19. A “vacina da Pfizer” não é uma exceção. Eu entendo que atualmente a missão de um blog sobre qualquer assunto específico relativo à saúde (ex.: seja dor crônica ou dor de dente) é, acima de tudo, atender a utilidade pública. Por isso, o boletim da CDC é reproduzido a seguir.

“Tomei a segunda dose da Pfizer há 3 dias e estou com linfonodos na axila do braço da vacina. Na primeira dose não tive nenhuma reação. É possível não ter reação na primeira dose e ter míngua na segunda dose?”


Nota do blog:

Por esses dias, a vacina da Pfizer é o objeto de desejo de muita gente. Com razão, porque conforme dados internacionais até o momento a sua efetividade se mostra superior as outras usadas no Brasil. Mas isso não a isenta de comentários preventivos. Como demonstrado por um vídeo baseado em dados israelenses, onde a população foi massivamente injetada com a “vacina da Pfizer”, ela provoca, sim, efeitos colaterais. Especialmente após a segunda dose. Ciente disso o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) americano emitiu um boletim sobre isso. Os trechos pertinentes à realidade brasileira foram reproduzidos aqui.

A SEGUNDA DOSE DE UMA VACINA COVID-19: EFEITOS COLATERAIS, POR QUE ACONTECEM E COMO TRATÁ-LOS.

As vacinas Pfizer-BioNTech e Moderna requerem duas doses e é vital que você tome cada uma delas. Se você não tomar a segunda dose, não estará totalmente protegido contra infecções.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Terei efeitos colaterais com a segunda dose?

Os efeitos colaterais são mais comuns, e podem ser mais pronunciados, após a segunda dose da vacina. As vacinas Pfizer-BioNTech e Moderna relataram efeitos colaterais semelhantes, que não duram muito – cerca de um a três dias. Os efeitos colaterais mais comuns incluem dor no braço, fadiga (sensação de cansaço), dor de cabeça, dores e febre. Os efeitos colaterais são um bom sinal – eles indicam que a vacina está funcionando, ativando o sistema imunológico. Os efeitos colaterais graves são raros e tratáveis.

Se possível, tente programar a vacinação antes do (s) dia (s) normal (is) de folga, caso precise de um descanso extra após a segunda dose.

O que significam os efeitos colaterais?

Se você tiver efeitos colaterais, eles são um bom sinal – indicam que a vacina está funcionando, ativando o sistema imunológico.

Na primeira dose, seu sistema imunológico reconhece algo como estranho. O sistema imunológico lança automaticamente um ataque em pequena escala contra ele. Este processo ensina suas células imunológicas a reconhecer e responder a um “invasor”. É por isso que você pode sentir alguns efeitos colaterais.

Quando você toma a segunda dose, seu sistema imunológico lança o ataque novamente. Mas, desta vez, há mais células imunológicas prontas e esperando para lançar um ataque muito maior. É por isso que você pode sentir mais efeitos colaterais após a segunda dose. Mas eles vão desaparecer depois de um ou dois dias. Pense desta forma: a resposta do corpo à vacina é como uma missão de treinamento para a luta real.

Depois de totalmente vacinado, se você foi infectado pelo vírus que causa Covid-19, seu sistema imunológico estaria pronto para lançar um ataque ainda maior e mais poderoso para protegê-lo.

Se você não sentir quaisquer efeitos colaterais – seja da primeira ou da segunda dose – isso não significa que a vacina não funcionou. Nos ensaios clínicos da vacina, mais da metade das pessoas não experimentou nenhum efeito colateral, mas ainda sabemos que a vacina foi eficaz nessas pessoas.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Posso tratar os efeitos colaterais?

Se você sentir dor ou desconforto após receber a vacinação, converse com seu médico sobre tomar um medicamento sem prescrição, como o ibuprofeno (Advil) ou paracetamol (Tylenol).

Para reduzir a dor e o desconforto em seu braço:

  • Aplique uma toalha limpa, fresca e úmida sobre a área.
  • Use ou exercite seu braço.

Na maioria dos casos, o desconforto causado pela febre ou dor é normal.

Entre em contato com seu médico ou profissional de saúde:

  • Se a vermelhidão ou sensibilidade no local da injeção aumentar após 24 horas.
  • Se os seus efeitos secundários o preocupam ou parecem não desaparecer ao fim de alguns dias.

Posso fazer algo com antecedência para reduzir os efeitos colaterais da vacina?

Você deve esperar até depois de ser vacinado para ver como se sente. Se sentir efeitos colaterais, não há problema em tomar um medicamento de venda livre (como Advil ou Tylenol) para baixar a febre, reduzir calafrios ou aliviar uma dor de cabeça ou dores no corpo. É importante que você não tome esses medicamentos antes de receber a vacina, pois existem preocupações teóricas de que alguns medicamentos para o alívio da dor podem interferir na resposta imunológica à vacina. Também não está claro se tomar a medicação antes do tempo realmente funciona para reduzir os sintomas pós-vacina.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

E se eu sentir inchaço ou sensibilidade fora do local onde fui injetado?

Alguns pacientes que recebem as vacinas Pfizer-BioNTech ou Moderna podem apresentar algum inchaço ou sensibilidade nos nódulos linfáticos. Também é possível que esse inchaço apareça em exames de imagem e possa ser confundido com a progressão de certos tipos de câncer – principalmente de mama, cabeça e pescoço, melanoma e linfoma.

Este efeito colateral da vacina é mais comum após a segunda dose, geralmente ocorre dentro de dois a quatro dias após a vacinação e pode durar em média 10 dias.

Nos exames de imagem, o aumento dos linfonodos pode ser detectado por um período mais longo.

Por esses motivos, recomendamos:

  • Se você desenvolver esse sintoma após a vacinação, deve falar com seu médico. Na maioria das vezes, eles recomendam que você espere pelo menos quatro semanas antes de fazer novos exames, para dar tempo para que o inchaço desapareça.
  • Você deve programar sua vacinação Covid-19 após qualquer exame de imagem de rotina. Se você já tomou a vacina, recomendamos que espere seis semanas por qualquer exame de mama de rotina, incluindo mamografia e ressonância magnética de mama.
  • Se você teve câncer, deve solicitar que sua vacina Covid-19 seja administrada no lado oposto do diagnóstico de câncer, se possível.
  • Se sentir algum desconforto devido ao inchaço, pode usar uma compressa quente. Paracetamol ou anti-inflamatórios não esteroides podem ser tomados para aliviar o desconforto.

É importante saber que todos os tipos de vacinas podem causar inchaço temporário dos gânglios linfáticos, o que pode ser um sinal de que o corpo está produzindo anticorpos em resposta conforme pretendido.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Leva tempo para que a vacinação forneça imunidade?

Estudos clínicos indicam que a vacinação pode fornecer alguma proteção cerca de 12 dias após a primeira dose ser administrada, mas você deve receber as duas doses para obter proteção total. Quando ambas as doses são administradas, a vacina é mais de 90% eficaz na prevenção da infecção por Covid-19.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Devo fazer um teste de anticorpos após a vacina para ter certeza de que está funcionando?

O teste de anticorpos não é atualmente recomendado para verificar a imunidade de alguém à Covid-19 após as vacinas Pfizer-BioNTech ou Moderna. O teste de anticorpos detecta a resposta imune após ser infectado por Covid-19. Não mede a imunidade que resulta da vacina. É por isso que não deve ser solicitado rotineiramente para avaliar a resposta à vacina.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas

Ainda é possível ter Covid-19, mesmo após a segunda dose? Como a eficácia se compara com vacinas para outras doenças?

Ambas as vacinas estão entre as mais eficazes da história. Elas são tão eficazes – senão mais – do que as vacinas contra poliomielite, catapora, sarampo e gripe.

As chances de adoecer após a vacinação são mínimas. Estudos mostram que mesmo que você desenvolva Covid-19 após ser vacinado, é improvável que fique gravemente doente. As vacinas contra gripe são menos eficazes do que as vacinas Covid, mas podem protegê-lo de doenças mais graves de gripe e hospitalização. As vacinas Covid-19 são ainda mais poderosas. Das mais de 30.000 pessoas que receberam a vacinação durante os testes de pesquisa, apenas uma desenvolveu um caso grave. A eficácia dessas vacinas na prevenção de Covid-19 grave é de quase 100%.

Baseado no artigo “COVID-19 Vaccine Safety and Effectiveness: Updated Information” publicado pelo Memorial Sloan Kettering Cancer Center.

Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Cadastre-se E receba nosso newsletter

Veja outros posts relacionados…

4 respostas

  1. Sou alérgico e ha uns 4 anos nao tenho falta de ar.. Apos tomar a Pfizer tive muita falta de ar a noite . foi difícil paraa controlar ..estava frio e ainda abri janela do quarto e liguei ventilador e depois tomei xarope anti asmático..

  2. Seria normal sentir um grande desconforto na perna – coxa – dois dias após a segunda dose da vacina? A dor está constante e a sensação de fraqueza muscular é enorme.

  3. Tive hipotermia na primeira dose e estou com medo de tomar a segunda. Não há explicações, amparos, informações no Brasil. Há sim um lobby pra enfiar isso a força e mais nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA TUDO SOBRE VACINAS COVID-19
CLIQUE AQUI
Preencha e acesse!
Coloque seu nome e e-mail para acessar.
Preencha e acesse!
Você pode baixar as imagens no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
ATENÇÃO!
Toda semana este blog publica dois artigos de cientistas e dois posts inéditos da nossa autoria sobre a dor e seu gerenciamento.
Quer se manter atualizado nesse tema? Não duvide.

Deixe aqui seu e-mail:
Preencha e acesse!
Você pode ver os vídeos no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas
Preencha e acesse!
Você pode ler o ebook no blog gratuitamente preenchendo os dados abaixo:
Dor Crônica - O Blog das Dores Crônicas